Em coldplay:

Popload sorteia dois links para o Glastonbury Festival, que acontece neste final de semana

>>

* No próximo sábado, com a opção de ver o mesmo festival no domingo, acontece na Inglaterra a edição deste ano do majestoso Glastonbury Festival. Acontece na Inglaterra é modo de dizer. Porque ele pode acontecer, essa edição “LIVE AT WORTHY FARM”, dentro da sua casa, já que o evento vai acontecer em “global livestream”

Aí você tem duas opções para “estar” no único Glastonbury possível deste ano. Ou comprar o ingresso (27,5 dólares) para ver Coldplay, Damon Albarn, HAIM, Wolf Alice, IDLES e Jorja Smith, além das falações de PJ Harvey, Jarvis Cocker, Kate Tempest, entre outros, ou tenta a sorte conseguindo AQUI NA POPLOAD, NUM SORTEIO RAPIDÃO.

Vamos sortear dois links para o Glasto Live at Worthy Farm deste sábado, com aviso aos vencedores no fim desta sexta-feira. Para concorrer, basta mandar um email para lucio@uol.com.br solicitando, botando na linha de assunto “GLASTO” e a banda que você mais quer ver, só para sentirmos as predileções. Vamo?

O Glastonbury Live at Worthy Farm deste sábado, para brasileiros, começa às 20h, e terá uma transmissão de CINCO HORAS. Ao faturar um dos dois links do festival aqui na Popload (ou comprá-lo), você opta por ver no sábado mesmo ou ainda no domingo. O link só vale para uma das situações.

UPDATE! Os ganhadores da promo foram Laís Montagnana e André Libério.

>>

As apresentações legais do Brit Awards, ontem. Tirando a do Coldplay, que já mostramos

>>

* Ontem na Inglaterra foi transmitido pela internet o Brit Awards 2021, um dos principais prêmios de música do planeta. O Brit Awards na real foi transmitido para o mundo, porque para 4 mil ingleses foi ao vivo mesmo, do jeito antigo, galera vendo o evento no mesmo lugar, aquela loucura que o covid quer há mais de ano que a gente esqueça como é.

A premiação geral em si, que rolou na majestosa O2 Arena, num dos cantos sul de Londres, foi assim assim. O ator e comediante inglês Jack Whitehall conduziu a noite.

As garotas superpoderosas Dua Lipa, Billie Eilish e Taylor Swift ganharam os delas. Weeknd e Little Mix blablablá. Os discursos foram aquela emoção: “Queria agradecer a minha equipe, aos fãs, à gravadora…”.

Um geralzão de três minutos da noite de ontem está bem resumida neste vídeo legal aqui:

Na parte que nos toca, a novinha Arlo Parks ganhou o prêmio da revelação britânica do ano. Single do ano foi “Watermelon Sugar”, do Harry Styles. “Future Nostalgia”, da Dua Lipa (foto na home), foi o disco de 2020. As irmãs californianas Haim bateram BTS e Foo Fighters no “grupo internacional do ano”.

Mas vamos às apresentações da noite, as que achamos mais bacanas. Umas ao vivo, lá no local, outras gravadas e enviadas de longe:

>>

Popnotas – A música nova dos “Smiths” (nos “Simpsons”). Disco novo da Sleater Kinney. Weezer leva o metal para a TV. O disco ao vivo em estúdio do Big Thief. E as cores do Coldplay ao vivo

>>

– Provavelmente você viu ou ouviu falar do episódio dos Simpsons com um personagem sensível bem parecido com o Morrissey, líder de uma banda sensível bem parecida com os Smiths, que se torna a obsessão da Lisa (foto na home). E, quando ela vai ver um show da reunião da banda dos seus sonhos, descobre que o vocalista virou um racista que detesta imigrantes – um piada dos Simpsons com um processo que rolou não só com o Morrissey, mas é bem comum entre roqueiros aqui no Brasil também. A novidade é que a música que Lisa e o Morrissey fake do episódio cantam, “Everyone Is Horrid Except Me”, foi lançada. Benedict Cumberbatch, o ator de Sherlock Holmes, que fez a voz do “suposto” Moz no episódio, também é o dono da voz muito similar a do cantor dos Smiths na música – na real, um pastiche de Smiths descarado e era para ser mesmo assim. Acho que alguém vai ficar furioso de novo com essa história…

