Em drama:

CENA – Choque de psicodelias faz Tagore produzir vídeo para deslizar no tempo. Tipo isso

1 - cenatopo19

* Tenho notado uma intervenção musical dos Boogarins na CENA brasileira. É o Benke produzindo outra galera, o Dinho tocando por aí, a banda assinando colaboração acolá.

Desta vez temos o talentoso músico pernambucano Tagore (foto abaixo) utilizando os serviços guitarrísticos e vocais de Dinho Almeida em faixa que prepara a chegada de seu novo álbum, “Maya”, já pronto e com previsão de lançamento para algum momento mais tranquilo do segundo semestre, se é que teremos (o momento, não o disco).

Tagore - crédito Bruna Valença 1

A música em questão é “Drama”, que já rola bem em Top 50s por aí faz um mês, já chegando ao segundo lugar até. Mas agora ganhou um vídeo lyric animado. Sim, de animação. E futurística ainda por cima.

“Drama”, a música, tem além de Tagore (na voz, violão e guitarra) e Dinho as presenças musicais de João Cavalcanti (baixo e synth) e Pupillo (bateria e percussão). Inclusive Pupillo é o produtor de “Maya”.

“No vídeo, o viajante cósmico desliza sobre o tempo em sua bolha etérea”, diz Tagore, tentando explicar a viagem.

O que a gente vem dizendo sobre a música é que a parceria do Tagore com o Dinho, num encontro de psicodelia geográfica, deu jogo. A canção pega de cara de tão boa. Tem uma clima meio jovem guarda encontra ela, a psicodelia. Carregada no som, mas a mensagem soa clara como música pop das mais limpinhas. Até numa animação futurística desta:

***

* As fotos de Tagore usadas para este post são de Bruna Valença.

>>