Em chrissie hynde:

Com produtor dos Smiths e do Blur, The Pretenders anuncia novo disco para maio e solta a inédita “The Buzz”

>>

170320_pretenders2

O incrível The Pretenders, da não menos incrível Chrissie Hynde, está com planos de lançar um novo disco de estúdio, o primeiro com a atual formação que viaja mundo afora para turnês.

Chamado de “Hate for Sale”, o álbum estará nas lojas no dia 1 de maio e chega apresentado pelo seu primeiro single, “The Buzz”.

Este será o 11º álbum do Pretenders na carreira, o primeiro desde 2016. A produção é assinada por Stephen Street, que já trabalhou com bandas como Blur e The Smiths.

“The Buzz”, a nova, pode ser ouvida abaixo.

Hate for Sale – Tracklist
01. Hate for Sale
02. The Buzz
03. Lightning Man
04. Turf Accountant Daddy
05. You Can’t Hurt a Fool
06. I Didn’t Know When to Stop
07. Maybe Love Is in NYC
08. Junkie Walk
09. Didn’t Want to Be This Lonely
10. Crying in Public

>>

As definições para “parceria” foram atualizadas: Arcade Fire toca The Pretenders em Londres, com a Chrissie Hynde junto

>>

120418_arcade_chrissie

Em show especialíssimo realizado nesta semana em Londres, o Arcade Fire recebeu nada menos que a eterna Chrissie Hynde no palco da Wembley Arena para uma reedição da clássica “Don’t Get Me Wrong”, do Pretenders.

A aparição inesperada da cantora, que recentemente esteve no Brasil abrindo os shows do Phil Collins, foi o ponto alto da apresentação que teve ainda ela própria junto de Bryce Dessner (do National) e a Preservation Hall Jazz Band entoando os versos de “Wake Up”.

O Arcade Fire está na Inglaterra com a turnê do disco “Everything Now”, lançado ano passado, e que passou pelo Brasil em dezembro.

>>

Vige: Chrissie Hynde pega carona com o Phil Collins e vem ao Brasil com o Pretenders em 2018

>>

041217_pretenders2

Liderado pela punk cool Chrissie Hynde, que nasceu nas brumas destruidoras do punk inglês no final dos 70 e caiu no gosto pop mundial nos anos seguintes graças ao talento na guitarra e a voz marcante de Hynde, em uma época pedreira para virar pop sendo que dois de seus integrantes originais, de um quarteto, tiveram morte relacionadas com consumo de drogas, o bom e velho The Pretenders virá ao Brasil no início de 2018.

Chrissie Hynde, figurona e uma das mulheres mais distintas da história do rock, não só sobreviveu a tudo isso como resolveu remontar o Pretenders ano passado, inclusive gravando um disco novo, “Alone”, produzido pelo Dan Auerbach, do Black Keys, e saindo em turnê pelo mundo.

E é justamente dentro desse rolê que a banda formada na Inglaterra no fim dos anos 70 vai pegar uma carona com o Phil Collins e abrir os shows do ex-Genesis no Rio de Janeiro (22 de fevereiro, no Maracanã), São Paulo (24, no Allianz Parque) e Porto Alegre (27, no Beira-Rio).

Que tal?

pretenders_phil

>>

Não me leve a mal. A volta dos Pretenders, o Arctic Monkeys dos anos 80

>>

* Sim, o título não tem nada a ver. Mas é só para dar um espécie de paralelo à nova geração de quão grande e importante foi o grupo The Pretenders, liderado pela punk cool Chrissie Hynde, que nasceu nas brumas destruidoras do punk inglês no final dos 70 e caiu no gosto pop mundial nos anos seguintes graças ao talendo na guitarra e a voz marcante de Hynde, em uma época pedreira para virar pop sendo que dois de seus integrantes originais, de um quarteto, tiveram morte relacionadas com consumo de drogas.

Captura de Tela 2016-10-13 às 8.51.46 AM

Chrissie Hynde, figurona, uma das mulheres mais distintas da história do rock, não só sobreviveu a tudo isso como agora, aos 65 anos de idade, resolveu remontar o Pretenders, gravar disco novo e sair em excursão com outra mulher lendária de sua geração, a cantora Stevie Nicks.

Esse “revival Pretenders” é tão para valer que recentemente ganhei uma camiseta lindona e nova da velha banda, de uma grife cool espanhola. Tratando-se de Chrissie Hynde, não é de espantar que o Pretenders ainda esteja vivo.

Nesta semana, ela foi ao famoso programa do Jools Holland para uma session linda na TV inglesa. Hynde e o que resta de seu Pretenders mostrou linda forma para uma senhora sexagenária ao lembrar a uberconhecida “Don’t Get Me Wrong”, um dos maiores hits do Pretenders e de todos os anos 80.

Outra música tocada por ela no programa foi “Holy Commotion”, canção nova para um disco que ela vai lançar agora em outubro (dia 21) chamado “Alone”, produzido pelo guitarrista Dan Auerbach, do Black Keys.

Sim, você viu bem. É Auerbach quem está tocando todo empolgadão ao lado dela no Jools Holland.

>>