Em FIFA:

Futebol é pop: Noel Gallagher zoa o Manchester United e toca “Don’t Look Back In Anger” em premiação da Fifa

>>

noelfifa

Na premiação da Fifa que elegeu o croata Luka Modric como melhor jogador de futebol do mundo, dando fim a uma hegemonia intercalada por Cristiano Ronaldo e Messi, e que durava uma década, uma das atrações foi… Noel Gallagher.

O ex-líder do Oasis, que vem ao Brasil em novembro para três shows, participou ao lado de Didier Drogba na entrega do prêmio Puskás, o de gol mais bonito do ano, vencido pelo egípcio Salah, do Liverpool.

Antes da entrega, Noel, que é torcedor ferrenho do Manchester City, deu uma zoada no rival United. “É um prazer enorme estar ao lado dos melhores jogadores do mundo. E dos do United”.

Mais tarde, Noel fez uma performance acústica do hit “Don’t Look Back In Anger”.

>>

Popload na Copa. Como a “nossa” Seven Nation Army virou a música mais importante da história do futebol

>>

* Até já escrevi sobre isso por aqui uma vez, mas acho que incrivelmente ficou mais sério. Aproveitando um texto meu para a Folha de S.Paulo, ontem, reproduzo aqui o caminho que o hino indie “Seven Nation Army”, do White Stripes, percorreu para virar, de “apenas um hino indie”, como acabei de falar, a música mais importante do futebol de todos os tempos. Ou estou exagerando?

* Ô-ooooo-ô. Ô-ooooo-ô.

060718_ws

Talvez a Fifa, organizadora da Copa, nem saiba de onde venha ao certo, com exceção do responsável por pagar direito autoral na entidade. Grande parte da audiência do Mundial em todo o planeta, de TV aberta, a cabo ou via internet, não deve ter conhecimento preciso de que canção é esta, para além dos ô-ôs e como ela foi parar ali, embalando a entrada das seleções em campo para os jogos da Rússia 2018, antes de os hinos dos países serem entoados e a partida começar. Quem acompanha bem futebol até pode conhecer sua história. Ou parte dela.

Direto ao ponto, o som é a corruptela de um hit improvável da música independente, criação de uma banda peculiar de Detroit, EUA, chamada White Stripes, que já não existe há alguns anos. E não que o coro seja parte de um refrão. É uma melodia cantada.

A bizarrice é ainda maior porque tal canção, “Seven Nation Army”, ganhou primeiro as arquibancadas do futebol com as torcidas reproduzindo com a boca seu som de baixo do começo da música. Um baixo feito em guitarra e com efeitos de pedais, porque o White Stripes era na verdade um duo constituído apenas de um guitarrista (Jack White) e uma baterista (Meg White). Sem baixo.

O que a Fifa oficializou este ano já existe em Copa desde a Alemanha 2006, quando “Seven Nation Army” virou o tema da vitória da campeã Itália, mas segundo estudos (meus) começou três anos antes, na Champions League, com uma torcida belga.

A música foi lançada pelo White Stripes em março de 2003, no meio de uma pequena revolução da música alternativa liderada por eles mesmos e pelos nova-iorquinos do The Strokes. “Seven Nation Army” foi o primeiro single a sair de “Elephant”, o quarto álbum da banda e seu mais bem-sucedido, tanto nas paradas britânica como na americana.

O sucesso da canção entre os indies foi imediato, em shows, rádios, pistas. Rock que dava para dançar, mais ou menos. E logo alcançou um território mais expandido de ouvintes. Daí para a música ser cantarolada por galera em festivais de verão na Europa, porque o White Stripes passou a aparecer em tudo quanto é escalação, foi rapidinho.

Aí ganhou as arquibancadas. Os primeiros registros dão conta que torcedores do Brugge passaram a cantar a música durante uma visita a Milão, em jogo da Liga dos Campeões no final do mesmo 2003, zebramente vencida pelos belgas. “Seven Nation Army” teria tocado no sistema de som de um bar nas cercanias do estádio San Siro pré-jogo, cheio de torcedores visitantes, que cantarolaram tal qual público dos festivais daquele ano, não pararam de cantar inclusive no pós-jogo, e assim adotaram o “Ô-ooooo-ô” para o time deles.

O próprio White Stripes se assustou com as proporções que a música tinha tomado na carreira da banda quando justamente na Bélgica, em 2004, um show no megafestival importante de lá chamado Pukkelpop, desses para mais de 100 mil pessoas, o público esperou o grupo americano entrar em cena com um ensurdecedor “Ô-ooooo-ô” do hit.

