Em foo fighters:

Foo Fighters continua revirando as próprias gavetas e divulga raridades em aniversário de 25 anos

>>

fooscuri

Comemorando 25 anos de carreira, o Foo Fighters tem divulgado em suas plataformas digitas arquivos até então guardados ao longo de todo este tempo.

Entre estes registros já apareceram covers de Arcade Fire e Dead Kennedys, canções de 1995, show no Novo México comemorando os 10 anos do grupo e tudo mais.

A última leva de gravações traz raridades como as b-sides “Spill”, da era “In Your Honor”, “Normal”, da época de “One By One”, e uma versão acústica do hit “Times Like These”.

A banda norte-americana prepara para lançar um novo disco de inéditas no ano que vem. No momento, o baterista Taylor Hawkins está divulgando seu álbum solo, “Get the Money”.

>>

Do Weezer ao Júnior Groovador, Nirvana une tribos e rouba a cena no primeiro final de semana do Rock in Rio

>>

Entre as diversas generalidades que ocuparam o Rock in Rio neste primeiro final de semana, chamou a atenção um depoimento de Dave Grohl no sábado, ao relembrar o Nirvana.

Na parte final do show do Foo Fighters, Dave ofereceu a antiga canção “Big Me”, presente no disco de estreia do FF, ao Weezer. Tudo porque, horas antes, Rivers Cuomo e Cia. tocaram “Lithium”, do Nirvana, que Grohl disse ter assistido do backstage e… chorado.

Ex-baterista do grupo, Dave relembrou a primeira vez que veio ao Brasil, justamente com o Nirvana, para o Hollywood Rock. “Foi a primeira vez que tocamos para mais de 100 mil pessoas”, disse, fazendo referência ao show de São Paulo, que arrastou 110 mil pessoas ao Morumbi para ver a maior banda do mundo naquele momento, certamente em um de seus shows mais caóticos na carreira.

“Eu estava no backstage e ouvi o Weezer tocando Lithium. E eu tenho que ser honesto: eu chorei um pouquinho. Foi tão bom! Eu tenho saudade de tocar essa música”, confessou Grohl.

300919_davegroovador

Em outra passagem, essa de alegria, o Fantástico flagrou Dave dando um abraço efusivo em Júnior Groovador, baixista potiguar que viralizou na web ao botar uma pitada de forró em “Smells Like Teen Spirit”, que rendeu uma versão ao vivo, no palco do Rock in Rio, com o Tenacious D, banda do ator Jack Black. Dave disse que Groovador “é o cara” e que correu para ver a apresentação.

O Nirvana vive.

>>

Fuçando os próprios arquivos, Foo Fighters libera raridades e covers de Arcade Fire e Dead Kennedys

>>

101214_foofighters

Atração do Rock in Rio neste sábado, o Foo Fighters segue liberando arquivos de apresentações ao vivo antigas em seus canais oficiais, como forma de aquecimento para as comemorações de 25 anos do lançamento do disco de estreia do grupo, que serão completados ano que vem.

A nova leva de arquivos inclui versões cover da banda de Dave Grohl para canções tocadas na época do lançamento do álbum Echoes, Silence, Patience and Grace, em 2007.

Entre as faixas está uma reedição de Keep The Car Running, do Arcade Fire, gravada no Six Weeks of Summer da BBC Radio 1. Outra canção presente no pacote é uma versão para Holiday in Cambodia, do Dead Kennedys, no VMA da MTV em 2007, com a presença de Serj Tankian, do System of a Down, nos vocais.

Outras músicas presentes no EP são If Ever, lado-b do hit The Pretender, e uma versão demo de Come Alive.

>>

Noel Gallagher zoa Dave Grohl e diz que vai criar uma petição para o Foo Fighters se separar

>>

290819_noelff

No último final de semana, o Foo Fighters foi a principal atração dos festivais ingleses de Reading e Leeds. Em uma das apresentações, o vocalista Dave Grohl e o baterista Taylor Hawkins, que botou uma foto dos irmãos Liam e Noel Gallagher em seu instrumento, disseram que iriam abrir uma petição para a volta do Oasis, justo nessa semana em que se completam 10 anos do fim da banda.

Pois bem. Noel Gallagher sacou a repercussão e deu sua resposta daquele jeito, no palco, na noite de ontem, durante show em San Diego.

Primeiro, Noel perguntou se haviam fãs do Oasis no local. Prontamente respondido, ele entrou no assunto. “Alguém por aí vai assinar a petição do Dave Grohl para que a gente se reúna? Pois eu gostaria de criar uma petição para que o Foo Fighters se separe”, sugeriu o músico inglês, com seu humor peculiar, indicando que os fãs poderiam se dirigir à banca de merchandising. Haha. Em seguida, ele ofereceu a canção “Black Star Dancing” para o “Tio Dave”.

Vale lembrar que Oasis e Foo Fighters possuem boa relação de longa data e a resposta do Noel não passou de uma zoeirinha básica. Ou não…

>>

O mundo quer a volta do Oasis, parte 2 – Foo Fighters estampa bateria com foto de Noel e Liam e quer petição por uma reunião

>>

260819_foofighters_oasis2

Fã confessos do Oasis desde sempre, Dave Grohl e Taylor Hawkins resolveram prestar uma homenagem e fazer uma pressão de leva pela volta do grupo dos irmãos Gallagher.

Na noite do último domingo, no show no Reading Festival, a banda norte-americana botou uma foto dos brothers de Manchester na bateria e deu algumas declarações no palco.

Antes de tocarem a cover de “Under Pressure”, o baterista Taylor Hawkins disse que “um dia desses teremos o Oasis de volta”.

Logo em seguida, Dave completou: “Nós estamos tentando. Quantas pessoas querem ver o Oasis fazer um show? Nós estamos tentando. Vamos assinar uma petição. Todos aqui, ok?”. Logo depois, Hawkins zoou dizendo que a reunião ainda não aconteceu porque Liam e Noel têm dinheiro demais.

Os caminhos de Oasis e Foo Fighters se cruzam há pelo menos 15 anos, quando o grupo de Grohl abriu alguns shows da banda britânica. Em 2017, foi a vez de Liam Gallagher fazer shows de abertura para os americanos, em rolês que renderam até uma cover impagável de “Come Together”, dos Beatles, na Califórnia.

>>