Em Dua Lipa:

Chegou! O vídeo da Dua Lipa levitando na premiação americana

>>

Captura de Tela 2020-11-24 às 11.14.14 AM

* Já que o American Music Awards ou a ABC (a TV que transmitiu a premiação) andaram regulando o vídeo completo da performance da britânica Dua Lipa no domingo, ela própria quebra esse galho para nós e posta “Levitating”.

A música é de seu mais recente álbum, o segundo, “Future Nostalgia”, em que em torno dele Dua Lipa se tornou uma das mais ágeis artistas em um difícil ano pandêmico.

“Levitating”, uma canção disco muito boa como muitas em “Future Nostalgia”, foi a que gerou o remix da Blessed Madonna com a participação apenas da Madonna com a Missy Elliott. É também uma das músicas mais “performadas” no TikTok no ano. Vendo a dancinha de Dua Lipa no vídeo dá para entender por quê.

E, por fim, nada “wow” mas ainda assim um acontecimento, Dua Lipa levitou em “Levitating”.

>>

Caras, bocas e linguas. O vídeo-single novo da Miley Cyrus, com participação beeeem especial da Dua Lipa

>>

Captura de Tela 2020-11-19 às 11.24.06 PM

* Dia 27 de novembro, sexta da semana que vem, sai o novo disco da impossível Miley Cyrus, “Plastic Hearts”, 12 faixas com presenças colaborativas de gente como a britânica Dua Lipa e veteranos do naipe de Joan Jett e Billy Idol. Miley tem conexões boas.

Exatamente a música em que a princesa dance inglesa Dua Lipa participa, “Prisoner”, foi lançada nesta virada de ontem para hoje com um vídeo bem, digamos, movimentado.

“Prisoner”, em si, é um pop bem bom, lembra no refrão “Physical”, hit da Olivia Newton-John dos anos 80, mas beleza quanto essa referência. A música de Miley Cyrus tem ritmo dance-pop, que acomoda uma convidada como Dua Lipa, embora ela, Miley, esteja se guinando bastante ao rock ultimamente. “Prisoner”, para resumir, é bem “catchy”.

O vídeo é daqueles ótimos para causar polemiquinhas, tipo vídeo de meninas da MTV do fim dos anos 90, começo dos 2000. Parece “Thelma & Louise” misturado a Britney Spears fase descobertas com efeitos de sangue, estilo zoeira de zumbis mas com Miley e Lipa botando cerejas uma na boca da outra. Rolou até um rebolado twerk ali no meio, se vimos direito. Tudo bem Miley Cyrus, na real. Tudo bem certo.

“Prisoner”, o vídeo, foi filmado em dois dias de setembro agora no Brooklyn, em Nova York. Uns sinais de placa de rua entregam o local. A própria Miley Cyrus botou as mãos na direção.

Olha o rolê delas:

>>

Com Billy Idol, Joan Jett e Dua Lipa, roqueira Miley Cyrus mostra lista de canções do disco novo. E já pensa em um álbum… heavy metal

>>

131120_miley2

Ela está demais, sério! Em fase roqueira, Miley Cyrus anunciou nesta sexta que passou a lista de canções de seu novo disco, “Plastic Hearts”, o primeiro da estrela pop louquinha em guinada para o rock.

No total são 12 faixas, incluindo participações especialíssimas da talentosa Dua Lipa e os veteranos/ícones Joan Jett e Billy Idol.

O disco é puxado pelo single “Midnight Sky”, lançado em agosto. O álbum estará nas lojas dia 27 deste mês.

Diz a Miley que este projeto é o seu mais “profundo e pessoal”, e que trabalhou nele por mais de dois anos, após idas e vindas. “Quando achei que estava tudo pronto, tudo foi apagado, incluindo a parte mais relevante. Mas hoje vejo que o que a natureza fez foi um favor e destruiu o que eu não podia deixar ir embora por mim mesma. Eu perdi minha casa em chamas em Los Angeles, mas me encontrei nas cinzas dela”, disse a cantora.