Com “Seven Nation Army” se espalhando por plateias de música e de futebol como uma praga nos anos seguintes, chegamos a um jogo da Copa da UEFA no começo de 2006 em Brugge, quando o time local recebeu a Roma, da Itália. Nessa época a música já era ouvida em arquibancadas da NFL e NBA, principalmente nas categorias universitárias desses esportes americanos. Mas nesse jogo específico da Bélgica a associação “Seven Nation Army”-futebol ficou séria: torcida do Brugge cantando a música, torcida da Roma admirando a cantoria rival. Diz a lenda que o craque italiano Francesco Totti saiu do jogo querendo comprar o disco do White Stripes que continha “Seven Nation Army”.

Corta para alguns meses depois, quando a Itália triunfou no Mundial da Alemanha, com o “Ô-ooooo-ô” do White Stripes virando uma espécie de hino não-oficial dos italianos, ganhando até uma letra nova. “Seven Nation Army” então virou de domínio público. Ou domínio futebolístico público, para muito além da música. No Brasil, ela ainda é cantada pela torcida do Internacional de Porto Alegre.

O autor da música, Jack White, nunca deu muita trela ao fato de “Seven Nation Army” virar, de repente, a música mais famosa do futebol (ou do esporte) mundial em todos os tempos, dado primeiro o seu alcance orgânico para agora ter virado oficial pela Fifa, 15 anos depois de ser composta.

Em uma rara entrevista sobre o assunto, em 2016, ele afirmou para um jornal de Detroit, sobre “Seven Nation Army” ter conquistado outros mundos além da música independente, ou mesmo além da música em si: “Quanto menos as pessoas souberem de onde a música veio e ainda assim seguirem cantando ela, mais está de acordo com a tradição da música folk. E quanto mais ela seguir anônima e seu alcance só aumentar, mais eu fico orgulhoso de ser o autor”.

>>

“Deu Ruim pra FIFA parte II: Caio Blatter” edition

>>

Well, well, well… Se na semana passada já rolava uma torta de climão na FIFA, esta semana o negócio fedeu de vez. Foi o assunto preferido no Twitter, abafando até a transformação de Bruce em Caytlin (deve ter algum y a mais aí em algum lugar). Para isso, o Twitter foi só elogios. Já para o Flamengo e para o Corinthians… Deu ruim para o futebol em geral, na verdade. Ainda bem que existe o MasterChef para estabelecer a paz nessa rede social. E todas essas notícias inacreditavelmente bizarras pelo mundo, amém.

Screen shot 2015-06-05 at 6.22.29 PM

@g1planbizarro Vaca mais alta do mundo morre nos EUA http://glo.bo/1EWSgzB #G1

@g1planbizarro Espanha apreende 200 quilos de cocaína escondidos em abacaxis http://glo.bo/1I4SvzV

@g1planbizarro De capacete, cão é flagrado andando de carona em moto na Índia; http://t.co/KT8SiUNbse

@BoingBoing Pig escapes, terrorizes entire town, then takes a dump in cop car. http://t.co/EPxTgcvNQ7

@g1 Berlusconi erra de evento e dá apoio a adversário na Itália http://glo.bo/1HVx7wW

@8th_floor Ceis pagam pau pra Mad Max porque nunca viajaram de viação São Geraldo

@fimoculous The new Mad Max is a parable about the dangers of moving to LA.

@mitsudiz Mad Max novo me lembrou aquele spinoff da Corrida Maluca, PEGUE O POMBO, só que ao invés de pombo eram modelos da Vogue

@biabonduki Tive que acordar, não fazia sentido ficar sonhando que passava a tarde em uma residência artística.

@esquire The man that declared beards dead finally shaved his own: http://esqm.ag/6014hvjn

@juzao Fiz um fluxograma do ciúme. Espero que ajude aquela galera que gosta dum barraco. https://pbs.twimg.com/media

@hectorlima O editor-chefe da Marvel Comics disse que novo Hulk vai ser bem controverso. Já torcendo pra ser trans, que muda de sexo quando vira monstro

@spiceee Padre sertanejo universitário, o Brasil mais uma vez provando que tudo é possível

@Tonkiel Goiânia já deu muito ao Brasil, desde tomates lotados de agrotóxicos à sertanejos que brilham no escuro por causa dos mesmos agrotóxicos

capa-blatter-405x270

@yuridecastro Vou vender poesias na FLIP numa banquinha chamada PARATY & PARATÁ

@JuliaoPacheco Imagina que bosta a Revolução Francesa rolando e ninguém tinha twitter pra comentar as decapitações

