Em “Every Other Freckle”:

Alt-J no rolê americano. Sessions plugada e acústica, uma melhor que a outra

>>

* Catamos o espertíssimo grupo inglês Alt-J ao vivo em Las Vegas, dia destes, aquela maravilha e tals. A banda já se encontra faz tempo em solo americano, promovendo com shows, programas de TV e sessions de rádio o seu mais novo disco, “This Is All Yours”, lançado no final de setembro. Hoje eles tocam em Tulsa, no Oklahoma, e amanhã entra no Texas, para três shows, um deles no festival Fun Fun Fun, em Austin, meu próximo sonho de “consumo”.

Screen Shot 2014-11-03 at 19.57.23

Nesta sexta-feira passada, Halloween, a banda fez uma apresentação acústica para a rádio The Current, uma das boas emissoras da rede pública americana, esta baseada em Minneapolis, Minnesota. No site da Current dá para ouvir áudio de três músicas dessa session, juntas, em separado, com entrevista ou não. Ontem, dessa apresentação especial, eles postaram o vídeo de os ingleses fazendo a ótima “Every Other Freckle”, single do novo disco, de modo acústico.

No começo do atual giro pelos EUA, eles passaram pelos estúdios da minha rádio predileta, a de satélite, SiriusXM U, e entre outras tocaram a mesma “Every Other Freckle”, desta vez em versão normal, plugada, com toda sua riqueza sonora. Espetacular também.

Julga aí qual lhe agrada mais.

>>

Alt-J novo vaza, confunde o indie e toca no Conan

>>

* Não sei como você vai lidar com essa informação, como reagir e tudo mais, mas vazou o aguardado álbum novo do grupo inglês Alt-J na madrugada. Mas já cassaram os links. Depois ele apareceu em outros lugares mais… difíceis. Depois sumiu, ressurgiu. Enfim, chegou. Ou está chegando.

De todo modo, numa audição rápida da totalidade e para bem definir logo de cara, “This Is All Yours” é um disco muito louco.

Screen Shot 2014-09-09 at 12.22.50

O Alt-J nunca foi uma banda fácil, em sua curta carreira. O vocal é “diferente”, o andamento das músicas é sempre quebrado, a bateria aparentemente não combina muito com o resto dos instrumentos tirando que combina muito bem. Eles não batizaram, mas se apropriaram bem da categoria musical “moody indie”, cheio de climinhas.

E eles são de Leeds, o que explica muita coisa. Wedding Present, Soft Cell, Sisters of Mercy, Scritti Politti e Gang of Four são de Leeds, para dar uma ideia do que pode sair dessa cidade inglesa feia-bonita.

E “This Is All Yours” é assim. Todo quebrado, intercalado por peças musicais incidentais, vocais climáticos e solitários. A banda começa o disco com uma introdução e uma canção indicando que está chegando a um lugar chamado Nara. A terceria faixa é sobre Nara em si. A última música das 13 faixas registradas neste segundo Alt-J é “Leaving Nara”, partindo. Tudo muito etéreo, mais para Sigur Rós do que para, sei lá, Foals.

O primeiro disco, de 2012, já tinhas seus três interlúdios, suas particularidades. Mas “This Is All Yours” foi mais longe.

Os maravilhosos singles que conhecemos nos últimos meses, com uma exceção ou outra, são as únicas músicas capaz de tocar em rádio, por exemplo. Eu acho. São elas as já alta-rotativas “Hunger of the Pine”, “Every Other Freckle” e “Left Hand Free”, uma mais linda que a outra. Mas sustentam o segundo disco? Pensemos mais.

“This Is All Yours” chega oficialmente às lojas dia 22 deste mês. No momento o Alt-J está num rolê promocional nos EUA, tocando em programa de entrevistas da TV americana. Tipo semana passada no David Letterman, tipo ontem à noite no late show do Conan. Já já saem em turnê geral. A tour britânica, que começa agora no fim de setembro, está toda esgotada.
Diiiiiiiiiiiiizem que estarão no Lollapalooza Brasil em março do ano que vem.

