Em eddie vedder:

A vida imita a arte: Eddie Vedder canta música de “Nasce Uma Estrela” em seu show solo

>>

bradvedder

Uma das maiores sensações do cinema nos últimos tempos, “Nasce Uma Estrela”, a trama musical trágica e emocionante protagonizada Lady Gaga e Bradley Cooper, continua na cabeça de todo mundo. Até de gente famosa.

Eddie Vedder, líder do Pearl Jam, está na estrada com seu show solo e resolveu cantar uma faixa da trilha sonora do filme em sua apresentação na cidade de Tempe, Arizona, na noite do último domingo.

A canção escolhida por Vedder foi “Maybe It’s Time”, som interpretado por Cooper e escrito por Jason Isbbel. Bradley, inclusive, pegou algumas “aulas” de como se comporta um rockstar com Vedder para viver seu personagem Jackson Maine.

Na recente premiação do Oscar, “Nasce Uma Estrela” ganhou a estatueta de “Melhor Canção Original” com outra música, “Shallow”.

Eddie Vedder visita antigos amigos africanos e, juntos, cantam Beatles

>>

121218_eddie2

Sempre engajado em causas sociais, Eddie Vedder resolveu visitar alguns amigos que fez há mais de uma década.

O líder do Pearl Jam foi até Porto Elizabeth, na África do Sul, onde reencontrou o coral da The Walmer High School. Foi com eles que Eddie gravou o álbum “The Molo Sessions”, em 2005, com venda totalmente revertida para escolas daquele país.

Desta vez, Vedder fez um tour pela escola, plantou uma árvore, e ainda tocou a clássica “Here Comes the Sun” com os alunos participantes do coral.

Os registros podem ser vistos abaixo.

>>

Em seu próprio festival, Eddie Vedder “invade” shows de Johnny Marr e Mumford and Sons para tocar The Smiths e Bob Dylan

>>

Foto: The Scope Weekly/Neil Van

Foto: The Scope Weekly/Neil Van

Além de liderar uma das bandas mais consagradas da história do rock, Eddie Vedder é desses caras que respiram música a todo momento e tem até seu próprio festival. Anualmente, ele organiza no Havaí um evento que mistura música e surf, até porque seu companheiro de jornada nessa empreitada é o renomado surfista Kelly Slater.

O Ohana Fest acontece em Dana Point, na Califórnia, e recebeu neste final de semana grandes nomes do indie, tipo Mumford & Sons, Yeah Yeah Yeahs e Beck. Vedder também fez um show solo na noite de sábado, para incrementar o line-up.

Como bom organizador farofeiro que é, Eddie andou “invadindo” os shows de algumas atrações. Provavelmente a mais marcante delas foi no set do lendário guitarrista Johnny Marr. Juntos, eles cantaram a classuda “There’s A Light That Never Goes Out”, dos Smiths. Mais tarde, Marr retribuiu a gentileza e dividiu o microfone com Vedder, em seu show, durante “Hard Sun”, um dos maiores sucessos do cantor fora do Pearl Jam.

Eddie ainda fez um grande número de covers em sua apresentação, incluindo “Open All Night”, do Bruce Springsteen. E tocou, também, “All Along The Watchtower”, de Bob Dylan, com o Mumford and Sons.

>>

Diário de turnê do Pearl Jam: agora eles tocaram uma música do “Ten” pela primeira vez ao vivo

>>

220818_pearljam2

A cada dia surge uma nova surpresinha nos shows do Pearl Jam pela América. Depois de tocarem de White Stripes a David Bowie nas últimas semanas, o grupo de Eddie Vedder também tem recuperado canções remotas de sua discografia.

Em um dos shows no estádio Wrigley Field, em Chicago, o grupo tocou ao vivo, pela primeira vez, a faixa “Evil Little Goat”, lançada láaaa em 1991, no discaço “Ten”.

O resultado, quase 30 anos depois, pode ser conferido abaixo.

>>

Ao som de White Stripes, Pearl Jam presta linda homenagem aos professores em Seattle

>>

090818_pearljam2

Na noite de ontem, o Pearl Jam tocou em casa, na cidade de Seattle, e fez um show pra lá de especial, claro. E foi no meio das covers costumeiras que eles fazem que veio talvez o principal momento do show.

Eddie Vedder evocou Jack e Meg White para prestar uma homenagem aos professores das escolas da cidade. Primeiro, ele agradeceu aos profissionais que “mudaram as vidas das crianças do Pearl Jam”, se referindo aos 10 filhos somando os integrantes.

Em seguida, ele estendeu o tributo a todos os professores da cidade e tocou a linda “We’re Going To Be Friends”, lançada originalmente no disco “White Blood Cells”, em 2002. O registro pode ser visto abaixo, com suas filhas levando duas professoras ao palco.

>>