Em glastonbury:

Glastonbury Festival 2022 anuncia sua primeira e mais jovem atração headlinder da história. Billie Eilish comanda a noite nobre de sexta-feira no palco da pirâmide

>>

* Maior e segundo mais querido evento de música do mundo (cóf), o gigantesco Glastonbury Festival anunciou hoje a grandessíssima atração de sua edição 2022, a da volta. A menina Billie Eilish, 19 anos, vai estrelar o fantástico Pyramid Stage, se tornando a mais jovem atração da história do festival britânico em seus 51 anos.

Eilish se apresenta na noite de sexta, 24 de junho do ano que vem. O Glasto, evento de quatro dias que vai acontecer de 22 a 26 de junho, já está esgotadaço. Todos que fizeram o festival sold out no cancelado 2020, a famosa edição dos 50 anos, vai poder usá-lo em 2022. Talveeeeeez uma nova carga de ingressos apareça no ano que vem para ser comprada, devido a desistências de quem o tinha adquirido no ano passado.

Billie Eilish, que vai encarar o famoso palco da pirâmide com 20 anos de idade, leva ao Glasto 2022 dois álbums bombados nas costas. O de estreia, “When We All Fall Asleep, Where Do We Go?”, de 2019, quando ela se apresentou “pequena” no Other Stage, do Glasto, e o recém-lançado “Happier than Ever”, que saiu há dois meses.

glasto

Popnotas – O Novas Frequências em livro. A BBC liberando tesouros do Glastonbury. Amy Taylor encarando Dave Grohl e Liam Gallagher em Madrid. E os melhores do (meio) ano no episódio da semana do Popcast

>>

– Um dos mais importantes festivais independentes do Brasil virou livro. O especialíssimo Novas Frequências, evento anual de música experimental e arte sonora, criado e conduzido pelo batalhador iluminado Chico Dub, acaba de lançar “Estudando o som: 10 anos do Festival Novas Frequências”, antologia de textos lançada pela Numa Editora. São 20 textos de convidados que explicam como o NF difunde ensinamentos, reflexões e alargamentos das possibilidades musicais e trazem análises da arte sonora das cenas do Rio, São Paulo e Bahia. Nesta quinta, dia 24, às 19h, acontece um bate-papo no canal da Numa Editora no Youtube, envolvendo o produtor Chico Dub e alguns dos escritores do livro, como Carlos Albuquerque e Pérola Mathias, entre outros. A mediação é de Guilherme Werneck, da “Revista Bravo”. O livro “Estudando o som: 10 anos do Festival Novas Frequências” tem 320 páginas, esta capa abaixo e pode ser comprado aqui, por R$ 63.

Captura de Tela 2021-06-21 às 1.34.10 PM

– Vale ficar de olho no canal do Youtube da BBC Music. Eles têm postado direto arquivos preciosos de apresentações de Glastonbury antigas e do programa “Later…”, do grande apresentador-músico Jools Holland. Só para citar alguns que apareceram nas últimas horas, temos performances de bandas e gente como o grupo inglês de rap De La Sol no Glastonbury 2014, a banda americana Scissor Sisters no mesmo festival, dez anos antes, o genial James Brown se sentindo good no Glasto 2004 também, o Verve tocando lá a maravilhosa “Bittersweet Symphony” lá em 2008… Olha, são incontáveis. Vamos botar aqui embaixo dois vídeos aleatórios e lindos.

– Ok, outro post do Foo Fighters no mesmo dia é demais. Mas tem uma causa. O anúncio do show de Madrid, no dia 20 de junho do ano que vem, daqui a um aninho, do grupo americano com abertura de Liam Gallagher (foi o Liam que postou sobre a gig) e da banda australiana Amyl and the Sniffers. E é aqui que a gente quer jogar o foco. Não no FF nem no Liam. Na Amyl and the Sniffers, a banda punk da loirinha Amy Taylor, de Melbourne. Rising star da cena indie australiana e já grandinha na Inglaterra, prepara o lançamento até o final deste ano do seu segundo disco, guardado a sete chaves. Amy (foto na home) colabora com seu vocal estridentemente lindo na esperta “Nudge It”, música do duo inglês Sleaford Mods que está no mais recente disco da banda, “Spare Rib”, lançado no comecinho do ano. Ela também aparece no vídeo da música. E o pôster desse dia bacana que Madrid vai poder ver no ano que vem é assim:

posterfoos

– No ar, no Spotify, a edição corrente do Popcast, o podcast da Popload apresentado pela diva indie Isadora Almeida e pelo editor desta parada aqui, o tal Lúcio Ribeiro. O episódio desta semana já elenca os principais discos brasileiros lançados neste 2021, claro, no corte de junho. Ou seja, os melhores álbuns da CENA desta metade do ano. O que deu? Sem spoiler, vai lá ouvir. Tem a lista de melhores de cada um, o pódio das três músicas mais legais da semana, o bloco das efemérides e, também, tudo do episódio resumido numa playlist linda.

popcast

>>

Popnotas – O museu do Dylan. Um “Hey” do Gaspard, do Justice. Os faladores do Glastonbury. E r.i.p. para o Pervis Staples

>>

– Gaspard Augé, metade da dupla francesa Justice, que marcou época na eletrônica “ácida” do fim dos 2000, vem aí de álbum solo, seu primeiro. “Escapades” chega no mês que vem, mais precisamente no dia 25 de junho. Do disco já conhecemos dois singles, “Force Majeure”, que saiu há 3 semanas, e “Hey”, revelado hoje. Em declaração, Augé contou que sua viagem nessa produção é “reimaginar a música clássica europeia para o século 21”. Ambicioso, né? Mas escute “Hey”, que dá pistas auditivas para entender o que ele está falando. Só achamos engraçado que a versão do vídeo está com um minuto só, enquanto a dos streamings tem quatro e tanto. Que será que rolou? Ou perdemos algo aqui?

