Em garbage:

Top 10 Gringo – O “mundo” é do Dry Cleaning. Nem o ótimo Lil Nas X conseguiu impedir. Mas vamos seguir em frente, como diz o Jungle

>>

* Segue agitado o mundo gringo de novidades musicais. Uma semana que olhamos até para o que tem de mais pop no universo, mas sem esquecer do indie. Inclusive, premiando pela segunda vez seguida nossa banda da vez. É nossa culpa ou deles? E olha que a disputa foi bem apertada. Mas o coração (e a guitarra) falou mais alto.

lilquadrado

1 – Dry Cleaning – “Unsmart Lady”
Segue nossa obsessão pela nova banda pós-punk inglesa Dry Cleaning. Uma obsessão que agora cada vez mais é do mundo todo, como analisamos em um post sobre as críticas que “New Long Leg”, seu álbum de estreia, vem recebendo agora que veio à luz, na última sexta-feira. Nossa predileta da vez é a absurda “Unsmart Lady”, o novo single, um som tipicamente quase falado que pega as ofensas que as mulheres recebem quando são desacreditadas e diminuídas e as arremessa nos agressores. Que banda!

2 – Lil Nas X – “Montero (Call Me by Your Name)”
Lil Nas X chegou pesado aqui, ainda que demonstrando uma leveza sonora incrível. Uma música onde resolve contar sobre uma paixão das mais fortes, de peito aberto. Pensando em sua história, ele mesmo relata que não planejava abrir questões da sua sexualidade assim, mas que, se isso ajuda outras pessoas a ficarem mais livres, é necessário. Este cara é bom.

3 – Jungle – “Keep Moving”
Que som esperto este novo da ótima dupla funk-soul-brother Jungle, dos produtores Josh Lloyd-Watson and Tom McFarland, que deu a largada para um novo e necessário álbum deles. “Keep Moving” é um mantra de superação que balança bem os graves do seu foninho. Segura esta.

4 – Demi Lovato – “Anyone”
Demo Lovato passou por poucas e boas por conta das drogas, para dizer o “mínimo”. Neste ainda complicado pós-reabilitação, seu novo disco tem canções dolorosas, como “Anyone”, um grito desesperado por ajuda desesperado, daqueles dados quando parece que ninguém mais pode te ajudar. Não é sempre que divas pop abrem a real desta maneira.

5 – Olivia Rodrigo – “Deja Vu”
A gente não ia deixar o fenômeno Olivia Rodrigo passar batido. Tudo bem que não demos o moral devido para o primeiro single dela, o hit “Drivers License”, mas até que funcionou essa espera. Curtimos bem mais este som novo.

6 – St. Vincent – “The Melting of the Sun”
É meio chover no molhado que a St. Vincent tem uma das guitarras mais espertas do mundo hoje, mas é preciso reforçar isso. Nesta balada, segundo single de seu álbum “Daddy’s Home”, que sai no próximo 14 de maio, ganhamos de presente um senhor solo de guitarra, que nem parece com solo de guitarra, mas é, sim. É uma coisa tão fora da curva que até fica difícil reparar no que veio antes ou depois desse evento nesta música.

7 – Angel Olsen – “It’s Every Season (Whole New Mess)”
Angel Olsen parece ter gostado da experiência de revistar suas próprias músicas. No álbum “Whole New Mess”, de 2020, ela buscou parte do repertório do seu disco de 2019, “All Mirrors”. Agora, em um álbum que vai reunir as duas experiências, solta essa inédita que é justamente a releitura de uma das inéditas do disco de releituras. Deu para entender?

8 – Royal Blood – “Limbo”
A gente vem cobrindo aqui a virada que o Royal Blood anda dando em seu som – aproximando suas raízes roqueiras de um som mais dance. Dessa safra, “Limbo” talvez seja a obra mais bem acabada, ao conseguir colocar esses dois universos, que às vezes são tão distintos, em uma conversa agradável.

9 – The Joy Formidable – “Into the Blue”
Talvez a nossa banda favorita do País de Gales, hoje. O grupo mantém sua habilidade de melodias certeiras e dinâmicas espertas de andamento e volume nesse retorno às atividades com um belo single que anuncia um novo álbum ainda sem nome. Que venha formidável.

10 – Garbage, “The Men Who Rule the World”
Uma porrada do Garbage nos responsáveis por colocar nosso mundo em risco – sim, os terríveis capitalistas. Shirley Manson mira em quem patrocina violência, pobreza, machismo e outras catástrofes do mundo.

****

****

* A imagem que ilustra este post é rapper e cantor Lil Nas X.
** Repare na playlist. A gente inclui as 10 mais da semana, ou quase isso, mas sempre deixa todas as músicas das semanas anteriores. Pensa no panorama que isso vai dar conforme o ano for seguindo…
*** Este ranking é formulado por Lúcio Ribeiro e Vinícius Felix.