@foradesintaxe Bonitinha mas posta foto de comida e escreve “yummy”

@spiceee Pior coisa da vida foi minha mãe ter descoberto skype pq agora eu gasto primeiro ligando pra ela pelo celular pra ela entrar no skype

@rafaelmmartins Acabo de saber que meus pais ligaram na Net perguntando como faziam pra assinar o Netflix. ❤️

@alechandracomix” target=”_blank”>@alechandracomix Minnie e hello kitty presas, ken morto, deve ser tudo viral de toy story 4

@RealMORTE Sim, levei o Ken Humano. Eu levo qualquer um, não importa quem é Ken. #tumtumtsss

@folha ‘Estou em estado de choque’, diz 2º Ken Humano brasileiro sobre morte de Celso Santebañes http://uol.com/bkfqs4

@chinisalada — não tem graça as piadas com morte, é um ser humano — é um KEN humano. Debatendo os limites do humor no fim de sexta

@alechandracomix Eu nao sei qual a etiqueta da reaçao ao passamento do ken humano pois nao vim na internet ontem perdao

@diboua Bruce Jenner please be my grandmother

Screen shot 2015-06-05 at 6.36.34 PM

@fernandogalassi Bingo masterchef: Roux ✅ Pipoca de arroz ✅ Cortar dedo ✅ Redução de balsamico Gel de alguma coisa Alguem chorar Combinação bizarra

@bolivarescobar “Nessa prova os competidores terão que replicar um clássico”. A cena do Charlie Chaplin dançando com os garfo espetado nas batatinhas

@Alelex88 Galera que tá vendo futebol favor comentar futebol por DM que tá atrapalhando nossos comentarios sobre o masterchef flw vlw

@dodavilhena O CABELO DE #PAOLA HOJE ESTÁ ME LEMBRANDO O AMIGO ROCK DENNIS DO FILME MARCAS DO DESTINO

@rapha_rge Os Zé Agência eu já to torcendo contra. O cara vai cobrar FEE pra cozinhar

@eduardoconti Esse loiro hipster eu sempre fico imaginando “bom chefs hoje eu cozinhei um all star”

@samirsalimjr “A avaliação dos jurados é a pior parte” A VÁ, ACHEI QUE A PIOR PARTE ERA A VAN PRA CHEGAR NA BAND

@oimperador O cara chama Fogaça, não é nem top cinco dos salgadoces né amigos.

@vyktorb Vai comandante hamilton fala pra gente os melhores restaurantes da marginal

@daigooliva A FILHA DO MARONI NAO SABE LIDAR COM BANANA AH TAH

@Alelex88 Essa dificuldade de descascar banana tem várias explicações possíveis. vamos evitar toda elas

@jampa Familia Maroni. Cada país tem os kardashians que merece.

@filmebrasileiro Artista plástica. Eu eliminava so pelo emprego.

@teclologoexisto Falou que é artista plástica eu vou logo me afastando lentamente sem fazer movimentos bruscos

@chicobarney Essa PATRIZIA estava na cauda do avião em lost? não tinha visto ela ainda. #masterchefbr

@danielsavio Ana paula padrão meio avulsa fazendo careta ali no cantinho

@Alelex88 Os segundos contados pela ana paula tão fora do padrão

@vyktorb Ja pensou abre uma das caixas e sai o anão de game of thrones

@bronkojr As merdas que vcs inventam aqui em SP ecoam no resto do Brasil por anos. Ate 2026 teremos “gourmet” até em rodeios

@drokan Robalo a Blatter. #MasterChefBR

@chefjacan Agórr u hór qui eo mais góst: us merchand!

@axexeo Como é o único programa da Band que tem audiência, eles deixam no ar o maior tempo possível

@joaoluisjr Bacana o conceito de masterchef tântrico que vai levando a galera acordada até o meio da madrugada

@EderAlex Acaba o #MasterChefBR na Band aí já começa o Mais Você na Globo

@Braungustavo Já está passando #Masterchefbr há 3 dias sem parar

@joaoluisjr Vivemos uma rave de masterchef e em breve alguns de nós começarão a usar droga pra aguentar até o fim

Screen shot 2015-06-05 at 6.27.07 PM

@SonsaAbrao “As crianças vao virar gays se assistirem o comercial da Boticário” . Querida, Eu assistia o Show do Milhão e nem por isso virei milionária

@caetanovilela Melhor coment. do Boticário no Youtube: “Se esse comercial faz de alguém Gay, quero exigir as 20 mulheres que a AXE me prometeu.”

