Em georgia:

Às vésperas do novo disco, Georgia lança a música sobre 24 horas na balada

>>

Captura de Tela 2020-01-09 às 5.34.24 PM

* Amanhã, sexta, será lançado o segundo álbum da inglesa Georgia Barnes, mais conhecida mesmo como Georgia. O álbum se chama “Seeking Thrills” e é bom prestar atenção especial nele. E nela. 2020 parece ser mesmo o ano de Georgia.

A começar hoje pelo lançamento de um single, o electropop dançantíssimo “24 Hours”, que obviamente vem com vídeo.

Uma espécie de “Grimes meets La Roux” com uma das carreiras mais insólitas da música nova, sem ser tão nova, Georgia é uma ex-jogadora de futebol. Jogou no Arsenal, de Londres. Trocou a chuteira pelas baquetas e virou baterista. Toca (e canta) de pé, regendo o público enquanto espanca seu kit próprio de bateria. Está na música desde o berço: é filha do grande Neil Barnes, um dos fundadores do Leftfield, patrimônio da música eletrônica britânica dos anos 90, grupo muito querido dos indies na época.

No último Glastonbury Festival, de tantos shows marcantes, Georgia teve sua performance elogiadíssima.

Essa “24 Hours” lançada hoje, segundo os seus informes a sua música mais pop até hoje, é inspirada num rolê recente seu por festas em Berlim, indo de clube em clube numa mesma noite. Ou num mesmo dia inteiro.

O single e seu respectivo vídeo são assim:

>>

Podcast Popload – A resistência ao tempo, que foi especial aqui, ganha voz e música e vai para o ar

>>

* No começo do mês, em post oferecido pelo TNT Energy Drink, a Popload trouxe aqui um especial sobre a resistência ao tempo de cinco grandes nomes do rock.

Foto sem data Charlie Watts, Keith Richards, Mick Jagger e Ron Wood, integrantes da banda Rollings Stones.

Esses nomes pensados, de astros que envelheceram (e bem) aos olhos do público, foram de Mick Jagger (75 anos) e seus companheiros de Stones, os da foto acima; U2 (todos os quatro integrantes estão chegando nos 60; Bono tem 59); Iggy Pop (72) anos; Debbie Harry, do Blondie (73); e nossa Patti Smith (72), grande atração do Popload Festival deste ano, em novembro.

Para ilustrar ainda mais essa ilustre amostra de ídolos que não tinham em quem se inspirar e construíram suas trajetórias percorrendo momentos revolucionários que lhe permitiram e permitem ainda, todos, resistir ao tempo, a gente organizou um podcast para uma história oral dessa resistência, outro produto também com oferecimento da TNT.

Aproveitamos também para alargar esse especial, assinalando também, com música tocada, algumas bandas novas que fazem canções com gêneros que resistiram ao tempo. Alguns dos exemplos são os punks do Idles e a já musa dance linha “pista de dança” da Georgia, dois grandes exemplares da nova música britânica. A gente explica melhor no podcast.

Esse podcast “Resistência ao Tempo na Música: vai ser colocado na Popload Radio, rádio deste blog, durante esta semana e por diversos horários.

Entra hoje às 22h e tem várias reprises programadas. Anote:
– amanhã, quarta, 16h
– quinta, 11h
– sexta, 20h
– sábado, 12h
– domingo, 18h

** A Popload Radio pode ser ouvida em aplicativos. Tem app para iPhone e para celulares do sistema Android. Pode ser ouvida por aqui mesmo, neste site, na barra principal acima. Também é alcançada no Facebook da Popload/Popload Gig, no item “Popload Radio”, na barra à esquerda.
 E está disponível no TuneIn, a plataforma americana de streaming ao vivo, que tem milhares de rádios cadastradas.

*** A Popload Radio está sendo carregada com músicas novas e as nem tão novas, mas básicas para as nossas vidas. Tanto gringas quanto as da nossa CENA. Uma nova programação está em curso, para ir entrando aos poucos. Aguarde novidades contínuas.

>>

Um momento marcante do Glasto 2019 (parte 3): ex-jogadora do Arsenal, a cantora, produtora e baterista Georgia sai do Glastonbury como a grande aposta da música inglesa

>>

Foto: Louise Mason

Foto: Louise Mason

Era sexta-feira, 28 de junho, 2 da tarde, quando uma mulher, baterista, subiu no palco Park para fazer um dos shows sensações do Glastonbury 2019. O nome da moça é Georgia Barnes, ou, simplesmente, Georgia.

