Em deezer:

Cinco motivos para você não perder o showzaço do Caribou em São Paulo

>>

facebook_header

>> Falta UMA semana para, talvez, o melhor show do ano (até o Popload Festival, provavelmente)! Dan Snaith, o homem por trás de vários projetos que amamos e o responsável pelo CARIBOU, grande representante da cena eletrônica hoje, chega a São Paulo para uma apresentação única. No Popload Gig. Apenas uma das atrações mais concorridas do Primavera Sound 2015, com shows lotados nos festivais mais legais do mundo ao seu alcance no Cine Joia e, confia em mim, você não vai querer ficar de fora. Temos alguns bons motivos para você sair para dançar em plena quarta-feira:

1 – Primeiro show no Brasil após o lançamento de Our Love

Tá, o Caribou já tocou por aqui lá em 2010. Faz quase sete anos, o presidente era outro, não tinha crise política, não tinha tido Copa, nem Olimpíadas e um monte de gente que é vidrada no som do cara hoje em dia nem tinha saído da escola/faculdade. Mas a maior diferença de todas para o show que a banda fará na próxima semana é que não tinha Our Love. Considerado amplamente o auge do grupo até agora, o disco foi elogiado pelas maiores publicações do mundo – incluindo a Popload – e ganhou destaque como um dos melhores álbuns eletrônicos desta década. Coisa de gente grande, né? Abaixo dá pra sacar as músicas do disco que viraram clipes e depois já aproveita o embalo e dá play no disco inteiro.

2 – É melhor ao vivo que em disco

Em estúdio o Caribou é só o Dan Snaith, que assume a responsa inteirinha pra si. Só que ao vivo, a coisa toma forma e se juntam a ele Ryan Smith, Brad Weber e John Schmersal e aí, meu amigo, o bicho pega de verdade! Os caras já tocaram nos maiores festivais do mundo com plateia lotadaça e o resultado final é sempre o mesmo: ÉPICO. É difícil até descrever como o som dos caras se junta às luzes do palco pra criar um efeito único e avassalador. Por isso a gente nem vai tentar, a gente vai te deixar com alguns vídeos abaixo para você ficar com esse gostinho na boca.

3 – Dan Snaith saca tudo de música

A gente assume que pra você fazer bem música você tem que conhecer bem música. Mas não é sempre assim que acontece e quando a gente vai pesquisar mais a fundo as influências de um artista ou sacar o que ele anda ouvindo, não é raro se decepcionar. Não é o caso de Dan Snaith, que montou esta playlist com o que ele anda escutando para se preparar para o show e ela não sai do repeat por aqui. Tem clássicos como Arthur Russel e The Zombies, o monstro do hip-hop underground Madvillain e até representante brasileira – a cantora carioca Joyce, que fez sucessos nos anos 80. A gente convida você a viajar junto no colorido e diverso mundo de Snaith:

 

4 – Não é só um showzaço – são DOIS!

Às vezes a vida é boa demais. E é o que vai poder comprovar quem estiver no Cine Joia no dia 22 de março, na semana que vem. Isso porque além do Caribou, a abertura vai ficar por conta do Aldo, the Band, escolhido diversas vezes como um dos melhores shows nacionais da atualidade. A gente é suspeito para falar porque ama o trabalho dos irmãos André e Murilo Faria desde o comecinho, mas se tem um lugar que a mistura de eletrônico e punk foi feita é para o palco. O som potente, a energia sensacional é daquelas que faz a gente ficar ofegante no fim e nos deixa pensando o resto da semana no que acabou de presenciar. Dúvida? Espere e verá. E aproveita para, enquanto isso, curtir uns vídeos dos brothers e ficar com o gostinho:

5 – O palco é um bom e velho conhecido

Os shows vão acontecer no Cine Joia, no centro de São Paulo, com metrô pertinho e táxi e Uber na porta. Fácil de chegar, lugar conhecido do nosso público, com aquela vibe linda de sempre. E o jogo de luzes e o som moderno do Caribou tem tudo para fazerem um par perfeito com a decoração e a arquitetura clássica do Joia. Quem já foi a algum show por lá sabe que de qualquer lugar da casa é como se você estivesse na frente do palco. Então, a próxima quarta tem tudo pra ficar marcada como o dia em que rolou uma antológica rave-indie e você pode fazer parte dessa história ou só ouvir falar depois.

Garanta já seu ingresso para o show do Caribou no Cine Joia aqui!

 

**a foto do Caribou na home é de Burak Cingi.

>>

É bom, mas é caro. Jay Z mexe com a indústria da música com nova plataforma e provoca a guerra das cores

>>

300315_tidal1

O rapper, produtor e magnata Jay Z soltou uma bomba no mercado fonográfico hoje. No início do ano, ele comprou uma plataforma musical de streaming sueca, a Tidal. E agora começou a liberar os detalhes do serviço, que chega para rivalizar com outras marcas do gênero, como Spotify, Rdio, Napster e Deezer, por exemplo.