Abaixo temos a performance do quarteto inglês (trio?) no Conan, mandando “Every Other Freckle” e lembrando como é uma banda bonita para se ver ao vivo.

>>

Mais Alt-J. Banda vai ao David Letterman com a mão esquerda livre

>>

* “Eenie meenie miney moe
Hey flower you’re the chosen one”

Já que eu sei bem a resposta da pergunta que fiz no título do último post, vamos seguir com o Alt-J.

Primeiro para mostrar a apresentação da banda inglesa ontem à noite no programa de milhões de telespectadores do David Letterman, hit noturno da TV americana. Tipo 2.5 milhões de pessoas vêem o Letterman toda noite e se ficaram até o fim viram quatro moleques de Leeds mandando a ótima “Left Hand Free”, um dos singles do novo álbum, “This Is All Yours”, que sai oficialmente dia 22 de setembro. Assim:

Depois para destacar a versão masculina para o vídeo de “Every Other Freckle”, outro single do disco novo. Ontem, em pôster anterior a este, mostramos aqui a versão feminina.

Estamos aqui esperando o segundo disco chegar. De qualquer dos modos.

>>

Pergunta: você está aguentando esperar o novo álbum do Alt-J?

>>

* Há uma história rolando que diz que as águas de março trarão a banda indie britânica Alt-J para um festival em São Paulo. O mesmo festival que está deixando escapar seu headliner principal, o bamba Justin Timberlake, que quer vir, mas não mais no começo do ano. Vejamos o que acontece.

Já sobre o Alt-J, este que viria para o Brasil, se vier mesmo, talvez seja um Alt-J bem maior do que o é hoje. Incrível o gigantismo que a banda está experimentando à medida que chega o dia de ser lançado seu segundo disco, “This Is All”, que será entregue às lojas da Inglaterra e do mundo virtual agora no final de setembro.

Do primeiro disco, “An Awesome”, lançado em 2012, para “This Is All Yours”, que sai na Inglaterra no final de setembro, a impressão que se configura é a de que o Alt-J vai sair do status de “boa banda indie inglesa” para, sei lá, um Arctic Monkeys.

Screen Shot 2014-09-04 at 14.52.27

Em dois certos dias das últimas semanas, rolou um boato no Twitter de que o álbum tinha vazado. Foi uma correria para lá e para cá. Não era. Ainda.

O Alt-J está fazendo tudo direitinho. Um single novo incrível um atrás do outro, um vídeo absurdo um atrás do outro. Já lançaram três oficialmente, todas muito acima da média do mercado: “Hunger of the Pine”, “Left Hand Free” e “Every Other Freckle”. Tem algumas outras do disco novo que estão pintando, ao vídeo.

Mas, desta última oficial, “Every Other Freckle”, revelaram o vídeo oficial hoje, coisa linda de onde tirei essa imagem acima. Uma vesão feminina do vídeo. Este vídeo f*da aqui:

Também hoje apareceram para mim uns vídeos de uma apresentação do Alt-J em Nova York, de anteontem, terça-feira. Foi no Poisson Rouge, em série especial para a NPR, a representante de rádios cool dos EUA. Tem novas, tem as “velhas”. Com limite para a câmera, som meio embaçado. Tudo incrível.

Uma vez, naquele festival Sasquatch, perto de Seattle, fui ver um pouquinho o Alt-J de passagem, pronto para ir a um outro concerto que eu realmente queria ver, outra banda (não lembro quem, depois eu pesquiso!). Mas os “dez minutinhos” que eu ia ver deles se transformaram no show inteiro. Não consegui largar os Alt-J.

Enfim, eis algums vídeos do Alt-J ao vivo de terça-feira, em Nova York, no evento da NPR, o Listen Live, quase um introdutório de bandas boas para tocar nas suas rádios em todo os EUA.

** O Alt-J é de Leeds, acho importante frisar isso.

** “This Is All Yours”, o segundo álbum, será lançado no UK em 22 de setembro. Está quase na hora de vazar. Me avise, hein?

>>