Além de baterista, Georgia também canta e é produtora. Surgiu na região norte de Londres há mais ou menos quatro anos com seu disco de estreia homônimo, depois de fracassar, veja bem, no FUTEBOL. Georgia foi atleta do Arsenal, famoso time inglês, mas trocou a bola pela bateria (que ela toca em pé, regendo o público com suas baquetas).

O show, dizem, é dos mais cheios de energia no indie hoje. Com canções sólidas e que nos levam facilmente para os anos 80, Georgia, horas depois de seu show, dividiu palco com o Hot Chip e vem sendo considerada como “the next big thing” no Reino Unido.

Com contrato assinado com a cool Domino Records, Georgia é dona de uma das músicas mais tocadas no ano na Inglaterra, “About Work The Dancefloor”, considerada uma das músicas do verão europeu.

Atração de diversos festivais nas próximas semanas, ela tem só um show solo marcado para Londres, no clubinho Scala, em novembro, com ingressos custando apenas £13.50. A essa altura, já devem ter se esgotado.

Olho na menina. E repara a galera cantando cada palavrinha de “About Work The Dancefloor”.

>>

Popload no CMJ. Um monte de banda britânica nova tomou a Rough Trade. E a gente conta como foi

>>

* Ainda sobre a CMJ Marathon… Nosso último olhar sobre o que aconteceu com o recém-terminado importante festival de bandas novas que é realizado espalhando por clubes e casas de show de Manhattan e Brookyn.

Nossa enviada especial Isadora Almeida relata sobre o showcase da BBC, o “Introducing”, que ocupou a incrível loja de discos Rough Trade, no Brooklyn, com apresentação das bandas The Big Moon, The Jacques, Georgia, Clean Cut Kid e Vaults, tudo nome novo da cena inglesa. O mestre de cerimônia foi o figuraça Huw Stephens, galês que é cria da Radio One inglesa e anima as noites da rádio da BBC.

Era a primeira vez de quase todas as bandas ali em Nova York e claramente eles estavam se equilibrando entre a alegria e o nervosismo durante os concertos no palco cool dos fundos da grande loja.

The Jacques, banda de Bristol, abriu a noite para os poucos que estavam ali, no horário. Os moleques (são muito moleques mesmo; devem estar na casa dos 18 anos no máximo) é mais um filhote do britrock que a gente já conhece . A música “This Is England” é grudenta, fiquei com ela na cabeça dias depois do show. Se eles estavam nesse palco é porque são bons, selo BBC de qualidade que raramente erra. Vamos aguardar as novas andanças desse The Jacques.

Logo depois dos moleques foi a vez das molecas The Big Moon subiram ao palco. Ali a casa já contava com um público mais numeroso e bem mais animado. A felicidade em estar tocando pela primeira vez na Big Apple era visível, pois elas agradeciam constantemente a oportunidade. Quando venceram o nervosismo a custa de cervejinhas, pediram para o pessoal chegar mais perto do palco e se divertir com elas.

“The Road” é uma delícia ao vivo. Big Moon já apareceu algumas vezes aqui na Popload e elas são realmente boas. A vocalista Juliette domina bem o palco e sabe comandar a parada. Ponto alto do show foi um cover invocado de “Beautiful Stranger”, que mal dava para associar à original, da senhora Madonna…

Depois veio a Georgia, baixinha treta que lançou um dos melhores álbuns de 2015 (na minha humilde opinião). Foi uma surpresa ver a garota cantando e tocando bateria, só ela e uma parceira no palco… Vendo a Georgia ao vivo fica claro que ela não precisa de mais ninguém. Tinha um pessoal dançando todas as músicas, mesmo a vendo pela primeira vez em ação. Georgia parecia estar bem surpresa que sequer tinha gente assistindo o show dela (Não seja tão modesta, Georgia, seu álbum é incrível!). “Nothing Solutions”, single mais poderoso do disco, foi o escolhido para registro em vídeo.

Clean Cut Kid é daquelas bandas que nenhum integrante tem ligação com o outro na banda, entende? É uma fofura ver essa mistura maravilhosa! Foi o show que o pessoal mais se divertiu, e eu fiquei com um sorriso no rosto o show inteiro. Muito bom. Dá uma olhada nessa “Runaway”, que abriu o show deles.

The Jacques

THE JACQUES

Big Moon

THE BIG MOON

Georgia

GEORGIA

Clean Cut Kid

CLEAN

>>