Em crucificados pelo sistema:

Filho da p**a do car**ho. O histórico show do Ratos de Porão no Cine Joia

>>

* This is hardcore!

Screen Shot 2014-03-10 at 8.28.31

Uma das mais internacionais bandas já armadas no Brasil, o grupo punk hardcore Ratos de Porão vomitou um incrível show de 30 anos de seu primeiro disco ontem no Cine Joia, em São Paulo. Com formação original de 1984 (João Gordo + Jão + Mingau + Jabá), o quarteto executou todo o álbum de estreia “Crucificados pelo Sistema” mais “clássicos”, raridades e demos dos anos 80 do grupo.

“Crucificados pelo Sistema” é o “Sobrevivendo no Inferno” (Racionais) da geração punk podre e periférica paulistana. Saiu no desgraçado e sinistro ano de 1984 (desemprego, política destroçada, Palmeiras na fila, dureza…) pela saudosa Punk Rock Discos. Com distribuição nos EUA e Europa, foi o primeiro disco inteiro (não coletânea) de uma banda latina de punk e hardcore a chegar nesses mercados gringos. É o disco mais punk e menos hardcore do Ratos.

Esta formação que se apresentou ontem no Cine Joia abarrotado e cheio de mulher bonita (!!!), só durou mesmo, na verdade, durante o ano de 1983 (quando João Gordo entrou) e um pouco de 1984. Quando o “Crucificados pelo Sistema” saiu, tudo começou a mudar no Ratos, ou o Ratos já estava mudado. A banda já era outra, indo mais para o caminho do metal.

1782129_642593059109242_397008665_n.183537

O Ratos de Porão faz outro show comemorativo dos 30 anos de seu primeiro disco no Rio de Janeiro, sábado que vem, dia 15, no Circo Voador.

A banda prepara o lançamento para maio agora de seu 15º álbum, “Século Sinistro”. Da formação de 84 continuam apenas João e Jão. Boka e Juninho completam o grupo atual.

Ontem, no Cine Jóia, outra importante banda do hardocore brasileiro, os Dead Fish, fez as honras de abertura para o Ratos. O grupo de Vitória, Espírito Santo, fez um show baseado no importante “Zero e Um”, disco que deu projeção nacional aos caras e emplacou de vez o Dead Fish no meio da galera MTV. O “Zero e Um” foi lançado em 2004. Portanto era outro disco a ter seu aniversário (no caso 10 anos) festejado na celebração hardcore de ontem na Liberdade.

Abaixo, o Ratos destruindo com “Destruição” (demo de 1982) e desencabando das trevas a música “Aqueles Que Querem nos Governar”, de coletânea punk de 1983. Pensa!

“Tomar no c*, poooooorraaaaa”, declarou João Gordo, sobre o show de ontem.

* A foto que abre o post é do Instagram de Anderson Boscari (@_risada).

>>