Em #Feliz2019:

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 6/6: THE RACONTEURS

>>

disco_raconteurs6

Grupo formado por Jack White, Brendan Benson, Jack Lawrence e Patrick Keeler, o ótimo Raconteurs encerrou 2018 com novidades.

Já nos últimos dias de dezembro, a banda norte-americana lançou duas novas faixas, as primeiras desde “Consolers of the Lonely” (2008).

“Sunday Driver” e “Now That You’re Gone” formam um belo par em vinil especial da Third Man Records e devem entrar justamente em uma edição de relançamento do álbum cheio de 2008.

O Raconteurs, quando disse que ia lançar duas músicas novas, também informou que em 2019 tem disco novo. Ou seja…

>>

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 5/6: GALLAGHERS

>>

discos_gallaghers5

Tudo bem que não é um álbum do Oasis, mas Liam e Noel Gallagher terão um 2019 bem ativo. Os dois, que lançaram discos no final de 2017, certamente vão soltar dois projetos de inéditas neste ano.

Liam andou se encontrando com o que ele chama de “seu exército de compositores” em Nova York, em dezembro. Depois do Beady Eye não ter dado certo, o Gallagher caçula deu uma sumida, foi ao fundo do poço, e retornou cheio de glória com “As You Were”. As expectativas para um novo disco são as melhores. Diz ele que tem 20 músicas na manga.

Já Noel meio que surpreende ao planejar para este ano o lançamento deste que vai ser seu quarto disco solo. O ex-líder do Oasis contou que tem material suficiente para soltar dois discos, mas deve repetir a fórmula de “Who Built The Moon?” e escrever/gravar em estúdio com o produtor David Holmes. Também em dezembro, Noel andou pelas bandas do estúdio Abbey Road.

Ambos já tem shows marcados para o verão, o que aumenta os indícios de novos lançamentos e trocação gratuita de farpas via imprensa em 2019.

>>

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 4/6: LANA DEL REY

>>

discos_lana4

Nossa eterna musa Lana Del Rey é a quarta pedida de discos esperados para 2019. Ela andou dando pistas e mostrando de forma oficial e não-oficial trechos de canções que estarão em “Norman Fucking Rockwell”, álbum que ainda não tem data de lançamento definida.

Além de mostrar algumas músicas em eventos, como um da Apple no fim do ano, Lana já lançou os singles “Venice Bitch” e “Mariners Apartment Complex”.

“Venice Bitch” tem tipo DEZ MINUTOS. Uma viagem psicodélica bem californiana. “Eu toquei ‘Venice Bitch’ para meus managers e disse: ‘Então, acho que este é o single que eu quero lançar’. E eles: ‘Você está zoando, né? A música tem dez minutos de duração. E se chama Venice Bitch. Por que você nunca facilita nada para nós? Não rola fazer uma versão dela de três minutos como toda canção pop’?”

Norman Rockwell é um pintor que, entre sua longa vida nas artes, ganhou fama retratando tanto a cara de presidentes americanos quanto a América Branca Caipira, dessas que vota no Trump. É ao mesmo tempo cafona, supercriticado no meio, e algo cult, depois que morreu, nos anos 70.

Lana disse, em entrevista ao Zane Lowe, na Beats 1 (Apple Music), entre muitas coisas e viagens e pirações que o nome é inspirado no artista porque ele esteve na cabeça dela desde maio do ano passado e que não pensou em outra coisa melhor. Que Rockwell passa alguma coisa para ela a captar alguma alegria na tristeza, mesmo achando que o que ele faz é merda, num sentido humanitário, mas dane-se. Lana achou mérito nesse comportamento do retratista dessa América particular.

>>

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 3/6: BEIRUT

>>

discos_beirut3

O terceiro disco que a gente acredita que será uma das trilhas sonoras de 2019 é “Gallipoli”, o novo do incrível Beirut, com lançamento marcado para o primeiro dia de fevereiro.

O álbum, quinto da banda de Zach Condon, será o primeiro deles em quatro anos e pinta como o sucessor de “No No No”. Dizem, o novo projeto vai lembrar muito os primeiros trabalhos do grupo, até porque o Zach praticamente compôs o disco todo em seu velho órgão Farfisa, o mesmo que ele usou nos dois primeiros discos.

O projeto terá 12 canções novas e a que dá título ao disco foi lançada no final do ano passado. Também em fevereiro, o Beirut inicia sua turnê mundial dando um pontapé de três shows no Brooklyn.

Gallipoli – Tracklist
1. When I Die
2. Gallipoli
3. Varieties of Exile
4. On Mainau Island
5. I Giardini
6. Gauze für Zah
7. Corfu
8. Landslide
9. Family Curse
10. Light in the Atoll
11. We Never Lived Here
12. Fin

>>

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 2/6: DEERHUNTER

>>

discos_deerhunter

Um dos álbuns mais aguardados de 2019 que a gente destaca em nossa pequena série nesta primeira semana do ano é “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?”, o novo do Deerhunter, que estará nas lojas em breve, mais precisamente no dia 18 deste mês.

Puxado pelos ótimos singles “Death in Midsummer” e “Element”, este será o oitavo disco de estúdio da banda norte-americana, o primeiro trabalho desde “Fading Frontier”, lançado em 2015. No total, são 10 faixas novas.

Entre os produtores estão Ben Etter, Ben H. Allen III e Cate Le Bon. Tim Presley, melhor conhecido como White Fence, tocou guitarra. Diz o lindo Bradford Cox que o novo álbum é uma espécie de “ficção cietífica sobre o presente”.

Why Hasn’t Everything Already Disappeared? – Tracklist
01. Death in Midsummer
02. No One’s Sleeping
03. Greenpoint Gothic
04. Element
05. What Happens to People
06. Détournement
07. Futurism
08. Tarnung
09. Plains
10. Nocturne

>>