A pegada rock de Miley pode ser vista há alguns meses, quando ela fez uma apresentação especial no Whisky a Go Go, em LA, buscando arrecadar fundos para casas de shows que estão fechadas nesta pandemia. Ela cantou, na ocasião, músicas de The Cure e Cranberries. Além da própria “Midnight Sky”. Vale relembrar:

“Plastic Hearts” nem foi lançado e Miley já está falando de um álbum… heavy metal. Diz ela que quer regravar músicas do Metallica. “Estou realmente trabalhando nisso. Somos tão sortudos de continuar a trabalhar em nossa arte no meio disso tudo… Primeiramente, parecia não tão inspirador e agora estou totalmente envolvida e engajada”. Imagina…

A lista de canções do novo disco é esta abaixo.

mileycyrus_125105813_1385204978485342_7851550277664294694_n

>>

Saiu o disco club da Dua Lipa, na era off-club. E começa com o Joe Goddard (Hot Chip)

>>

DUA_TBM_Comp_V2-696x442

* Deve ser o time mais estrelado para contribuir para um disco de uma artista mais que estrelada. Saiu hoje, enfim, a versão ultradançante do bombado mais recente disco da britânica Dua Lipa, “Future Nostalgia”, lançado no começo da pandemia, em março.

O delicioso “Club Future Nostalgia” é uma combinação da popice esperta de Dua Lipa associada à eletronices de ponta comandada por Blessed Madonna (na foto acima com a Dua Lipa), que chamou gente da linha Joe Goddard (Hot Chip), do underground criativo da canadense Jayda G, Dimitri from Paris, Jacques Lu Cont e nomes pomposos como Madonna, Mark Ronson, Missy Elliiott e até as meninas da banda coreana BLACKPINK, entre outres.

É botar para rolar e a balada começar. Até porque quem começa é o Joe Goddard. Daí…

“Hey, this is Dua Lipa and you’re listening to Club Future Nostalgia with the Blessed Madonna.”

>>

Supermulheres, ativar: Saiu agora o novo single-vídeo “épico” da Dua Lipa. E já causou polêmica. Inclusive por causa do novo cabelo

>>

duaaaaa

* É muita informação para um vídeo só. A musa pop britânica Dua Lipa lançou hoje o vídeo para “Levitating”, mas a “Levitating” da versão remix, não a “Levitating” da versão do delicioso e ultrapop disco dela, “Future Nostalgia”, o segundo álbum da Lipa, que saiu no finalzinho de março, no calor do início da pandemia (na Europa e aqui).

Esse remix é um dos que formarão o novo álbum dela, “Club Future Nostalgia. The Remix Album”, que será lançado logo mais, dia 28 de agosto, e trará remixes de várias músicas do disco, cheio de participações especiais poderosas. Esses remixes já vêm acompanhando os singles lançados e alguns estão até incluídos em chinfras bônus no lançamento do disco “normal” no Japão e Coreia, por exemplo. E, ainda por exemplo, o da faixa Physical vem com Mark Ronson e Gwen Stefani tornando a faixa, tanto quanto o disco de remix todo, “mistura de house dos anos 1990 e pop de 2020”.

Daí que hoje, então, chegamos com este single remix de “Levitating”, música que tem as presenças das divas Madonna e Missy Elliott. A primeira não está no vídeo bombástico da música. A segunda, Elliott, sim. O remix em si é da maravilhosa The Blessed Madonna, a DJ ex-Black Madonna, que resolveu mudar de nome por conta de… bem, você sabe.

O vídeo chegou como uma bomba nuclear nas redes sociais, Twitter em particular, óbvio. Muitos fãs odiaram, muitos fãs amaram. Tem de “Estragou a música e nunca mais quero ouvir Dua Lipa” (estou exagerando) a “Melhor faixa dance que eu ouvi em muitos anos” (nada exagerado aqui). Tem reclamação e longas discussões por que a Madonna não está no vídeo. E muitas e muitas sobre o novo visual da Dua Lipa, de cabelo vermelho.

Escolha suas brigas, mas ouça o remix, veja o vídeo.

>>