Em iara rennó:

TOP 50 DA CENA – De Sorocaba ao Piauí. Via Turquia. Boa viagem com Wry, Mateus, Nuven, Thunder, Valciãn, Abramovay

1 - cenatopo19

* Você acha que uma música chamada “Travel” chega à toa ao primeiro lugar de um ranking que é uma verdadeira viagem?!? Nem a gente prevê essas coisas.
A semana está linda e forasteira, com música em inglês em primeiro, discaço vindo do Piauí e sua coqueteleira de influências de cima e de baixo no mapa, eletrônico fino que te leva à nuven (ai…), e um professor musical na Holanda cuja especialidade é o que se toca em Istambul.
Embarque na nossa playlist do Spotify e bon voyage!

1 - PHOTO-2020-08-19-04-21-10

1 – Wry – “Travel” (Estreia)
É CENA brasileira, mas parece cena britânica. E você sabe o quanto amamos um som nesse estilo. De Sorocaba para os anos 80 inglês ou a habilidosa manha em unir melodia pop e um bom feedback.
2 – Mateus Aleluia – “Amarelou” (2)
A beleza de um disco de Mateus Aleluia em 2020 é um presente que ilumina este ano esquisito. Aqui, na produção de Ronaldo Evangelista e com músicos da CENA por perto, como Thiago França, Sérgio Machado, entre outros, a conversa de Mateus se aproxima da nova geração, que já se ligou na importância dele e dos Tincoãs. “Amarelou” ainda conta com, “apenas”, João Donato. Já frequenta o top 2 há algumas semanas e ninguém tira. Tirar como?
3 – Nuven (feat. Apeles) – “Janela” (Estreia)
O trabalho eletrônico sofisticado de Gustavo Teixeira se apresenta em um belo EP de cinco canções. Ao convidar Apeles para esta faixa, a eletrônicia de sensibilidade se torna aliada de um vocal de sensibilidade. E o resultado é muito bonito.
4 – Thunderbird – “Insuportável” (2)
Que música absurda de Luiz Thunderbird, o segundo single de seu disco solo novo, que em algum momento vem aí, o já aguardadíssimo “Pequena Minoria de Vândalos”. Esta nova canção-porrada, “Insuportável”, é meio um encontro do Morphine com os Pixies. Eles encontrando com a voz do Thunder. A música foi feita com o inparável Guilhermoso Wild Chicken e a letra é um poema do grande Rodrigo Carneiro. Thunder consegue se cercar de referências e parcerias e ser muito Thunder.
5 – Valciãn Calixto – “Nunca Fomos Tão Adultos” (Estreia)
Amamos o disco do piauiense Valciãn. Tem várias boas e até cogitamos escolher duas para este Top 10. Quem está atento ao ranking se lembra de que a gente já botou ele aqui quando um dos sons do disco ainda era single. Que brasilidade rica.
6 – Letrux – “Vai Brotar” (1)
A manutenção de um disco depende em parte de nós, em parte do artista. Letrux lança o vídeo de “Vai Brotar” e nos lembra do ótimo álbum que pegou a gente lá no começo do ano. E, em particular, de uma música. E, mais particular ainda, desta letra. “Você ficou cínico com o tempo/ Eu fiquei muito mais espiritualizada/ Acreditando em carta, sonho e passe”. Só nós achamos que “Vai Brotar” tem uma vibe grandiosa meio Arcade Fire?
7 – Compositor Fantasma – “Século XXI Antes de Cristo” (Estreia)
Sabe aquelas músicas de narrativas divertidas e leves que não abordam assuntos leve e divertidos – e que contém palavrões bem colocados? É o caso desta joia aqui. Uma das milhares de vezes em que lamentamos que o rádio brasileiro esquece o nosso pop esperto há anos.
8 – Viratempo (feat. Àyié) – “Vento” (Estreia)
A voz de ÀIYÉ caiu como luva no som da banda indie Viratempo. Repetindo uma ideia que lançamos aqui: daquelas parcerias que nos deixa com vontande de absurda de um disco completo da parceria.
9 – Juliano Abramovay – Anzol (Estreia)
A viagem aqui é outra. É CENA brasileira, mas o tempero é cigano, algo turco, algo árabe. Juliano, ex-Grand Bazaar, é professor dessa matéria. Mesmo. E, já que não se pode pegar avião direito, ainda mais sendo brasileiro, ele nos leva de graça ao leste do Mediterrâneo. Primeiro single de seu disco de estreia, a ser lançado.
10 – Iara Rennó – “Tara” (Estreia)
Uma canção forte de Negro Leo que aborda como o sexo se apresenta pela nossas vidas logo cedo em formas nada corretas e confusas, muitas vezes propositalmente. Um som de 2014 reapresentado em uma série de EPs que Iara lança em 2020.
11 – Apeles – “Tudo Que Te Move” (4)
12 – Ave Sangria – “Vendavais” (5)
13 – Thiago Nassif – “Voz Única Foto Sem Calcinha” (6)
14 – Ovo ou Bicho – “Moços” (7)
15 – Elza Soares e Flávio Renegado – “Negão Negra” (8)
16 – Jonnata Doll e os Garotos Solventes – “Filtra Me”(9)
17 – Ella from the Sea – “Side by Side” (10)
18 – Autoramas – “Boneco” (11)
19 – Negro Leo – “Tudo Foi Feito pra Gente Lacrar” (13)
20 – CESRV – ”Mix It Up” (14)
21 – Kalouv – “Talho” (15)
22 – Pedro Pastoriz – “Dolores” (16)
23 – Marcelo Perdido – “Bastante” (17)
24 – Yannick Hara (ft Big the Kiid e Asaph) – “Vida Offline” (18)
25 – Hellbenders – “Pra Entreter” (19)
26 – Jup do Bairro – Pelo Amor de Deize (20)
27 – Rincon Sapiência – “Malícia” (21)
28 – Raça – “Domingo” (22)
29 – Giovanna Moraes – “Sai por Inteira” (29)
30 – Nevilton – “Irradiar” (24)
31 – Gustavo Bertoni – “Sit Down, Let’s Talk” (25)
32 – Amen Jr. – “Ladeira Abaixo” (26)
33 – Vella – “Delírio Besta” (27)
34 – Jadsa – “Quietacalada” (28)
35 – Hiran – “Gosto de Quero Mais” (29)
36 – Kunumí MC – “Xondaro Ka’aguy Reguá (Guerreiro da Floresta)” (34)
37 – Duda Brack – “Contragolpe” (35)
38 – Don L – “Kelefeeling” (37)
39 – Mahmundi – “Nós De Fronte” (38)
40 – Rico Dalasam – “Mudou Como?” (39)
41 – ÀIYÉ – “Pulmão” (40)
42 – Os Amanticidas – “Paisagem Apagada” (41)
43 – Coruja BC1 – “Baby Girl” (42)
44 – Edgar – “Carro de Boy” (43)
45 – Douglas Germano – “Valhacouto” (44)
46 – Kiko Dinucci – “Veneno” (45)
47 – Jhony MC – F.A.B. (46)
48 – Djonga – “Procuro Alguém (47)
49 – Vovô Bebê – “Êxodo” (48)
50 – Troá! – “Bicho” (49)

***

***

* Entre parênteses está a colocação da música na semana anterior. Ou aviso de nova entrada no Top 50.
** Na vinheta do Top 50, o músico piauiense Valciãn Calixto.
*** Este ranking é formulado por Lúcio Ribeiro e Vinícius Felix, talvez o maior estudioso da nossa CENA. Com uma pequena ajuda de nossos amigos, claro.

>>