Em Gary Numan:

Um festival para indie raiz não botar defeito. Vem aí o Cruel World, com Morrissey, Blondie, Bauhaus e grande elenco. Só que na Califórnia…

>>

Morrissey Performs at The Anthem in Washington, D.C.

A “velharada indie”, com todo o devido respeito, está em festa. É que a gigante Goldenvoice, produtora responsável por eventos como o Coachella, resolver fazer um festival voltado para a galera que já era indie lá nos anos 80.

Dia 2 de maio, a cidade de Carson, na Califórnia, vai receber o Cruel World, festival que reunirá grandes ícones da new wave, do pós-punk, do gótico e tudo mais.

Entre as atrações estão Morrissey, o Bauhaus com formação original, o Blondie, o Devo e o Echo and the Bunnymen. Tem ainda Gary Numan, Marc Almond, KVB, Violent Femmes, The Psychedelic Furs, Public Image LTD. e até o She Wants Revenge. Pensa…

Os ingressos serão colocados à venda nesta sexta-feira, 14 de fevereiro. Animou?

110220_cruel

>>

Após lançar disco de raridades, METZ oferece de graça três covers, incluindo uma para “M.E.”, do Gary Numan

>>

Trupe canadense que é adorada pela turma mais roqueira pelos lados da Inglaterra, o METZ anda desovando gravações que até então estavam engavetadas neste ano.

Mês passado, o grupo lançou “Automat”, um disco que junta raridades e canções lado-b, gravadas a partir de 2009. Na época do lançamento, o vocalista Alex Edkins disse que a banda sempre esteve fazendo música em um ritmo frenético nos últimos 10 anos, mas que nunca tirou tempo para poder “olhar para trás” no que eles vinham fazendo. “Com o álbum,é uma oportunidade de dar uma pausa, respirar, e dar uma olhada no que já fizemos. É uma carta aberta de amor pelos lugares incríveis por onde passamos e as pessoas maravilhosas que conhecemos”.

Acontece que, além do disco em si, o METZ soltou em sua versão vinil um material bônus em 7″ com três covers: “Pig”, do Sparklehorse, que já havia saído em um lançamento no Record Store Day, “I’m a Bug”, cover do Urinals, e ainda “M.E.”, cover inédita do icônico Gary Numan.

As três faixas estão disponíveis, também, de forma gratuita nos canais da banda na internet e podem ser conferidas abaixo. O grupo também trabalha em seu próximo disco de inéditas, sucessor de “Strange Peace”, lançado em 2017.

>>

Nine Inch Nails divulga vídeo lindão tocando “Metals”, do Gary Numan. Com o Gary Numan, no caso

>>

120718_nin_2

Mês passado, noticiamos aqui que o incrível Nine Inch Nails havia retomado seus shows e vinha oferecendo algumas surpresas para lá de agradáveis no palco. Uma delas consistiu em uma releitura de “Metals”, do distinto Gary Numan, em uma apresentação em Las Vegas. Detalhe: com participação do próprio Numan.

A boa notícia é que este encontro ganhou agora um vídeo oficia, registrado pela produção do NIN. A faixa foi lançada originalmente no ano de 1978 no discaço “The Pleasure Principle”.

O grupo de Trent Reznor lançou mês passado o disco “Bad Witch”, que foi originalmente planejado como o terceiro EP de uma trilogia, que se iniciou em dezembro de 2016 com “Not the Actual Events”, continuou no meio de 2017 com “Add Violence” e estava programada para terminar no fim do ano passado. Reznor levou a ideia mais adiante e expandiu o EP para um LP (apesar de ter apenas seis faixas e 30 minutos).

>>

Retro-setembro. Heróis dos anos 80, PIL, Human League, OMD e Gary Numan devem tocar aqui no segundo semestre

>>

* Ah, os anos 80. A galera saudosa da new wave e afins tem motivos para comemorar 2018. Para depois que o Depeche Mode passar, e depois que o Pretenders passou, setembro pode estar reservando momentos de agitos retrô. O Madame Satã ainda funciona?

pil

Galera do Uruguai e da Argentina espalha, ainda extra-oficialmente, que o grande PIL, banda dois do ex-punk sempre doido Johnny Lydon (foto acima, ex-Rotten, Sex Pistols, enfim), tem confirmada uma turnê pela América do Sul, Brasil incluído, que vai percorrer a região da segunda quinzena de agosto até setembro. Por aqui, também nada ainda oficialmente revelado. Mas a turnê do Public Image Ltd. por aqui é séria, sim.

omd

Em forma de pacote, três nomes famosíssimos nos 80 estão armando shows por aqui também, à parte a tour do PIL.
A banda inglesa Human League e a conterrânea Orchestral Manoeuvres in the Dark (OMD, foto do duo acima) devem desembarcar em terras latinas para uma tour conjunta, trazendo a reboque outra interessante figura carimbada da época, o cantor new wave Gary Numan, que já foi tão grande quanto, sei lá, os Gallaghers.

Os três nomes ainda soltam disco e fazem shows cheios pela Europa toda.

O OMD lançou no final do ano passado seu 13º álbum, “The Punishment of Luxury”, e excursionou com ele até pelos EUA.

O Human League fez turnê gigante nos dois últimos anos e lançou uma coletânea e uma caixa de vinis para fãs algo recentemente. Em 2014, seu grande hit, a maravilhosa “Don’t You Want Me”, voltou ao top 20 nas paradas britânicas porque um time escocês, o Aberdeen, foi campeão e resgatou a música nas arquibancadas, com a letra mudada. O Reino Unido não dá, de tão legal.

O Gary Numan, 60 anos, lançou disco novo no ano passado que chegou a número 2, na parada da Inglaterra. E desde então excursiona com shows pela Europa.

gary1

Gary, acima, como herói da new wave. Abaixo, Gary right now

Gary-Numan-850136

A foto que ilustra a home da Popload para este post traz o Human League hoje.

Todo mundo vivão!!!

>>

Um olhar nas sessions da KEXP, estrelando Chvrches, No Age e… Gary Numan

>>

Um dos grandes lances da música, sempre achei, são as live sessions que antigamente só as rádios faziam. Depois migrou para a TV, agora internet. Estão aí as Popload Sessions que não me deixam mentir.

Vira e mexe, ouço uma das minhas estações de rádio favoritas, a KEXP, de Seattle. Ela oferece praticamente uma session por dia, na maioria feitas por bandas novas, mas também sempre com espaço para veteranos.

O barato é que nos últimos tempos a KEXP tem disponibilizado suas sessions em seu canal no YouTube e tem tudo lá registrado, em áudio e vídeo. Em HD ainda por cima.

Como minha visita ao canal é frequente, reparei que entre outros nomes passaram pelos estúdios da rádio de Seattle (ou gravaram shows especiais) recentemente estão a novíssima e adorada banda escocesa Chvrches, o não tão novo No Age (que participou do primeiro Popload Gig lá em 2010) e o veterano Gary Numan, um dos responsáveis e pioneiros em fundir o rock com a música eletrônica na virada dos anos 70 e 80. Lembra de “Cars”? Ela está heavy metal hoje em dia.

Servidos?