Em dewaele:

Em sua estreia solo, Laima Leyton traduz seus papeis de mulher com disco conceitual DUPLO e em vinil

>>

* Fiquei confuso se colocava este post como CENA, mas a cantora, instrumentista, produtora, ativista paulistana Laima Leyton está tão internacional, altas conexões britânicas e belgas, que deixa fora mesmo.

O negócio é que ela está lançando em novembro, na Inglaterra, onde mora há anos, seu primeiro disco. Disco DUPLO, ainda por cima. Em vinil, para acabar. Com o título de “Home”, tratado como um álbum “conceitual” e que hoje mesmo vê ser lançado o primeiro single, da faixa que dá nome ao trabalho: “Home”, música que você ouve lá embaixo.

1 - DEEWEE031_LAIMA_HOME_PACKSHOT (1)

“Home”, o disco, que sairá em 8 de novembro, tem nas batidas a participação óbvia e especialíssima de Iggor Cavalera, seu parceiro da vida real e do projeto Mixhell, que aconteceu de ser um dos reis do thrash metal mundial em seus tempos de Sepultura e ainda hoje mantém certa divindade em suas excursões lotadas com o Cavalera Conspiracy, junto ao irmão Max. A produção do álbum de Laima Leyton é dos irmãos belgas Dewaele, os brothers do duo 2ManyDJs e capos da bandaça Soulwax, da qual ela e Iggor agora fazem parte, desde a última turnê. Inclusive o disco de Laima sai pelo selo deles, o DEEWEE.

Pronto: conexões Bélgica-UK devidamente estabelecidas.

“Home”, a música”, é uma conceitualmente (viu?) instigante faixa artsy que mistura um mantra vocal com um sintetizador com os botões girando delicada e economicamente que pode parecer uma música incidental de abertura para o que vem na sequência no disco como ser a obra-prima completa do álbum. “Home” exatamente equilibra todas as inquietudes de Laima em dividir seu tempo entre a movimentada carreira criativa e as questões cotidianas de ser mãe e “manager do lar”.

“É como se fosse um álbum de família num outro formato”, define Laima sobre o disco todo, não só sobre o single. “Precisei encontrar nele o balanço da dicotomia em que vivo, em ser mulher, mãe e produtora, e me sentir satisfeita nesses papeis. Todos esses sentimentos estão nas músicas do disco.

Há uma quase-poesia (no formato) na letra desse single, que está sendo lançado agora para antecipar o álbum. “We build a nest, a lot of comforts, and then we leave / And we we leave, we crave for home, and all the comforts.” Na parte final, ou o que seria uma parte final, Laima conclui mais ou menos assim: “Todas as pessoas que estão juntas com a gente na caminhada, nós as chamamos de ‘lar’”.

Voltaremos a falar mais sobre “Home”, o disco. Por enquanto absorva essa “Home”, o single.

***

***

* As fotos de Laima, a deste post e a que ilustra a chamada da home da Popload, são de Justinas Vilutis.

>>

Metal para as pistas. A nova do Soulwax, “Missing Wires”, pode te quebrar

>>

* Nunca me esqueço que em 1991, em Londres, um segundo antes de o “Nevermind” do Nirvana sair e bagunçar tudo, um dos hits de pista de dança dos melhores clubes indies da capital inglesa era “Negative Creep”, do primeiro álbum da banda de Kurt Cobain. Pista de dança. Pessoas dançando. Você sabe qual é “Negative Creep”, né?

Pois bem, hoje em Londres foi lançada “Missing Wires”, espetacular dance music que é o primeiro single da banda belga Soulwax, a versão banda dos irmãos Dewaele, do 2ManyDJs. A música faz parte do primeiro disco de estúdio do Soulwax desde 2005, que vai se chamar “From Deewee” e será lançado no dia 24 de março.

soulwax

Essa absurda “Missing Wires” sai em duas versões, uma “edit” e outra na íntegra do disco, ambas começando com uma bateria destruidora, “harocore disco”, heavy metal for the dancefloor. A culpa disso é do baterista Iggor Cavalera, ex-Sepultura, que está fixo como integrante do Soulwax, em uma das TRÊS baterias da nova formação, para este disco de estúdio e para a tour mundial, que começa agora no fim de março, dias depois do álbum lançado, em Milão, na Itália. É 100% Soulwax. Iggor comanda uma das baterias e Layma Leyton é dona dos synths da banda dos Dewaele.

deewee

“Hardcore disco” está em aspas porque é definição do próprio Iggor Cavalera, em conversa sobre a nova do Soulwax. “From Deewee”, o álbum, da capa acima, foi gravado no estúdio dos irmãos Deewee, em Ghent, na Bélgica, em um take só. Armaram o set como se fosse para um show, saíram tocando e gravaram tudo. Eis o disco novo do Soulwax.

E, melhor por ora, eis o primeiro single, a ótima “Missing Wires”.

>>