Em florence and the machine:

Popnotas 2 – Donovan, 75, ganhou uma não-música do David Lynch. Florence versão Cruella. Arlo Parks fazendo o Frank Ocean. E o Feng Suave deixando Amsterdam maaaaaais psicodélica

>>

Donovan, uma das entidades do folk britânico, o cara que ajudou Lennon a aprender dedilhar sua guitarra, levando o ex-beatle a compor canções como “Julia” e “Dear Prudence”, completa 75 anos nesta segunda-feira. E o aniversário vem com um presente do seu “parça” David Lynch, cineasta autor de “Twin Peaks”, que dirigiu e produziu uma faixa inédita de Donovan chamada “I Am the Shaman”. De acordo com o músico, ele chegou ao estúdio e Lynch pediu que ele tocasse algo que ainda não estivesse totalmente pronto, ou seja um método bem lynchiano – que pesou a mão na pós-produção, invertendo sons e criando atmosferas sonoras.

– Dog days are over para praticamente ninguém, muito menos para a Florence Welch, a dona do Florence and the Machine (e dona do hit da nossa piada horrível que abre esta nota) criou uma música que estará na trilha de “Cruella”, filme que traz a vencedora do Oscar Emma Stone no papel da vilã de “101 Dálmatas”, em um período anterior ao das animações clássicas. “Call Me Cruella” só saí no dia 21 de maio, mas já temos uma prévia deste single, que de acordo com Florence é a realização de um sonho antigo, já que ela aprendeu a cantar com canções da Disney e achava que as músicas dos vilões eram sempre as melhores. Ah, não é a Florence na foto home, hein: é a Cruella (segunda piada horrível).

– E a nossa querida Arlo Parks, a britânica também conhecida como dona de um dos melhores álbuns do ano, sua estreia “Collapsed in Sunbeams”, colou na BBC 1 para uma daquelas sessões com versões mais intimistas. Ao piano, mandou sua “Hurt” e ainda executou um cover do grande cantor americano Frank Ocean, “Ivy”, talvez seu som predileto do Frank, já que ela já tinha feito um cover dela, mas em um esquema voz e guitarra. Lá ou cá, as versões brilham.

– Banda fora do eixo mas já com umas asinhas boas batendo tanto no indie inglês como no americano, o duo holandês Feng Suave, de Amsterdã, lançou sexta-feira passada o vídeo para seu último single, “Tomb for Rockets”, uma psicodelia soul ou um soul psicodélico, dependendo para qual vertente sonora dessa dupla de zero álbuns, algum EP decide pender. “Tomb for Rockets” vai estar no EP novo deles, que sai em agosto. Os Danieis que formam o Feng Suave, Daniel Schoemaker e Daniel de Jong estavam crescendo muito rápido em 2019, num mundo ainda não-pandêmico. Mas aí… Parecem ter saído do Tame Impala, cuja banda é amiga. Andaram tocando na BBC 6Music, com o aval de ninguém menos que mister Iggy Pop. E, na Europa, andaram abrindo show da banda hippie americana e poploader Khruanbing. O vídeo de “Tomb for Rockets”, fofura demais, está aqui embaixo. Vamos ficar de olho neles.

>>

No Arizona, Florence mostra a sua nova música para Game Of Thrones pela primeira vez ao vivo

>>

Recentemente, a série Game Of Thrones apresentou uma canção inédita nos créditos finais no segundo episódio da atual temporada, cantada pela Florence and The Machine.

“Jenny Of Oldstones” ganhou também, sua estreia ao vivo. O grupo tocou neste final de semana no FORM Arcosanti Festival, no Arizona, e foi por lá que a faixa ganhou vida no palco. A performance foi dedicada por Florence para Arya Stark e Kelsey Lu.

Na ocasião do lançamento da música na série, os criados de Game of Thrones, David Benioff e D.B. Weiss, citaram que Florence foi a única cantora convidada, porque eles são fãs confessos da estrela. “Sempre fomos grandes fãs da música da Florence e o trailer da Temporada 2 com a canção ‘Seven Devils’ foi uma das coisas mais poderosas que já ouvimos. Então, a possibilidade de tê-la conosco sempre esteve em nossas intenções. Ficamos positivamente chocados que ela topou cantar ‘Jenny of Oldstones’ e estamos realmente amando o resultado”, publicaram em comunicado na época.

A versão ao vivo, registrada no Arizona, pode ser conferida abaixo.

>>

Florence carrega um pouco mais de tensão em Game of Thrones com a nova “Jenny of Oldstones”

>>

290216_florence2

Cristalina e ao mesmo tempo carregada de tensão, a voz de Florence Welch foi a escolhida para traduzir em forma de canção todo o clima dark e complexo do seriado Game of Thrones.

É ela a única cantora convidada para a temporada final da série do canal HBO, na qual foi divulgada a faixa “Jenny of Oldstones”, gravada a pedido dos criadores de GoT, David Benioff e D.B. Weiss.

“Sempre fomos grandes fãs da música da Florence e o trailer da Temporada 2 com a canção ‘Seven Devils” foi uma das coisas mais poderosas que já ouvimos. Então, a possibilidade de tê-la conosco sempre esteve em nossas intenções. Ficamos positivamente chocados que ela topou cantar ‘Jenny of Oldstones’ e estamos realmente amando o resultado”, publicaram em comunicado.

Com um disco lançado ano passado, “High As Hope”, Florence e sua banda se preparam para embarcar em uma turnê pela América do Norte no mês que vem.

>>

Ooops! Florence bota a máquina para funcionar mais uma vez e libera duas músicas novas

>>

040518_florence_slider

Não tem nem um ano que o grupo Florence and the Machine soltou o ótimo “High As Hope” e já está com novidade na praça.

O grupo liderado por Florence Welch soltou nesta quinta-feira duas canções inéditas, chamadas “Moderation” e “Haunted House”.

“Moderation” já havia sido tocada há alguns dias em um show na Austrália, de surpresa, chamando a atenção por ter uma pegada diferente da sonoridade habitual da banda.

Existe um papo de que há planos do banda lançar uma versão deluxe do disco lançado ano passado, para bombar a turnê de verão pela Europa, que inclui um show com o The National no Hyde Park, em Londres.

>>

Eita! Florence bota sua máquina para funcionar e mostra música nova e diferentona na Austrália

>>

140119_florence2

Uma das cantoras mais aclamadas do pop nos dias atuais, Florence Welch está percorrendo a Oceania com sua banda neste início de 2019. E foi justamente no primeiro show do rolê, em Perth, Austrália, que ela já mandou de cara uma surpresa para os fãs.

No sábado, o grupo tocou uma nova música com pegada toda diferente do som edificante habitual deles. Apesar de não ter feito qualquer tipo de introdução da canção ao público, “Moderation” estava listada no setlist prévio, parece.

“Moderation” é a primeira música que pinta desde o lançamento de “High As Hope”, quarto disco de estúdio da banda, lançado em junho do ano passado. Há quem diga que existem planos do grupo lançar uma versão deluxe da obra. A turnê de Florence pela Oceania termina no fim do mês. Em seguida, eles partem para um giro pela Europa a partir de maio.

>>