***

– Das bandas mais importantes e queridas, a americana Sleater Kinney, atualmente uma dupla formada por Carrie Brownstein e Corin Tucker, está de disco novo programa para junho. “Path of Wellness” será o décimo álbum da banda e o terceiro desde que as meninas retomaram as atividades em 2014. Com produção delas mesmas, o álbum feito em Portland (a cidade eternizada na série de Carrie) carrega a agitação social dos Estados Unidos, incêndios e a pandemia, ainda que o primeiro single “Worry with You”, seja sobre amor, se entendemos bem.

***

– No rolê de divulgação de seu segundo disco de 2021, o metaleiro “Van Weezer”, lançado na sexta passada, a banda de Rivers Cuomo foi ao Jimmy Fallon ontem à noite, enquanto em outro canal a Billie Eilish tava em outro late show falando de suas fotos, recordes, livro, música no deserto etc.. “All the Good Ones” foi a faixa escolhida do Weezer para a performance gravada e enviada ao Fallon. Esta aí embaixo.

***

– Quem tem tempo para escutar todos os discos dos King Gizzard & The Lizard Wizard? A banda australiana, que lança em média sempre dois discos por ano, às vezes três (em 2017 foram 5!), vem aí com seu segundo álbum de 2021. “Butterfly 3000” chega em julho e não ganhou single, capa, nada, só sabemos que terá dez músicas. Sim, eles gostam de ser diferentes e tudo bem. O disco novo é definido pela banda como “melodic + psychedelic”. Tá?

***

– Saiu um EP bem legal ao vivo do Big Thief, grupo americano das nossas preferidos. “Live at the Bunker Studio” é um registro de 2019, ano em que a banda do Brooklyn, NYC, lançou “U.F.O.F” e “Two Hands”, seus discos mais conhecidos. É nessa session que está a versão emocionante de “Not”, que bombou em vídeo no YouTube, acumulando mais de meio milhão de views. Agora dá para se emocionar com as músicas ao vivo do Big Thief nas plataformas de streaming. Ah, a banda já tinha liberado duas amostras audiovisuais daquela apresentação. Agora temos todas.

***

– Então. O Coldplay fez uma apresentação ao vivo que abriu agora há pouco na Inglaterra a noite de premiação meio xoxa do Brit Awards 2021. Aconteceu no gigantesco O2 Arena, em Londres, com público de 4 mil pessoas. Amanhã a gente traz os melhores poucos momentos. Mas aqui deixamos com a preza do Coldplay para o prêmio, tocando do lado de fora da arena, em meio a cores, dancinhas, agitos alegres, como a música apresentada, a nova “High Power”, a dos ETs. E, sim, eles apareceram na gravação do Coldplay para o Brit. Abaixo, também, tem a performance deles para a mesma música, anteontem, no programa “American Idol”. Bom proveito.

>>

Popnotas – Coldplay, a música nova e os ETs. Beth & Bobby e uma das músicas do ano. Rashid e o ferrão da abelha. E o Health, o Nine Inch Nails e o barulho duplicado

>>

– A gente comentou aqui ontem que o Coldplay ia lançar seu novo single em uma transmissão para a Estação Espacial Internacional. O vídeo da transmissão virou o material oficial de divulgação de “High Power”, um som da banda com produção do superprodutor sueco Max Martin, homem por trás de um bilhão de hits – pense em Britney, Backstreet Boys, Adele, a lista é enorme. Ele já tinha trabalhando em uma música do álbum anterior da banda, “Everyday Life” de 2019. Se “High Power”, a primeira música do grupo de Chris Martin indica o começo de um novo trabalho, ainda não está claro. A canção em si é aquela água que o Coldplay vem produzindo nos últimos anos, mas deve funcionar bem ao vivo, talvez. É alegre. O vídeo tem a pira de ETs em que a banda anda envolvida recentemente (manja a Alien Radio FM?). Combina bem com o lance de o single ter sido lançado no espaço.

