Em dave grohl:

Parece aquele cara do Nirvana… Dave Grohl toca bateria em reedição de “All Apologies” em show surpresa

>>

121218_dave2

Falamos aqui que Mr. Dave Grohl participou de um evento beneficente tradicional, organizado anualmente pelo também músico Warren Haynes, no último final de semana. O líder do Foo Fighters aproveitou para mostrar ao vivo, pela primeira vez, seu projeto experimental “PLAY”, com alguns amigos convidados.

O que pouca gente sabia, até agora, é que a noite se estendeu para além do evento e teve uma festinha pós. Nela, Dave subiu ao palco de novo, ao lado de Warren, e tocou nada menos que “All Apologies”, som clássico de sua ex-banda, Nirvana, lançado no disco “In Utero”, em 1993.

O registro, claro, foi feito por fãs mais espertos e já está rodando por aí na internet.

>>

Dave Grohl convida amigos e monta jam ao vivo do seu projeto “Play”. E ainda toca algumas do Foo Fighters no violão

>>

101218_dave2

Em agosto deste ano, Dave Grohl soltou um vídeo de um projeto pessoal, “Play”, no qual tocou uma canção instrumental que dura 23 minutos. Na ocasião, o líder do Foo Fighters tocou, além dos convencionais guitarra e bateria, instrumentos como baixo, pandeiro, teclado e até xilofone. Entre outros.

Daí que ele resolveu convidar alguns amigos para reeditar o projeto ao vivo pela primeira vez. E foi neste final de semana, no evento Warren Haynes’s 30th annual Christmas Jam, em Asheville, na Carolina do Norte.

Grohl, que tocou bateria, recebeu no palco a ajuda dos amigos Alain Johannes, Jason Falkner e Barrett Jones (todos nas guitarras) e ainda Chris Chaney no baixo, Drew Hester na percussão e Greg Kurstin nos teclados. Ele ainda tocou canções do Foo Fighters ao violão junto com o anfitrião Warren Haynes.

Alguns registros da noitada já estão disponíveis e podem ser conferidos abaixo.

>>

Dave Grohl, 16, baterista. Surge gravação do líder do Foo Fighters tocando em uma banda punk, em 1985

>>

221118_dave2

O onipresente Dave Grohl teve uma passagem de sua vida adolescente revelado. Datada de 1985, apareceu uma gravação do líder do Foo Fighters, na flor de seus 16 anos de idade, tocando bateria na banda punk Mission Impossible.

Chamada “Now I’m Alone”, a canção está na trilha sonora de “Salad Days: A Decade of Punk”, documentário que explora a cena punk do it yourself de Washington, nos anos 1980 e 1990.

Roteirista e diretor do doc, Scott Crawford disse à Rolling Stone que a Mission Impossible foi uma banda fenomenal ao vivo, mas durou pouco. “Fui a várias de suas apresentações na Virgínia e os caras me faziam pirar. Eles eram todos músicos excelentes e assistir Dave atrás da bateria era sempre uma emoção”.

A gravação pode ser conferida abaixo.

>>

Dave Grohl, Beck e St. Vincent se reúnem em evento e tocam de Led Zeppelin a Blondie

>>

071118_beck_dave2

No último final de semana, uma galerinha que a gente curte andou promovendo genialidades no Annual Art + Film Gala, no County Museum de Los Angeles. Primeiro, o onipresente Mr. Dave Grohl se juntou ao herói indie Beck para uma sequência matadora de canções.

Na bateria, o líder do Foo Fighters acompanhou Beck em suas originais “Devils Haircut”, “Loser” e “Where It’s At”, além de emendarem covers de Talking Heads, Van Halen e Led Zeppelin.

Mas a cereja do bolo ficou para o final, quando a diva St. Vincent se juntou aos meninos para uma cover de “Rapture”, do Blondie, atração especialíssima do Popload Festival no próximo dia 15 de novembro.

Os registros do rolê ainda estão escassos, mas dá para ter certa noção nos flagras abaixo.

071118_beck_stvincent

>>

Dave Grohl não cansa de ser legal. Agora ele levou uma criança cega para acompanhar o show do Foo Fighters no palco

>>

Foto: Erin McCormack

Foto: Erin McCormack

Dia desses, viralizou no Brasil a história de um menino cego que vai aos jogos do Palmeiras no Allianz Parque. Sempre acompanhado da mãe, ele “vê” o jogo através dos relatos dela. E se diverte, sofre e se emociona mais até que os demais torcedores. Lindo. E não é que na música rolou algo parecido neste final de semana?

Só podia ser em um show com Dave Grohl envolvido. O Foo Fighters se apresentou em St. Paul em em certo momento do show, Dave reparou que uma criança, cega, estava acompanhando o show no meio da muvuca junto com seus pais, que se revezam o levantando, para ele curtir melhor.

Cara mais legal do rock, Dave interrompeu o show e levou o garoto Owen, que também é autista (segundo relatos posteriores de sua mãe, Stacey), para a lateral do palco, de onde acompanhou como espectador VIP o restante da apresentação junto com seus pais, e ainda pode tocar a guitarra do líder do FF.

Os registros podem ser conferidos abaixo.

>>