Em foo fighters:

Dave Grohl invade programa do Jimmy Kimmel e presenteia fã com versão acústica de “Everlong”

>>

280420_foofighters2

Não poderíamos passar pelo coronavírus sem Dave Grohl aparecer em alguma ocasião sendo legal.

No programa de ontem do Jimmy Kimmel, que vem sendo feito de forma remota, o líder do Foo Fighters “invadiu” um bate-papo do apresentador com um enfermeiro, chamado T.J. Riley, que trabalha no setor de emergência do hospital Jacobi Medical Center, em Nova York.

Ela, grande fã de Foo Fighters, foi surpreendida com a entrada de Dave Grohl na live. De quebra, ela ainda recebeu de presente uma versão acústica de “Everlong”, hit da banda americana, lançado em 1997.

A interação pode ser curtida abaixo.

>>

Xô, corona! Cena inglesa faz versão emocionante de “Times Like These”, do Foo Fighters

>>

Captura de Tela 2020-04-24 às 1.09.08 AM

* Talvez a melhor homenagem musical ao atual padecimento humano atual seja a versão lançada ontem à noite de “Times Like These”, do Foo Fighters, cantada por uma galera da nova música britânica. Mais o Foo Fighters eles-mesmos. Mais o simpaticão da temporada Chris Martin, do Coldplay. E o Biffy Clyro. Que turma!

A ação, de resultado emocionante e na linha “We Are the World”, ou “We Are the World”dos millenials, aqui chamada de “Live Lounge Allstars”, é da Radio One, emissora da BBC inglesa. Live Lounge é um programa da rádio que promove sessions de artistas britânicos, sempre com uma cover inusitada na performance.

A versão virou um single à venda, com arrecadação para um fundo beneficente que visa ajudar crianças e pessoas vulneráveis de todas as idades impactadas pela crise do Covid-19. Já toca sem parar nas rádios da BBC.

Dua Lipa, Celeste, Ellie Goulding, Sam Fender, Rita Ora, YUNGBLUD, Royal Blood, Bastille, Rag’n’Bone Man, Paloma Faith, Zara Larsson, AJ Tracey e mais uma turma estão envolvidos no single e no vídeo. A lista completa está na descrição do vídeo no Youtube.

Dua Lipa abre, divina. Chris Martin fecha. Dave Grohl aparece até que modestamente. AJ Tracey transforma uma parte da música em rap.

It’s times like these you learn to live again
It’s times like these you give and give again
It’s times like these you learn to love again
It’s times like these time and time again

Que bonito, BBC!

>>

Dave Grohl informa que novo disco do Foo Fighters está pronto. E que está fazendo um novo documentário também

>>

150216_dave2

Dave Grohl deu uma boa notícia para os fãs de Foo Fighters. De acordo com o vocalista, o grupo já terminou as gravações do novo disco. A revelação foi feita em um podcast para o jornalista Bill Simmons.

Segundo Grohl, algumas das canções foram feitas rapidamente. Outras, nem tanto. “As melhores aconteceram em 45 minutos. Por outro lado, tem um riff no disco que eu estou trabalhando há 25 anos. A primeira vez que fiz uma demo dele foi no meu porão em Seattle”.

Outra novidade contada por Grohl é que ele está trabalhando em um novo documentário focado em vans de turnês. “Eu entrevistei muita gente. Os Beatles excursionaram em uma van, o Guns N’ Roses, o Metallica, o U2. Todo mundo teve uma van”, antecipou.

Sobre o disco novo, ainda não há uma data sequer especulada para o lançamento. A entrevista completa pode ser conferida abaixo.

>>

Foo Fighters continua revirando as próprias gavetas e divulga raridades em aniversário de 25 anos

>>

fooscuri

Comemorando 25 anos de carreira, o Foo Fighters tem divulgado em suas plataformas digitas arquivos até então guardados ao longo de todo este tempo.

Entre estes registros já apareceram covers de Arcade Fire e Dead Kennedys, canções de 1995, show no Novo México comemorando os 10 anos do grupo e tudo mais.

A última leva de gravações traz raridades como as b-sides “Spill”, da era “In Your Honor”, “Normal”, da época de “One By One”, e uma versão acústica do hit “Times Like These”.

A banda norte-americana prepara para lançar um novo disco de inéditas no ano que vem. No momento, o baterista Taylor Hawkins está divulgando seu álbum solo, “Get the Money”.

>>

Do Weezer ao Júnior Groovador, Nirvana une tribos e rouba a cena no primeiro final de semana do Rock in Rio

>>

Entre as diversas generalidades que ocuparam o Rock in Rio neste primeiro final de semana, chamou a atenção um depoimento de Dave Grohl no sábado, ao relembrar o Nirvana.

Na parte final do show do Foo Fighters, Dave ofereceu a antiga canção “Big Me”, presente no disco de estreia do FF, ao Weezer. Tudo porque, horas antes, Rivers Cuomo e Cia. tocaram “Lithium”, do Nirvana, que Grohl disse ter assistido do backstage e… chorado.

Ex-baterista do grupo, Dave relembrou a primeira vez que veio ao Brasil, justamente com o Nirvana, para o Hollywood Rock. “Foi a primeira vez que tocamos para mais de 100 mil pessoas”, disse, fazendo referência ao show de São Paulo, que arrastou 110 mil pessoas ao Morumbi para ver a maior banda do mundo naquele momento, certamente em um de seus shows mais caóticos na carreira.

“Eu estava no backstage e ouvi o Weezer tocando Lithium. E eu tenho que ser honesto: eu chorei um pouquinho. Foi tão bom! Eu tenho saudade de tocar essa música”, confessou Grohl.

300919_davegroovador

Em outra passagem, essa de alegria, o Fantástico flagrou Dave dando um abraço efusivo em Júnior Groovador, baixista potiguar que viralizou na web ao botar uma pitada de forró em “Smells Like Teen Spirit”, que rendeu uma versão ao vivo, no palco do Rock in Rio, com o Tenacious D, banda do ator Jack Black. Dave disse que Groovador “é o cara” e que correu para ver a apresentação.

O Nirvana vive.

>>