Em david bowie:

Yungblud machuca com versão de “Life on Mars?”, de David Bowie

>>

Captura de Tela 2021-01-11 às 3.06.24 PM

* O talentoso e jovem emo Yungblud, multiinstrumentista e ativista britânico, fez tocante homenagem a David Bowie ontem no evento que lembrou os 5 anos do passamento do cantor inglês, o “A Bowie Celebration: Just for One Day”, organizado por Mike Garson e com streaming especial com dezenas de convidados.

O moço de Londres cantou a maravilhosa “Life on Mars?”, uma das mais marcantes músicas do saudoso astro, do álbum “Hunky Dory”, do começo dos anos 70.

O pessoalmente explosivo Yungblud, que sempre fala de suas lutas contra o lado escuro de sua mente, anunciou na virada do ano que começou a produzir seu terceiro álbum exatamente no dia 1º de janeiro, nem um mês depois que o segundo, “Weird!”, foi lançado.

O Yungblud está no gás.

>>

O feroz Trent Reznor vai ao dance-pop para homenagear David Bowie. Ffffff-fashion

>>

Captura de Tela 2021-01-11 às 10.44.56 AM

* Ontem, no aniversário de 5 anos da morte do gênio David Bowie, aconteceu via streaming o evento “A Bowie Celebration: Just for One Day”, organizado por Mike Garson, ex-pianista e amigo de Bowie. Entre as atrações presentes na transmissão paga, tinha um Trent Reznor. O dono do Nine Inch Nails, que também foi próximo ao astro inglês no final de sua vida, prestou seu tributo cantando duas músicas-tributo a Bowie, as grandes “Fantastic Voyage” e o super-hit “Fashion“. Reznor esteve acompanhado por seu parceiro Atticus Ross, produtor inglês, e sua mulher, Mariqueen Maandig Reznor, who performed a covers of “Fantastic Voyage” and “Fashion“. Bacaníssimas as duas.

>>

Viva Bowie: Covers inéditos do inglês para músicas de John Lennon e Bob Dylan são lançados hoje

>>

Captura de Tela 2021-01-08 às 4.43.25 PM

Já conversamos um pouco sobre o aniversário de Bowie hoje, mas estamos aqui para falar mais novidades à cerca de um dos seres humanos mais ilustres que já viveram neste plan(o)eta. No caso, dois covers inéditos para canções de Bob Dylan e John Lennon lançadas nesta sexta-feira nos streamings.

A cover de Bob Dylan é da faixa “Trying to Get Heaven”, um som do (excelente) álbum “Time Out of Mind”, de 1997. A gravação de Bowie data de 1998, na época em que mixava seu disco ao vivo “LiveAndWell.com”. Já o Lennon selecionado é das mais sentidas do músico: “Mother” da estreia solo do ex-beatle, “John Lennon/Plastic Ono Band”, de 1970. A versão de Bowie também é de 1998 e foi pensada para um coletânea que não deu certo.

As faixas estão em todas as plataformas de streaming e saíram também em vinil. Os compactos numerados e limitados já estão esgotados, lógico. Raridades.

Parecem escolhas aleatórias, mas é Bowie gravando seus ídolos. Quando a gente considera que a estreia dele saiu em 1967, perto de grandes lançamentos dos Beatles e Bob Dylan, é comum associá-lo a esse período – mesmo que sua carreira tenha virado mais nos anos 70 e dado mil voltas nos anos seguintes.

Acontece que aquele garoto nascido em 8 de janeiro de 1947 tinha só 15 anos quando esses seus ídolos se tornaram fenômenos pop. Acho que isso dá um significado especial em ver Bowie interpretando canções de Dylan e Lennon.

Ainda que neste olhar daqui de 2021. Pensa: David Bowie interpretando Bob Dylan e John Lennon. Olha a dimensão disso.

>>

Viva Bowie! Duran Duran recria clássico “Five Years” e estrela streaming que lembra os aniversários de vida e morte do ícone inglês

>>

* De hoje a domingo, viveremos um período para comemorar o que seria o 74º aniversário do grande artista inglês David Bowie (hoje, dia 8) e também lembrar seu adeus (o cantor-ator morreu no dia 10 de jeneiro de 2016, há cinco anos portanto.

Seja pelo nascimento ou pelo passamento, algumas movimentações estão tomando forma para servir de tributo a esse que foi uma das figuras mais influentes dos nossos tempos.

