Em dancing in the dark:

Hot Chip mistura Bruce Springsteen e LCD Soundsystem no T in the Park

>>

Screen Shot 2015-07-13 at 9.41.51

* Neste final de semana que passou aconteceu no meião da Escócia o gigantesco T in the Park, um dos maiores festivais do verão britânico, que arrastou 300 mil pessoas em três dias em um novo lugar, o Strathallan Castle, porque o anterior, o tradicional parque em Balado em que era realizado desde os anos 90, não comportava mais a galera.

Ainda falaremos bastante do T in the Park, hoje, mas de cara destacamos trecho da apresentação da banda electroindie Hot Chip, em que o grupo do gigante Alexis fez cover de “Dancing in the Dark”, clássico mundial do roqueiro working-class americano Bruce Springsteen. No final da versão, aproveitando o embalo da eletronizada no Bruce e a vibe toda, cantaram “All My Friends”, por si só um clássico para quem era interessado nas maravilhas que o James Murphy fazia com seu LCD Soundsystem.

Não à toa, quem cantou a parte LCD da cover do Springsteen foi o guitarrista Al Doyle, que fez parte da última fase do LCD Soundsystem, nas apresentações ao vivo, turnês etc.

Lindeza pura!

>>

Vance Joy desbravando a América. E dançando no escuro

>>

* Se você concorda que a música australiana está bombando mais que nunca, então você precisa se lembrar do rapaz Vance Joy, sobre o qual falamos recentemente, durante a viagem poploadica por aqueles lados.

Screen Shot 2014-04-01 at 8.03.06

Vance Joy e seu violão fazem estragos no nível Lorde na parte “down under” do planeta, claro que sem o Grammy e sendo ainda apenas uma referência musical local. Mas Joy já começa a alçar vôos mais longos.

Na Austrália, Vance Joy já está bastante popular. No último Laneway Festival, a que a Popload teve a oportunidade de acompanhar, Joy foi ovacionado com um superlotado show de dia.

Uma semana antes, ele havia emplacado a melhor música de 2013, segundo a ótima rádio Triple J, na bombada votação do Triple J Hottest 100, enquete anual que contou com a participação na escolha da lista de cerca de 1.5 milhão de ouvintes. Com sua “Riptide”, canção romântica tipo folk em que toca ukelele como instrumento principal, Vance Joy bateu “Royals”, de Lorde, “Get Lucky”, do Daft Punk, e “Do I Wanna Know”, respectivamente segundo, terceiro e quarto lugares da votação.

Joy, que só tem um EP, começa a ser “trabalhado” nos EUA. O rapaz tocou no Sxsw com algum barulho na “Rolling Stone” e “Spin” e em uns blogs americanos. E emendou uma turnê por EUA/Canadá. Ontem ele tocou em Edmonton, amanhã é a vez de Vancouver. Depois ele desce a Seattle.

Desde agosto, fechou um contrato com uma gravadora grande nos EUA, a que tem como “clientes” gente como Bruno Mars e Skrillex.

De passagem pelos EUA, Vance Joy foi cooptado para fazer uma session para a Spectrum, emissora de rock da rádio por satélite SiriusXM.

Ontem, dessa session, caiu na internet a performance que Joy fez tocando “Dancing in the Dark”, clássica do Bruce Springsteen. Ficou bem boa.

>>