Em cigarettes after sex:

Uma hora com o Cigarettes After Sex, na França, com o show mais delicado do indie

>>

170718_cigs2

Espécie de febre do indie em 2017, o lindo Cigarettes After Sex, grupo do delicadíssimo Greg Gonzalez, que esboçou a banda no Texas mas a refinou nos ares do Brooklyn nos últimos anos, continua encantando por onde passa.

Seguindo o hype do seu último disco, na real o primeiro, a banda rodou importantes festivais pelo mundo todo ano passado, quando fez show concorrido no Brasil, e continua na função em 2018.

Recentemente, eles passaram pelo Eurockéennes em Belfort, na França, e a apresentação caiu na net de forma oficial. Em praticamente uma hora de show, divulgado em preto e branco, claro, dá para ver porque a banda do Greg é uma das mais delicadas, senão a mais, que a gente anda ouvindo.

Cigarettes After Sex e a session mais intimista do ano. Na noite de hoje o show (quase esgotado) é em São Paulo

>>

131217_cigs2

A noite será de comoção indie em São Paulo, quando o Cine Joia receberá o Cigarettes After Sex, grupo do delicadíssimo Greg Gonzalez, que esboçou a banda no Texas mas a refinou nos ares do Brooklyn nos últimos anos, pela primeira vez no Brasil para mostrar seu lindo disco de estreia homônimo.

O 2017 foi bastante agitado para a banda, figurinha carimbada em diversos festivais pelo mundo, mais recentemente o Pitchfork de Paris, por exemplo. E embalado por canções como “Apocalypse”, uma das que mais partiu corações nos últimos tempos.

Com poucos ingressos restantes para o show da noite de hoje (só tem de inteira, a R$ 180), a Popload entrega por aqui uma recente passagem de Greg e seu parceiro Phillip Tubbs no Tiny Desk Concert, a série de sessions intimista da NPR, considerada a mais intimista (até por eles) deste ano.

Na apresentação guitarra-sintetizador, as faixas “K.”, “Nothing’s Gonna Hurt You Baby” e, claro, “Apocalypse”.

>>

“Nossa” Cigarettes After Sex é a campeã de música em seriados de 2017. Aparentemente

>>

CigarettesAfterS0ex03

* 2017 trouxe para as telinhas (de celular, inclusive) a malucaça “Twin Peaks”, a polêeeeeemica (no real e no virtual) “House of Cards” e a mais badalada série hoje, “Strangers Things”, tudo isso num ano só. Foi difícil acompanhar as maratonas dos amigos, não tomar spoiler na orelha e não se surpreender com mais uma chuva de seriados incríveis para assistir. God Bless Netflix.

Ontem mesmo contamos aqui sobre a “Peaky Blinders”, que além da história boa tem a melhor trilha sonora de festivais dos últimos tempos. E, justamente porque o coração bate mais forte com música, e a gente é toda ouvidos em soundtracks, não deixamos de reparar em uma canção em especial.

“Nothing’s Gonna Hurt You Baby”, balada quase parada do sensibilíssimo e querido grupo americano Cigarettes After Sex, pelas nossas contas por alto, é a campeã de comparecimento em séries, em 2017.

A música da banda “noir dreampop” apareceu em muitos seriados comentadíssimos nas redes. Talvez o primeiro surgimento foi na sensação do serviço de streaming Hulu: “Handmaid’s Tale”, estrelada por Elizabeth Moss e Joseph Fiennes e que levou oito (!) Primetime Emmys. Abaixo temos um trechinho da cena em que toca a música, então atenção!!

Outra que optou pela mesma canção foi a série “Gypsy”. Original Netflix e estrelada por Naomi Watts, traz ares meio “lynchianos”, mas não teve renovação para a segunda temporada.

“The Sinner”, mais uma da popular Netflix, e que traz Jessica Biel, também escolheu a balada do Cigarettes After Sex para musicar a trama e aparentemente virou a mais nova série que “você precisa assistir”, então já sabe… Bota na sua lista.

** Em tempo: a banda de Greg Gonzalez se apresenta em São Paulo no Cine Joia dia 13 de dezembro. Um conselho: se você não comprou ainda seu ingresso, corre.

>>

Toma esta! Cigarettes After Sex toca no Cine Joia em dezembro

>>

* Depois de cravar uma data em Buenos Aires, dentro do convidativo Bue Festival, os norte-americanos bombadinhos do Cigarettes After Sex, do Texas, têm confirmado um show único em São Paulo. Vai ser no dia 13 de dezembro, no Cine Joia, em SP, coladinho no show do Arcade Fire, que também rola na capital um pouco antes, dia 9.

sex

Seguindo o hype do seu último disco, na real o primeiro, a banda rodou importantes festivais pelo mundo todo. Além do Bue argentino, o grupo do especialíssimo vocalista Greg Gonzalez é atração em novembro do Pitchfork Festival Paris.

Para os fãs aliviados com a notícia, a passagem da “febre” Cigarettes After Sex acontece numa quarta-feira de dezembro, com apresentação imperdível na capital paulista. Os ingressos já estão sendo vendidos na bilheteria online do Joia com preço entre R$ 70 e R$ 180.

A produção fica por conta do pessoal do Monkeybuzz que há alguns meses também anunciou algumas parcerias com o selo Balaclava Records, o que resultou em outro show gringo por terras brasileiras, o dos caras do DIIV, que acontece agora em outubro.

Ansiosos? Então confere aqui esse show inteiro e em HD deles no último NOS Primavera Sound em Portugal:

>>

~Banda nova mais falada no planeta~, Cigarettes After Sex vem para a Argentina, não vem para o Brasil e lança session linda

>>

* Got the music in you baby
Tell me why

Claro que é uma referência ao último post sobre eles e estou zoando, porque né? Mas a veteraníssima banda americana Cigarettes After Sex, que lançou seu primeiro álbum há dois meses, está rodando o planeta em festivais legais, vai passar pelo Pitchfork Festival Paris em novembro e despenca para estes lados sul da América do Sul em
dezembro.

Captura de Tela 2017-08-14 às 8.49.21 AM

Mas o grupo do delicadíssimo Greg Gonzalez, que esboçou a banda no Texas mas refinou ela nos ares do Brooklyn nos últimos anos, vai se apresentar apenas no argentino Bue Festival, em Buenos Aires. Pelo que apurou a Popload, ainda não há interferências brasileiras para trazer o show para cá.

Fica o apelo a essa galera guerreira que faz shows e festivais no país para tentar desviar a banda para, pelo menos, São Paulo.

Se serve de convencimento para a empreitada, fica essa session-fofura do Cigarettes After Sex tocando ao vivo nos estúdios da rádio indie WFUV, de Nova York. A gravação foi feita no final de junho, mas a emissora botou no ar essa lindeza neste final de semana.

<3

>>