Em copa do mundo:

O Melhor do Twitter: “Não Foi Desta Vez” edition

>>

****
Nem o olhar do Feiticeiro, nem o sorriso do Firmino, nem o semblante do Canarinho Pistola. Não deu pro Brasil. Adeus, feriado. Até logo mais, churrasco durante o expediente. E daí, como o brasileiro não vive sem adrenalina, a gente também QUASE viu o Lula Livre. E também não foi desta vez. Mas está tudo bem: a gente é igual ao Mick Jagger e não desiste nunca.
****

>>

O Melhor do Twitter: “O Feiticeiro do Hexa” edition

>>

****
Já estamos sextando, entrando no clima da seleção, incorporando o Canarinho Pistola, servindo coxinha do russo psycho, tá tudo certo. O feriadão (em São Paulo) começa HOJE e, com a graça do Neymar, dura até terça-feira. Vai que é tua, Ney, nunca criticamos! Que o Feiticeiro do Hexa faça o melhor por nós. Contamos com você.

Screen Shot 2018-07-06 at 13.37.28

****

>>

O Melhor do Twitter: Maradona, Neymar, a Alemanha (rs) e o filho do Cristiano Ronaldo

>>

***
Do you beliiiieve in life after the World Cup? O que será da gente? O que será do Twitter? Como vamos saber se o filho do CR7 finalmente ganhou um prato de sopa? Que época. Alemanha fora (HAHAHAHA), Coreia do Sul impressionando, Paulinho fazendo espacate, Messi sendo Messi, Maradona descendo no tobogã, Neymar fazendo o peão da casa própria. Fica mais, Copa!
***

>>

Futebol é pop: Liam Gallagher e Peter Crouch mudam a rotina do Isle Of Wight, na Inglaterra, por causa da Copa do Mundo

>>

250618_petercrouch

Um dos festivais mais importantes do verão europeu, o Isle Of Wight, que surgiu lá no fim dos anos 60, de edição histórica em 1970, retomado em 2002 e que desde então leva muita gente para os arredores de Newport, na Inglaterra, teve sua edição 2018 (e comemorando 50 anos de nascimento) realizada neste final de semana, com uma penca de atrações boas, ainda que esteja acontecendo uma Copa do Mundo na Rússia. Até porque, futebol e música caminham juntos. Afinal, futebol é pop, ainda mais na Inglaterra.

E ao menos dois personagens levaram um pouco de futebol para o evento. Primeiro, Liam Gallagher. O intrépido ex-Oasis era atração principal do domingo. Mas, por causa do jogo da Inglaterra contra o Panamá, pediu para ser remanejado para o sábado, antes do Depeche Mode. Prioridades, óbvio. Fez seu show lindão e mostrou clássicas obscuras do Oasis, tipo “Listen Up”. Boa parte do show pode ser conferida abaixo, até a BBC deixar.

** Quem também apareceu no festival foi Peter Crouch. Atacante gigante que defendeu a seleção inglesa em Copas anteriores, que ganhou até musiquinha personalizada, o jogador apareceu no palco justamente antes do Liam Gallagher e cantou um trecho de “Three Lions”, maior hit da banda The Lightning Seeds, de 1996, que acabou se tornando o hino pop da seleção local. O trecho mais famoso do refrão – “It’s Coming Home” – faz referência à volta do futebol ao seu berço 30 anos após o título da Inglaterra na Copa de 1966, e acabou sendo tuitado pelo Liam após a vitória de 6 a 1 sobre o Panamá.

O Crouch, já na sexta, foi flagrado também durante o show do Kasabian, no meio de um mosh pit com a galera. Haha. Gênios. Futebol é ou não é pop?

>>

O Melhor do Twitter: “Neymar Nunca Critiquei” Edition

>>

****
NEYMAR DO CÉU. A gente acorda cedo numa sexta-feira (no mesmo horário de sempre, na verdade, mas é sempre tão bom reclamar, né?) para sofrer. Pinta a unha de verde e amarelo, fica sem tomar banho, deixa a vuvuzela empoeirada já perto da janela, troca o café pela cerveja, aguenta o Galvão e a voz do Ronaldo e ainda tem que ir ao trabalho depois? Brasileiro sofre demais! E tem o cabelo do Neymar, o cabeleireiro do Ney, a namorada do Ney, o choro do Ney, os tombos do Ney… Deixem o menino Ney em paz! Eu nunca critiquei, o Canarinho tá vendo.
****

>>