Em chicago:

POPLOAD (e você, que tal?) NOS FESTIVAIS: a miXtura cool e proposital em Chicago

>>

* Publipost.

chicago2

Ainda não sabemos do que mais gostamos em um festival: da atmosfera-verão mesmo que seja com chuva e dentro da lama, do clima-férias mesmo que seja durante a semana de trabalho, o estilo dos fãs mesmo que mais da metade esteja com coroa de flores na cabeça, os shows das nossas bandas preferidas mesmo que nunca dê para ver todos na íntegra ou a correria entre um palco e outro para não perder nada, mesmo que a gente sempre acabe perdendo alguma coisa.

Nessa disparada, no entanto, boas surpresas podem surgir. Durante aquela paradinha estratégica para respirar na tenda “eletrônica”, por exemplo, você pode dar de cara e ouvidos com um DJ do qual você nunca tinha ouvido falar e simplesmente abandonar o plano A e ficar por ali. Chegar um pouco mais cedo para o show da banda X, enquanto a Y ainda esta tocando, pode fazer você se encantar mais pela última, vai que… Porque é a diversidade de estilos e atrações que compõe um bom festival e que pode fazer dele o que ele é. E estar aberto ao desconhecido ou inesperado também faz parte da aventura, não?

Um dos maiores festivais de música dos EUA, que acontece em Chicago entre os dias 28 e 31 de julho, resolveu fazer da mistura uma regra. Tem indie rock, rap, hip-hop, techno, r&b e outros estilos que nem rótulo têm. Tocando praticamente ao mesmo tempo ou um seguido do outro. Os fãs terão que escolher, só para citar alguns exemplos, entre Lana Del Rey x Last Shadow Puppets, Major Lazer x Radiohead, Disclosure x Red Hot Chili Peppers e Die Antwoord x LCD Soundsystem…

No começo do ano, na versão brasileira do mesmo festival, a doideira rap-rave (sim!) do Die Antwoord bateu de frente com o folk de salão do Mumford & Sons e surpreendeu. O mesmo aconteceu com Jack Ü, bagunça liderada por Diplo e Skrillex no meio da tarde e que acabou fazendo o show mais bombado e divertido do fim de semana.

Quando o mix acontece, de que lado você fica? A Popload é do #Team tudo-ao-mesmo-tempo-agora:

Lana Del Rey x Last Shadow Puppets

Major Lazer x Radiohead

Disclosure x Red Hot Chili Peppers

Die Antwoord x LCD Soundsystem

**** Se você é dos nossos, a Popload e a promoção Trident Juntos & Mixturados levarão um sortudo (com acompanhante) até Chicago para ver tudo isso de perto ao lado da sua dupla de youtubers favorita: PC Siqueira e Bruna Vieira, Evelyn Regly e Fabi Santina ou Faru e Niina Secrets.****

Fique de olho que as inscrições vão até o dia 12 de julho e somente maiores de 18 anos podem concorrer, ok? Participe!

Foo Fighters em um clubinho punk de Chicago: o show completo

>>

201014_ffcubby1

A “Foo Fighters Week”, além de toda a movimentação no programa do David Letterman e da estreia do documentário “Sonic Highways” no canal americano HBO, reservou um show especial da banda no famoso clubinho The Cubby Bear, em Chicago, o primeira dos oito municípios a serem “mostrados” no disco novo da banda, que tem 8 faixas, uma gravada em cada cidade.

Foi no Cubby Bear que Dave Grohl marcou presença em seu primeiro show punk, ainda na adolescência. E foi em Chicago que a banda gravou “Something From Nothing”, no estúdio do renomado produtor Steve Albini.
Albini, nunca é demais lembrar, foi quem produziu o álbum “In Utero”, do Nirvana.

O show em Chicago foi na sexta passada e durou mais de duas horas. “Up in Arms” foi dedicada ao produtor. Dividiram o palco com o Foo Fighters Rick Nielsen, do Cheap Tricks, e Jeff Pezzati, da banda punk Naked Raygun, a do primeiro show que o Dave viu na vida, no mesmo clube, em 1983.

