Em dfa:

Um porão, 100 fãs e “Helter Skelter”: um show leve do Death From Above

>>

010218_DFA2

Duo garage-indie canadense, que recentemente tirou o 1979 do nome, o Death From Above gravou recentemente um show para a série “House of Strombo”, do apresentador George Stroumboulopoulos, acompanhado por 100 fãs sortudos em Toronto.

Em meio às canções do catálogo original, a dupla mandou sem pudor uma versão pesada e incrível do clássico “Helter Skelter”, dos Beatles.

Sobrou espaço ainda para sons como “Nomad” e “Going Steady”. Jesse F. Keeler e Sebatien Grainger lançaram ano passado o disco “Outrage! Is Now”, o primeiro deles sem o 1979 no nome, apenas o terceiro de estúdio na carreira de mais de uma década.

SETLIST
01:30 Nomad
06:20 Going Steady
09:47 Little Girl 1
7:52 White Is Red
23:57 Holy Books
31:54 Helter Skelter (The Beatles Cover)
35:48 Romantic Rights (Ft. Eliza of The Beaches)

>>

Novidades sobre o… LCD Soundsystem. Hein?

>>

Screen Shot 2015-05-29 at 10.43.17

* Novidades velhas. Ainda assim, novidades. Talvez a banda mais importante de 2000 para cá (não?), o grupo nova-iorquino LCD Soundsystem, de James Murphy, teve anunciado pelo selo DFA, de James Murphy, uma reprensagem de seu vinil “45:33”, um trabalho feito pela banda em especial para a Nike, em 2006, numa ação para tênis de correr se eu não me engano, que acabou virando uma espécie de disco oficial, tipo, de tão genial que ficou. O vinil estava esgotado faz uns dois anos, sem ser visto em lojas. Os caras da DFA estavam remexendo em caixas empoeiradas, acharam a matriz e fizeram dois reissues do mesmo disco, um com capa preta e um no estilo “white label”.

Screen Shot 2015-05-29 at 10.44.51

Outro que ganha reedição é o single da genial “Yeah”, remasterizado. Essa belezura aí embaixo.

Screen Shot 2015-05-29 at 10.48.42

Dá pra comprar tudo, correndo antes que acabe porque as tiragens são limitadas, na lojinha do site da DFA

>>

Na estrada com o Holy Ghost!

>>

010414_holy

O bem bom duo Holy Ghost!, um dos grupos queridinhos do James Murphy, segue bombando a divulgação de seu segundo disco de carreira. “Dynamics” foi lançado no fim do ano passado e mostra um pouco da vibe synthpop oitentista rebuscada com um toque moderno.

A dupla do Brooklyn recém lançou seu novo single, “Bridge & Tunnel”, que ganhou uma versão remix feita pelo Prins Thomas e um vídeo com imagens do Holy Ghost! na estrada, com colagens psicodélicas da banda tocando ao vivo, galera fritando na pista e tudo mais.

O vídeo e a remix podem ser conferidos abaixo.

O Holy Ghost!, a ajudinha do James Murphy e a ótima música que não estará no disco novo

>>

Um dos tesouros da DFA Records, selo do grande James Murphy, o duo de synthpop com um certo electroindie Holy Ghost! está preparando o lançamento de seu novo disco, o segundo de carreira. “Dynamics” estará entre nós oficialmente dia 10 de setembro e vem com a missão de dar continuidade ao bom álbum de estreia homônimo da dupla que vem do Brooklyn, que saiu em 2011.

“Teenagers in Heat” apareceu hoje com vídeo VHS psicodélico e imagens randômicas das ruas de Nova York. A faixa não estará no disco e tem co-produção assinada por James Murphy, o boss. Talvez seja a música mais New Order do Holy Ghost! até agora. Não por acaso, o duo vai abrir alguns shows do veterano grupo inglês nesta semana, a partir de amanhã, “em casa”, no Brooklyn. Depois, as bandas excursionam juntas ainda para as cidades de Columbia, Filadélfia e Boston.

Muito velho para ser novo, muito novo para ser clássico: os 12 anos da DFA Records

>>

* Talvez a entidade sonora mais importante dos últimos 12 anos, a DFA Records, gravadora que o genial James Murphy ergueu em Nova York em 2001 para “botar os indie kids para dançar” e fazer a galera do novo rock ir para as pistas, organizar mais festinhas bombásticas em apartamentos e quebrar a cintura dura das guitarras de garagem, comemora esse aniversário bizarro de 12 anos no final do mês agora, em Nova York, no Red Bull Music Academy.

Para promover essa festança que vai ter e contar a história do importante selo que juntou disco-punk, rock novo, dance music, hipsters, geeks, Brooklyn, Manhattan, Londres em torno de nomes-guia como LCD Soundsystem, Rapture, “House of Jealous Lovers”, “Losing My Edge”, Hot Chip, Erol Alkan, Trash, The End, 2manyDJs, a Red Bull produziu um vídeo incrível sobre os 12 anos da DFA.

De alguma forma, permita-me dizer aqui, no calor da emoção do vídeo (haha), que dá para contar a história da minha vida musical recente com o James Murphy e a DFA nestes 12 anos da DFA. Desde festinhas em NYC em 2001 a que eu fui para dançar “House of Jealous Lovers” e achar que quem estava errada era a música esquisita (e não os meus passos); até ter trazido o LCD Soundsystem (e o Rapture) para tocar em Popload Gig dois meses antes de a banda acabar; sem contar os shows especialíssimos em Seattle, Londres e Espanha, DJset no mar do Caribe em festival ambulante; ver Murphy estourar o joelho na minha frente em um tombo imbecil num festival na Inglaterra; um after-hours em São Paulo no Vegas com ele tocando para 30 pessoas se muito; os caras do Rapture discotecando em minha festa, a Popfellas, no mesmo clube, na mesma Augusta; e algumas outras coisas. Acho que, nesse envolvimento profissional e pessoal com música, eu seria outra pessoa se a DFA e o James Murphy não tivessem existido. Longa vida à DFA. Porque eu já estou losing my edge. But I was there.

>>