Em fenda:

CENA – Papisa lança remixes do álbum “Fenda”. Estreia é “Semente”, mexida pela guitarrista Gabi Glowing Lens

>>

* Lançado em agosto do ano passado, o álbum “Fenda” é uma feliz coleção de cançoes sensoriais elevadas e femininas, mais que feminista, de autoria 360º de Rita Oliva, cantora, multiinstrumentista, produtora e dona de seu próprio estúdio, que ela mesmo construiu.

Agora vem aí os remixes de “Fenda”, interferências suprafemininas de artistas contribuintes como Larissa Conforto (Àyié) e Vivian Kuczyncski, entre outras e até outros.

rita2

A estreia se deu hoje, com a versão nova para a faixa “Semente”, feita por Gabriela Terra, dona do projeto My Magical Glowing Lens, outra das “minas que fazem” da CENA nacional.

“Quando chamei a Gabi para remixar alguma música do disco, ela disse: ‘Eu já tô fazendo!’. E me contou que era de ‘Semente’. Teve uma grande sincronicidade ali e eu fiquei muito feliz”, falou Rita sobre a convidada para o primeiro remix.

Confira abaixo.

***

Amanhã, sábado, Rita e Gabriela, ou Papisa e My Magical Glowing Lens, se juntam no Instagram também numa live, para comemorar o primeiro remix e falar com gabarito sobre processos de produção musical. Esse encontro acontece às 16h.

>>

CENA – Papisa volta a pisar na “Terra” com novo single. Álbum de estreia, “Fenda”, sai em agosto

1 - cenatopo19

2 - 3676baixa

* Papisa, a banda-projeto da cantora, multiinstrumentista, produtora e dona de seu próprio estúdio (mais novidades auto-suficientes a seguir) Rita Oliva, acostumada a sonorizar conceitos divinos e outras paradas mais “elevadas”, aterrissa bonita agora na Popload com seu novo single, “Terra”, faixa que prepara a chegada de “Fenda”, o álbum de estreia dela (dela Papisa, não dela Rita), programado para sair em agosto.

Desde que saiu de bandas para encarnar solo a Papisa, nestes últimos dois anos e tanto e à custa de um EP de três músicas, Rita (foto acima) só parou faz pouco tempo para compor este seu novo mais disco cheio inaugural, que para gestá-lo experimentou sons, aprendeu processos, no exato momento em que que produzia suas músicas. “Terra” é o terceiro exemplo do álbum que está por vir. Antes ela já tinha botado à mostra os singles “A Velha” e “Roda”.

3 terra

A música entra nas plataformas de lançamentos nesta sexta-feira. Um lançamento para a terra, para o próprio umbigo de Rita Papisa, que à luz dos novos conhecimentos (ou por se auto-entender mais) na letra diz que tinha um rio correndo dentro dela. A capa, acima, tem direção de arte de Thata Jacoponi e foto de Déborah Moreno (foto).

Segundo divulgado, “Terra” tem dois momentos: primeiro um mantra construído por camadas que se transformam ao alcançar seu ápice, desembocando na segunda parte da música, um (quase) refrão apoteótico, preenchido por vozes diversas.

A ouvir:

***

Como bônus deste post, a gente traz uma session ao vivo gravada recentemente em Sorocaba pela Papisa para o canal da produtora indie Lobotomia. A música, a ótima “Homem Mulher”, não vai estar no disco, mas é presença obrigatória em seus shows. Na performance, Rita Oliva é acompanhada pela baterista Theo Charbel e a baixista May Manão.

Ainda nesta sexta, Rita se apresenta com seu Papisa no Estúdio Bixiga, dentro do minifestival 5 Bandas, junto de Glue Trip, The Raulis, Pessoas Estranhas e Gab Ferreira.

Neste show do 5 Bandas, Papisa toca em trio, mas desta vez com Stéphanie Fernandes no baixo e Pedro Lacerda na bateria. Participação especial de Luna França.

Bem, aqui está “Homem Mulher” em session.

>>