O diferencial do Tidal seria a qualidade dos arquivos oferecidos, em sistema LossLess, em que não há perda de elementos sonoros contidos nas produções originais. A título de comparação, o Tidal deve oferecer canções com até 1411 KBPS de qualidade, enquanto o seu potencial principal concorrente (ou alvo) Spotify trabalha com o limite de 320 KBPS, quatro vezes menor.

300315_tidal2

Por outro lado, o Tidal surge com preço mais caro, podendo custar até 19,99 dólares ao mês, algo próximo dos R$ 65 atualmente. O serviço de Jay Z terá cerca de 25 milhões de trilhas, 75 mil vídeos e conteúdos exclusivos em texto, como entrevistas. Assim como o Spotify, permitirá ouvir músicas no modo offline e vai oferecer ainda uma ferramenta semelhante ao Shazam, para identificar músicas que estão tocando.

O lançamento está previsto para às 18h de hoje, no horário de Nova York. E o Tidal já vem rendendo polêmica. Diversos artistas graúdos como Beyoncé, Kanye West e Rihanna entraram na ação viral da marca, colocando no avatar em suas redes sociais ícones na cor azul turquesa, que remete à identidade visual do serviço. A hashtag #TIDALforALL também domina os Trending Topics do Twitter, inclusive no Brasil. Por outro lado, há quem esteja contra o serviço, especialmente pelo preço considerado elevado para se ouvir e consumir música. Assim, milhões de usuários mundo afora estão colocando no avatar a cor vermelha e hashtags como #AntiTidal e #TidalforNone.

300315_tidal3

O primeiro vídeo promocional do Tidal é algo surreal e mostra que a briga será ferrenha. Jay Z conseguiu reunir em uma peça publicitária de 30 segundos artistas como Madonna, Daft Punk, Beyoncé, Kanye West, Arcade Fire, Chris Martin, Jack White e Rihanna. Isso para citar alguns. Como se todos estivessem em uma reunião para debater (?) o futuro da música.

Fora a polêmica das cores nos perfis das redes sociais, Jay Z parece já ter seu primeiro pepino para resolver. O produtor e músico britânico Bobby Krlic, conhecido pelo seu nome de palco The Haxan Cloak, que até ajudou a produzir o último disco da Björk, foi para o Twitter muito #chatiado reclamar e dando a entender que sua música foi utilizada como trilha do vídeo promocional e ele não recebeu absolutamente nada por isso. Em seguida, ele postou outra mensagem falando que não era uma música sua, mas muito parecida.

* O Tidal pode ser testado de forma gratuita em mais de 30 países, mas o Brasil está fora desta lista inicial. Daqui só é possível escutar trechos de 30 segundos das músicas.

300315_tidal4

>>

Phoenix, acústico, tentando ser cool

>>

* E conseguindo, claro…

171213_phoenix

A banda francesa Phoenix, uma das grandes atrações do Lollapalooza Brasil 2014, gravou uma session lindona para a plataforma de streaming Deezer. O registro, feito em Paris, mostra a banda do Thomas Mars bem à vontade, fazendo um som diferente de sua eletronice-agito convencional.

Para a session, o grupo tocou as faixas “Entertainment” e “Trying To Be Cool”, ambas do disco “Bankrupt!”, lançado no início deste ano. Para completar, mandaram a clássica “1901”.

“It’s twenty seconds till the last call / You’re going hey hey hey hey hey hey!”

* O Phoenix toca no sábado, 5 de abril, no Lolla BR.

>>

Caiu na net: David Bowie, de novo (agora para todo mundo)

>>

051113_boiwie9

Só para informar que o disco extra do David Bowie com 5 inéditas, que destacamos aqui mais cedo com audição restrita para quem tem acesso ao Spotify, está disponível na plataforma Deezer aqui no Brasil. Bora ouvir o gênio Bowie.

Vai, Brasil.

A nova session linda do Franz Ferdinand. Acústica ainda por cima!

>>

A distinta banda escocesa Franz Ferdinand, de relação tão próxima com o Brasil, lançou não faz muito tempo seu bom “Right Thoughts, Right Words, Right Action”.

A Popload já destacou por aqui inúmeras apresentações recentes do grupo do chapa Alex Kapranos divulgando as faixas novas. Mas agora apareceu uma session cool e lindona feita para a plataforma Deezer. Nela, o FF toca as faixas “Love Illumination”, “Bullet” e “Fresh Strawberries” no gás e em arranjo acústico.

Classy!!!