>>

Popnotas – A volta descrente do Garbage, o formidável Joy Formidable, Gary Numan passando o “car” na indústria e o festival Afromusic

>>

– Vem aí a segunda edição do Festival AFROMUSIC. Registrada no Teatro de Contêiner, no centro de São Paulo, o evento rola no dia 09, 10 e 11 de abril, a partir das 19h, no canal do YouTube do Universo Afromusic. Jup do Bairro, Gê de Lima, Izzy Gordon, Renato Gama, Biel Lima, Fabriccio, Mental Abstrato com a rapper baiana Mana Bella, a Banda Nova Malandragem com Walmir Gil, Ballet Afro Koteban e o Bloco Afro Afirmativo Ilu Inã são atraçõess. A programação ainda traz entrevistas sobre a construção do DNA musical afro-brasileiro.

– O Garbage, a incrível banda de outrora (anos 90) liderada por Shirley Manson, está de volta após cinco anos de silêncio. “No Gods No Masters”, sétimo álbum do grupo, chega no dia 11 de junho. “The Men Who Rule the World” é o primeiro single e já está disponível. Nas palavras de Shirley, esse novo álbum é “a nossa maneira de tentar entender o quão louco o mundo é e o caos surpreendente em que nos encontramos. É o álbum que sentimos que tínhamos que fazer neste momento”.

– Outra banda maravilhosa tocada por um mina está de volta: The Joy Formidable, de Ritzy Bryan (foto na home). Os galeses soltaram um excelente single chamado “Into the Blue”, que deve fazer parte de um álbum novo que vem por aí, mas do qual ainda não temos tantas informações, já que a banda só mencionou que estão finalizando a arte da capa e tal. Porém, temos um vídeo classe de “Into the Blue”, né, Ritzy?

– Por falar em sumidos. Outro que reapareceu foi o veteraníssimo músico inglês Gary Numan, do para sempre inesgotável hit “Cars”. “Saints and Liars” é o primeiro single do que será seu 18° (!!!) álbum solo, “Intruder”, sucessor do seu álbum de 2017, “Savage: Songs from a Broken World”. Como lembra a inglesa NME, Numan é um dos músicos que bate forte na questão urgente de quão mal os streamings pagam pelo trabalho dos artistas. Teremos um álbum “político”, pelo contexto e pelo título dele, parece.

>>

Garbage comemora turnê com o Blondie da melhor forma possível: lançando música inédita

>>

300516_garbage2

Para comemorar a turnê Rage and Rapture, que está atualmente em curso junto com o mítico Blondie, o Garbage soltou nesta sexta-feira uma música inédita, chamada “No Horses”.

A canção é a primeira do grupo desde “Strange Little Birds”, o bom disco de estúdio lançado ano passado, e tem pegada política, “em uma linha Patti Smith”, revelou em entrevista o músico e produtor Butch Vig.

A turnê do Garbage com o Blondie discorre pela América do Norte e começou semana passada em Mountain View. As datas vão até o fim de agosto, quando o rolê se encerra em Dallas. No meio disso tudo, as bandas ainda terão outras atrações convidadas, entre elas as Deap Valley.

>>

Garbage confirma shows em São Paulo e Rio de Janeiro para dezembro

>>

300516_garbage2

Foi no fim de maio que a eterna diva Shirley Manson prometeu, em entrevista exclusiva à Popload, que o Garbage viria ao Brasil ainda em 2016. Dito e feito. A banda que fez grande sucesso nos anos 90, deu uma sumida nos 2000, mas retomou um caminho interessante nos últimos anos, fará dois shows no país em dezembro.

Na estrada com o disco novo “Strange Little Birds”, o grupo vai se apresentar dia 10 de dezembro no Tropical Butantã, em São Paulo, e no dia seguinte no mítico Circo Voador, no Rio de Janeiro.

Em São Paulo, os ingressos de 1º lote variam entre R$ 200 e R$ 500 em preços de inteira, incluindo pista comum, premium e camarote. Levando 1kg de alimento não perecível, paga meia. Para o show do Rio, os preços são R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). O Garbage ainda vai tocar no Chile e na Argentina.

>>

Olha a Shirley sendo linda como se fosse 1996. É o Garbage em ação no Kimmel

>>

210616_garbage2

A veterana banda Garbage, liderada pela inoxidável Shirley Manson, está na estrada divulgando seu novo e bom disco, “Strange Little Birds”.

A mais recente ação promocional da banda foi no programa do Jimmy Kimmel, no palcão outdoor. Lá, tocaram a nova “Empty” e a clássica “Push It”.

O grupo deve aparecer no Brasil ainda em 2016. Palavras da própria Shirley, em recente entrevista exclusiva para a Popload.

>>