A incrível apresentação completa pode ser conferida abaixo.

* Setlist
All My Life
I’ll Stick Around
Rope
Up in Arms
Big Me
White Limo
Arlandria
My Hero
Stiff Competition (Cheap Trick cover, com Rick Nielsen)
Cold Day in the Sun
Miss You (The Rolling Stones cover)
Generator
Walk
Learn to Fly
This Is a Call
The Pretender
Best of You
Surf Combat (Naked Raygun cover, com Jeff Pezzati)
Weenie Beenie
Surrender (Cheap Trick cover, com Rick Nielsen)
Something From Nothing (com Rick Nielsen)
Everlong

>>

Lollapalooza acaba hoje em Chicago, transmitindo shows de Flume, Kings of Leon e Skrillex

>>

****ATUALIZADO*****

* Se você acha que o Lollapalooza paulistano é o festival mais difícil de ir de um palco a outro, os extremos, precisa conhecer o Lollapalooza original, de Chicago, este que tem sua edição de 2014 acontecendo a partir de amanhã até domingo, no Grant Park, gigante espaço no coração da cidade de Chicago perto do Lago Michigan e de um dos visuais de prédios mais cool do mundo. Não é fácil atravessar o parque se esquivando de 100 mil pessoas em uma temperatura de 40 graus, costumeiramente. Isso quando não chove e tem tempestade para tumultuar um pouco mais.

Screen Shot 2014-07-31 at 17.39.51

O Lollapalooza americano abre hoje com a mistureba de headliners que tem Eminem, Outkast, Kings of Leon, Arctic Monkeys, Skrillex e Calvin Harris como nomes mais reluzentes, mas um recheio indie, eletrônico e hip hop de elenco que quando se olha o cartaz é difícil imaginar QUEM NÃO está tocando em Chicago.

Screen Shot 2014-07-31 at 17.43.16

Mas vai ter o Lolla no sofá, ou Lolla no trabalho, ou o Lolla no celular para quem não estiver em Chicago desta sexta a domingo, também. E o festival divulgou sua graaaaande programação de shows a serem transmitidos ao vivo nos três dias, por três canais. Programe-se:

SEXTA
16h – Into It. Over It. (3)
16h15 – Wrestlers (1)
16h15 – Courtney Barnett (2)
17h – Bombay Bicycle Club (1)
17h – J. Roddy Waltson & The Business (2)
17h – Brillz (3)
18h – Jagwar Ma (2)
18h – Perry/Etty vs. Joachim Garraud (3)
19h – Interpol (1)
19h – Portugal. the Man (2)
19h – Blood Orange (3)
20h – CHVRCHES (1)
20h – Above & Beyond (2)
20h – Rudimental (2)
21h – Lorde (1)
21h – Broken Bells (3)
21h15 – The Glitch Mob (2)
22h – Lykke Li (3)
22h30 – Arctic Monkeys (1)
22h30 – Zedd (2)
23h – Phantogram (3)

SÁBADO
16:15 – Wildcat! Wildcat! (1)
17h – Meg Myers (2)
17h – Kate Nash (1)
17h15 – Duke Dumont (3)
17h45 – The Temper Trap (2)
18h – Vance Joy (1)
18h45 – Grouplove (2)
19h – Fitz & The Tantrums (1)
19h15 – Smallpools (3)
19h45 – Manchester Orchestra (2)
20h – Gramatik (3)
21h – Foster the People (1)
21h – Martin Garrix (3)
22h – Jenny Lewis (2)
22h – The Head and the Heart (3)
22h15 – OutKast (1)
22h45 – Krewella (3)
23h – Cut Copy (2)