– A união de Jehnny Beth (Savages) com Bobby Gillespie (Primal Scream) promete demais – daquelas duplas que ninguém imaginava e já faz todo o sentido. Os dois vão soltar um disco conceitual chamado “Utopian Ashes” pela Third Man Records, do Jack White. Orquestrado e grandioso, a história do disco é sobre um casal que está no fim do relacionamento. Uma brisa ficcional, mas que de acordo com os dois ressoa na história pessoal e em situações vívidas por todos. O álbum sai no dia 2 de julho e o primeiro single já está disponível: “Chase It Down”, que já tem cara de clássico. Se liga.

– O rapper Rashid de tempos em tempos soltava um som chamado “Diário de Bordo”, músicas longas e sem refrão onde se situava para os fãs. Quando soltou o quinto número da série – que rolou entre 2010 e 2015 -, achou que estava encerrada a missão. Mas a pandemia e o atual governo que toca o Brasil para o ralo o motivaram a arriscar uma sexta edição, que conta com a participação do músico paraibano Chico César. Um trechinho da música já dá ideia do recado: “Porque esse governo de morte foi o atalho pra bandeira ficar vermelha/ Do sangue do povo que espelha a raiva que hoje transbordo/ Escrevo com ferrão de abelha, em busca de dias melhores”.

Health, um trio de noise de Los Angeles, maravilhoso em sua doideira sonora e que já experimentou tempos mais inspiradores, acabou de soltar uma parceria com talvez uma de suas grandes referências, o grande Nine Inch Nails, de Trent Reznor. “Isn’t Everyone” é o primeiro single de “Disco4: Part II”, uma continuidade do álbum que o Health lançou ano passado todo formado por parceria com outros artistas.

>>

Popnotas – Coldplay lançando música no espaço. O incrível lado B da Laura Marling. E a Mitski botando som em HQ

>>

– A nossa querida Laura Marling resolveu retomar o duo que ela tem com Mike Lindsay, outro nome do folk moderninho britânico, de pegada mais eletrônica. Eles lançaram um álbum em 2018 que leva o nome do projeto, LUMP, e voltaram a trabalhar juntos agora em 2021 em um disco inspirado no mar, de acordo com a dupla, que tirou do movimento das ondas os ritmos de seu novo trabalho. Repare só no tempo maluco do primeiro single do novo disco, a ótima faixa “Animal”. “Animal” também será o nome do álbum, que chega no dia 30 de julho.

***

– E a norueguesa Girl in Red segue firme na divulgação do seu excelente “If I Could Make It Go Quiet”, lançado semana passada. Desta vez, a apresentação é um versão superintimista e acústica do energético hit “Seretonin”, feito para a rádio belga Studio Brussel. Como ela reparou, na versão acústica ficou mais triste que a original, mas ainda assim lindíssima.

***

– Trilha sonora de uma história em quadrinhos? Sim, é exatamente essa a ideia do novo som da cantora meio japonesa-meio americana Mitski. Ela sonorizou a graphic novel “This Is Where We Fall”, do autor Chris Miskiewicz. “The End” já é a segunda prévia desse trabalho, que de acordo com Mitksi, que classificou o trabalho como desafiador e libertador, porque não tem a “prisão” do movimento exato das imagens, como nos filmes. Ela tinha novos referenciais para criar sua viagem musical.

***

– E o prometido novo single do Coldplay, “High Power”, vai ser lançado. No espaço. Vamos repetir. “High Power”, do Coldplay, que tem produção de Max Martin, o cara por trás de hits como “…Baby One More Time” (Britney Spears) e “I Want It That Way” (Backstreet Boys), terá um lançamento “de outro mundo”. Sim, a música estreia amanhã, sexta, para os astronautas que estão na Estação Espacial Internacional, com transmissão para os terráqueos via YouTube da banda, às 20h, no horário de Brasília. Seguindo uma trajetória de outro planeta, digamos, a banda de Chris Martin (foto na home) vai mostrar a música dia 11 na abertura do Brit Awards 2021. E, no dia 22, “Higher Power” vai certamente ser um dos destaques da performance do grupo na versão online do Glastonbury Festival, em show pré-gravado.

>>