A veterana banda Duran Duran, ícone da new wave, acaba de lançar uma cover-homenagem bonitaça para a música “Five Years”, clássico de Bowie dos anos 70, presente no importantíssimo disco “he Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars”.

***

***

O Duran Duran, aliás, é presença garantida no streaming do evento “A Bowie Celebration: Just for One Day”, que acontece hoje na internet às 22h (horário brasileiro), com venda de passes para assisti-lo.

Além da banda inglesa, estão confirmados Billy Corgan, Anna Calvi, Boy George, Trent Reznor, Adam Lambert, Macy Gray, Perry Farrell, Peter Frampton, Yungblud, entre vários outros.

São vários pacotes, com diversas formas de atrativo. Do simples ingresso, custando R$ 135,25, até ingresso + camisetas e outros merchs + uma exclusividade dentro do streming e um “encontro” com Mike Garson, que foi pianista do Bowie, que sai por quase R$ 1.900.

Também de hoje, aniversário de vida, até domingo, aniversário de morte, o musical “Lazarus”, uma das últimas criações de David Bowie, vai ser mostrado em streaming especial, estrelado pelo ator Michael C. Hall, o Dexter do seriado.

A peça, que teve cartaz na Broadway, em NYC, em 2015, e no King’s Cross Theatre, em 2016 (de onde foi tirada essa encenação para o streaming), tem história inspirada no filme “The Man Who Fell to Earth”, dirigido por Nicolas Roeg em 1976, em que Bowie atuou.

O streaming vai beneficiar quatro zonas mundiais a cada dia em seus ingressos com algumas variações de preço, começando em aproximadamente R$ 120. Podem ser comprados aqui.

Até a plataforma das dancinhas de braço e caras engraçadas TikTok vai liberar músicas de Bowie para os “criadores de conteúdo” botarem de trilha e fundo em seus vídeos. Tudo em comemoração ao que seria o aniversário de 74 anos do cantor. O canal de Bowie no TikTok está em @DavidBowie, com vídeos icônicos. E, a partir domingo, dia 10, aniversário de 5 anos de sua morte, será lançado o desafio #TheStarman. Usando a famosa faixa “Starman”, vai dar para recriar na plataforma os olhares icônicos de Bowie ao longo dos anos.

@brucegallinger

Giving you a David Bowie moment. ‍✨ ##TheStarMan ##makeup

♬ Starman (2012 Remaster) – David Bowie

>>

POPNOTAS, 6 de janeiro – PJ Harvey, Trent Reznor fala de Bowie, Miley Cyrus fazendo Metallica e o Fresno

>>

* Vamos às notícias mais relevantes do dia.

PJ Harvey vai relançar o clássico “Stories from the City, Stories from the Sea”, de 2000. Do material extra que vem por aí, já saiu nos streamings a versão demo de “This Mess We’re In”. A versão mais sequinha de uma das mais conhecidas canções da PJ é tão bela quanto a original – só não começa com a voz do Thom Yorke. O relançamento, que vem com um disco de demos acompanhando o original, está marcado para o fim de fevereiro.

– O site americano “Consequence of Sound” anda produzindo um especial sobre David Bowie. A morte do mestre inglês completa 5 anos no próximo 10 de janeiro. A publicação desta quarta é um texto emocionado do grande Trent Reznor, dono do Nine Inch Nails, sobre a amizade que conseguiu construir com seu ídolo. Trent avalia que conhecer Bowie de perto durante a turnê que fizeram juntos em 1995 ajudou muito ele a entender seu papel de artista. O inglês já tinha sido uma de suas inspirações ao se arriscar na produção do difícil “The Downward Spiral”, álbum de 1994 do NIN. Sobre a turnê de 95 vale lembrar que a banda abria os shows e ainda tocava algumas músicas como grupo de apoio do Bowie. Busque a versão de “Hurt” com os dois.

– Parece que o disco da Miley Cyrus com covers do Metallica vai sair do papel mesmo. Pensava que não? Pelo que a “roqueira” declarou em uma entrevista recente a uma rádio inglesa, tem até Elton John no rolê.

– Admirável o esforço da grupo emo Fresno de se manter em quarentena real. A banda emendou a terceira live com total respeito ao distanciamento social. Cada membro gravou suas partes antes e só o Lucas Silveira, vocalista e guitarrista, tocou realmente ao vivo durante a transmissão. Com criatividade dá para fazer as coisas funcionarem do jeito certo.

>>