HOJE
16h05 – Shy Girls (1)
16h05 – Bear Hands (2)
16h15 – Lindsey Lowend (3)
16h35 – Gemini Club (1)
16h45 – White Denim (2)
17h – GTA (3)
17h15 – Bleachers (1)
17h30 – Trombone Shorty & Orleans Avenue (2)
18h – Cage the Elephant (1)
18h – RAC (3)
18h30 – London Grammar (2)
19h – Chromeo (1)
19h – Glen Hansard (3)
19h30 – The 1975 (2)
20h – The Avett Brothers (1)
20h – The Airborne Toxic Event (3)
20h15 – Flosstradamus (2)
21h15 – Childish Gambino (1)
21h15 – Young the Giant (2)
21h45 – Flume (3)
22h30 – Kings of Leon (1)
22h30 – Skrillex (2)
22h45 – Chance the Rapper (3)

>>

Parquet Courts ao vivo em Chicago. Em julho, no caso

>>

261113_courts

Uma das grandes baladas que a Popload acompanhou em 2013 foi a dobradinha Savages / Parquet Courts no delicioso clube, bar e restaurante Lincoln Hall, em Chicago, no mês de julho. À época, as bandas fizeram uma espécie de aquecimento para seus shows no Pitchfork Music Festival, que ia rolar naquela mesma semana. Até falamos do show do Savages semana passada.

O outro show da noite, da molecada esperta do Parquet Courts, foi disponibilizado agora na íntegra também. Que beleza. As apresentações fizeram parte de um especial para o famoso programa “Sound Opinions”, da rádio WBEZ 91.5 FM, de Chicago. Tanto o Parquet Courts quanto a outra banda da noite, a inglesa Savages, participaram de uma entrevista de meia hora no palco do Lincoln Hall, antes de se apresentarem. Os entrevistadores do Parquet Courts e do Savages, apresentadores do programa, eram ninguém menos que Jim DeRogatis e Greg Kot, dois dos principais críticos de rock americanos.

No caso do Parquet Courts, molecada do Brooklyn que é uma mistura de Pavement, com Clash e com Modern Lovers e com Guided by Voices reatualizados, Jim DeRogatis não escondia o deslumbre: “O primeiro EP que vocês lançaram eu gostei bastante. Mas esse primeiro álbum realmente me chapou. Eu não acreditava nele”’, rasgava uma ceda entre uma pergunta séria e outra. Perguntaram se o Brooklyn ser o Brooklyn para a música nova ajudou na concepção da banda. “Acho que não. Foi só coincidência. Não nos vejo como ‘uma banda do Brooklyn’. Aliás, acho que só eu moro lá, agora. E eu vim do Texas”, disse um dos vocalistas e excelente guitarrista Austin Brown, que tem Texas até no nome.

A banda tem uma concisão sonora impressionante e não via duas guitarras solo se ajustarem tão bem, uma diferente da outra, desde os Strokes, desde o Arctic Monkeys. O show do Parquet Courts foi de chorar de tão lindo, como podemos acompanhar abaixo. Repare nas ótimas músicas que eles anunciam como “new songs”. Vão estar no segundo disco, a ser lançado em 2014.

>>

Savages ao vivo em Chicago, completinho. A Popload esteve lá, acho

>>

Está ganhando certa repercussão na blogosfera (hehe) um vídeo com a apresentação na íntegra da ótima banda de meninas Savages, gravado no Lincoln Hall em Chicago, em julho passado. Fiquei bem interessado por dois motivos simples: (1) Savages é sempre bom e (2) eu ACHO que é o show que eu fui. Haha. Não tenho certeza por agora. Enfim…

Se for esse mesmo, rolou na mesma semana do Pitchfork Music Festival. Lembro que a banda tocou no gás, puxado pela vocalista Jehnny Beth toda performática e “agressiva” em um caminho bom.

A apresentação faz parte da primeira turnê solo do grupo em terras americanas e destaca, óbvio, o ótimo disco de estreia do grupo, “Silence Yourself”, que saiu no início do ano.

Se é o show que eu vi, vou ver de novo.

* Setlist
I Am Here
City’s Full
Flying To Berlin
Shut Up
Strife
Waiting For A Sign
No Face
She Will
Hit Me
Husbands

http://popload.blogosfera.uol.com.br/2013/07/19/savages-ao-vivo-ontem-em-chicago/