***

– Temos que falar da nossa chance de curtir o Glastonbury. De casa, óbvio. O evento online global Live At Worthy Farm, que rola nos dias 22 e 23 de maio, acabou de anunciar mais algumas atrações. Agora PJ Harvey, Jarvis Cocker, Kae Tempest, George The Poet, Kurupt FM, Little Amal, Caleb Femi surgem na lista do festival para uma apresentação de spoken words. Atrações de falação. Na parte musical, vale relembrar que teremos Coldplay, Damon Albarn, HAIM, IDLES e Jorja Smith em uma transmissão de cinco horas, com mais atrações a serem confirmadas, semana que vem parece. Para colar virtualmente na Pyramid Field é só comprar os ingressos em https://glastonburylivestream.seetickets.com/content/ticket-options, onde também estão disponíveis mais detalhes, tipo horários diferenciados por região e preços.

***

– Vem aí um museu em homenagem ao Bob Dylan. Nada mal para o nosso Nobel de literatura, que por acaso é o maior cantor folk da história, dizem. O Bob Dylan Center será inaugurado em 10 de maio do ano que vem com estrondosos 100 mil objetos dos arquivos do lendário músico. Manuscritos, gravações, filmes e fotografias inéditas, entre outras preciosidades relativas aos 70 anos de carreira de Dylan, vão rechear o museu. Uma das atrações mais legais parece ser uma sala de estúdio que vai reproduzir para os visitantes a experiência de uma sessão de estúdio do homem. Pensa. O Museus será em Tulsa, no Oklahoma. Quando pudermos andar pelo mundo de novo, quem sabe, né?

***

– Pervis Staples, co-fundador do grupo The Staple Singers, morreu aos 85 anos. Embora seu falecimento tenha sido no dia 6 de maio, o anúncio só aconteceu hoje, sem a divulgação da causa. Seu conjunto com o pai e suas irmas, que ficou em atividade, atenção, entre 1948 e 1994, é sem dúvida um dos principais grupos da história do soul dos Estados Unidos. Os indies mais desatentos no mínimo devem conhecer uma de suas integrantes, a Mavis Staple, irmã de Pervis e a única integrante do grupo ainda viva. Ela é uma grande amiga do Jeff Tweedy, do Wilco, que não só produziu como escreveu um disco inteiro para ela cantar, o lindo “If All I Was Was Black”, de 2017. Sobre seu irmão, Mavis escreveu: “Ele gostaria de ser lembrado como um homem justo, sempre disposto a ajudar e encorajar os outros. Ele era um dos mocinhos e viverá como uma verdadeira lenda de Chicago”. RIP, Pervis.

>>

Xi! O inglês Glastonbury, o maior festival do mundo, tem sua edição 2021 oficialmente cancelada

>>

* Para gente já ir pensando por aqui e rezar por dias melhores com políticos melhores. O gigantesco festival Glastonbury, o maior e mais tradicional evento de música do planeta, que SERIA realizado no final de junho deste ano que só está começando, acaba de ser cancelado.

O Glasto 2021 disse hoje no Twitter que não reúne logística possível para fazer o evento acontecer. Lembrando aqui que a Inglaterra está vacinando sua população desde novembro, têm vacina própria, boas relações com Índia e China e não vimos notícias de que tem habitante burlando protocolos de vacinação em seu território bem menor e mais controlável que o, por exemplo, Brasil.

O comunicado de Michael e sua filha Emily Eavis, que juram ter movido “os céus e a Terra para o evento acontecer, diz: “With great regret, we must announce that this year’s Glastonbury Festival will not take place, and that this will be another enforced fallow year for us. Tickets for this year will roll over to next year”.

* Essa notícia do Glasto cancelado é péééssima para a música mundial.

gasto

>>

Maaais registros legais do Glastonbury 50 anos. Do Radiohead ao Metallica, do IDLES ao The Cure. Tem The xx também. Só vídeo lindo

>>

260620_thecure

A Inglaterra e o mundo pop andam nostálgicos nos últimos dias graças aos 50 anos do Glastonbury, que teve sua festinha real/oficial adiada por causa do Covid-19. Fuén.

Ainda sim, os canais BBC especialmente estão rebuscando grandes registros e divulgando em todas as suas plataformas. As rádios não param de divulgar trechos de shows. A TV terá uma programação especial no final de semana. No YouTube, claro, temos inúmeros vídeos legais. Alguns já soltamos ontem. Agora temos outros bem legais, da Lana Del Rey ao Radiohead, do Metallica ao The xx. Tem LCD Soundsystem também.

Tudo lindo, abaixo.

>>