@BoticarioComent Gostaria mesmo de ver mais propagandas para canhotos!!!! https://pbs.twimg.com/media

@BuzzFeedBrasil 13 antes e depois do comercial d’O Boticário que mostram o poder do vídeo http://t.co/WUfz17BN87

@OCriador Parem de reclamar da propaganda do Boticário! Jesus sempre teve dois pais e até hoje ninguém reclamou…

@marcelohessel Depois do Boticário, a Motorola. Bora que até o Dia dos Namorados dá tempo da causa gay chegar na Odebrecht #lobby

@FernandoDante Minha preocupação com essa propaganda do Boticário é se o @TocaLulu recebeu os direitos autorais.

@zambininha Meninas se o homem nao compartilha no mínimo tres noticia sobre desigualdade por semana nao manda nuds

joseph-blatter

@ricapancita Existiu ou Não Existiu: cerveja #edição #especial com trigo colhido direto da granja da CBF

@gui_pinheiro FBI pegando tanta gente que já estuda mudar o nome pra Jose Mayer.

@thiagoney Onde vc estava quando joseph blatter renunciou?

@lelecunhan – Alô, Blatter? É Dilma, querido. Vc renunciou? – Sim, não aguentei a pressão. – Quebra minhas perna não, nego!

@joaoluisjr Blatter aguentou denúncias aguentou escândalos aguentou o fbi. veio elogio do pelé o cara apenas achou insustentável e saiu

@Karlreca LEVANDO UMAS LEMBRANCINHAS DO ESCRITÓRIO https://pbs.twimg.com/media

@edianez Vamos ter de esperar nova fumaça sair da chaminé na Fifa….

@pablo_tv Sempre lembrando que a gente tem que esperar pra comemorar (ver Teixeira ➡️ Marin ➡️ Del Nero)

@leodiaspereira Zico pensando em se candidatar pra presidente da FIFA. O sujeito não guentou nem seis meses na diretoria do Flamengo. Do. Fla.Men.Go.

@ALuizCosta Mick Jagger tarda mas não falha https://pbs.twimg.com/media

@rafaelmmartins Blatter já era. Pelé é o novo Mick Jagger?

@mautex Papa Francisco atualizou o LinkedIn: uma libertadores, paz Cuba x EUA, demissão de Blatter.

@FabioFleury “Je gostarría de renunciarre al cargô de presidênt de Fifá purcuá mon Kissucô est fervent”

@Edenemf FBI 7 x 1 FIFA

@rsouzarodrigues Bola de ouro da FIFA esse ano vai ser entre: Messi, Cristiano Ronaldo e FBI.

@leodiaspereira OOOOOeeeAAA, melhor coisa da gestão Blatter.

@samirsalimjr Eu tô imaginando a alegria dos hoteis na suíça com mais uma convenção da FIFA

@neozeitgeist Agora, pra ficar perfeito, tinha que cancelar a copa de 2018. cancela, acaba essa merda, já economiza um monte de materia constrangedora ne

@thiagoney O problema do del nero cair vai ser ter de aguentar a quantidade de trocadilhos com o imperador romano

@fvanzo Vagner Morre

@joaoluisjr Flamengo no brasileirão um pouco como a trilogia “o hobitt”: no começo tu já tá desesperado mas sabe que ainda falta uma vida pra acabar

@Alliatti Ruim é achar a mãe no Tinder. Esse time do Flamengo é outra coisa.

@joaoluisjr “PRA DESESPERO DA TORCEDORA DO FLAMENGO” câmera filma duas senhoras sorridentes acenando pra câmera, ligando menos que nada pro resultado

@danilovara Globo anuncia Joinville x Corinthians no lugar de Zorra Total no sábado à noite. Diretor de programação deve estar querendo morrer

@tuttyupie Tinha que ter dois drone, um com a camisa do guarani e outro com a camisa do eterno tolima

@cultebol Torcedor do Corinthians jogou um celular em campo após segundo gol do Palmeiras. Antes da elitizacao do estádio eram chinelos.

@LeScalia Aí o cidadão atira o CELULAR no gramado. Pelo menos não vai ter que aguentar as piada no whatsapp

@palmeirasdepre TORCEDOR JOGA CELULAR NO CAMPO E PEDE PARA TITE FAZER MAIS LIGAÇÃO DIRETA

@subversiva FBI, PLEASE, COME TO @Corinthians

@diboua Tem alguma rede social sem futebol por favor