Em iggy pop:

Saiu um dos vídeos mais sem sentido de 2019. É para uma música do Iggy Pop, dirigido pelo Mac DeMarco

>>

150819_iggypop2

Por essa parceria você não esperava. O inoxidável e gênio Iggy Pop convidou ninguém menos que o criativo e ousado Mac DeMarco para dirigir o vídeo de seu novo single, “Sonali”.

A canção, um jazz bem delicinha, está no álbum mais recente de Iggy, “Free”, lançado em setembro deste ano.

Como era de se esperar, a peça visual não tem o menor sentido. Protagonizado por Kiera McNally e Tommy Midnight, o vídeo foca na dificuldade de duas pessoas, que por um acaso têm “pele” de répteis, de se locomoveram em um trânsito caótico. No meio disso tudo, aparece um solo de saxofone em um carro todo revestido por um pelo rosa. Básico.

Mac-DeMarco

No alto de seus 72 anos super bem vividos, Iggy tem dito que este disco é o mais divertido e pessoal de sua extensa carreira. “Eu queria ser livre, mas sei que é uma ilusão e que liberdade é apenas algo que você sente. Mas vivi a minha vida até agora na crença de que esse sentimento é tudo o que vale a pena perseguir. Tudo o que você precisa não é a felicidade ou o amor, necessariamente, mas a sensação de ser livre. Então, esse álbum meio que aconteceu para mim e eu vou deixando”.

A produção maluca de DeMarco para a carreira de Iggy pode ser conferida abaixo.

>>

Iggy Pop se livra dos próprios demônios e dá seu grito de liberdade no eclético “Free”

>>

150819_iggypop2

Já está entre nós desde as primeiras horas desta sexta-feira o novo álbum do incrível Iggy Pop. “Free” é o primeiro lançamento do lendário rockstar em três anos, e sucede o marcante projeto “Post Pop Depression”.

No alto de seus 72 anos super bem vividos, Iggy tem dito que este disco é o mais divertido e pessoal de sua extensa carreira. “Eu queria ser livre, mas sei que é uma ilusão e que liberdade é apenas algo que você sente. Mas vivi a minha vida até agora na crença de que esse sentimento é tudo o que vale a pena perseguir. Tudo o que você precisa não é a felicidade ou o amor, necessariamente, mas a sensação de ser livre. Então, esse álbum meio que aconteceu para mim e eu vou deixando”.

Iggy também contou que esta é uma obra em que outros artistas falam por ele, que apenas empresta sua voz. “No final da turnê do Post Pop Depression, tive a certeza de que me livraria do meu problema de insegurança crônica que havia me perseguido na vida e carreira por um bom tempo. Mas também me senti esgotado, com a vontade de botar máscaras, virar as costas e ir embora”.

“Free” tem 10 canções novas, entre elas o singles “Free” e “James Bond”. Ouça, abaixo, pela Deezer, player oficial da Popload.

>>

Caras, bocas e um pirulito: o novo vídeo do bonitão Iggy Pop emulando o James Bond

>>

150819_iggypop2

Nosso adorado Iggy Pop soltou o vídeo para a bela “James Bond”, faixa que estará no disco “Free”, o seu primeiro de estúdio em três anos, nas lojas dia 6 de setembro.

O vídeo, dirigido por Simon Tayler e gravado em Miami, conta basicamente com Iggy VES-TI-DO e fazendo caras e bocas um tanto descoladas/sensuais, tipo um Bond canastrão, em meio à imagens da cantora Faith Vern, da banda inglesa PINS, e ainda o trumpetista Leron Thomas, buscando passar no vídeo a leveza que a música traz.

Inclusive, quando soltou o single há alguns dias, Iggy isse que nunca se divertiu tanto gravando uma música.

Quando anunciou o lançamento do disco, o Pai do Punk disse que este é um álbum em que outros artistas falam por ele. “Eu queria ser livre, mas sei que é uma ilusão e que liberdade é apenas algo que você sente. Mas vivi a minha vida até agora na crença de que esse sentimento é tudo o que vale a pena perseguir. Tudo o que você precisa não é a felicidade ou o amor necessariamente, mas a sensação de ser livre. Então, esse álbum meio que aconteceu para mim e eu vou deixando”, completou.

“Free” terá 10 faixas inéditas no total.

>>

Punk chique: 18 minutos de desordem e caos provocados por Iggy Pop na Opera House de Sydney

>>

Foto: Becko

Foto: Becko

Deus maravilhoso que a gente segue, Iggy Pop continua cada vez mais incrível a cada registro que aparece dele. E o mais recente que pintou na internet é cheio de elegância.

Iggy esteve na Austrália há alguns meses, onde realizou um concorrido show na pomposa Opera House de Sydney, sua estreia no local em décadas de carreira. A apresentação foi em abril, mas só agora a própria casa de shows, uma das mais famosas do mundo, liberou em 18 minutos de vídeo imagens do show.

O registro apresenta a matadora sequência formada pelos hits I Wanna Be Your Dog, Search and Destroy, The Passenger e No Fun. Neste 18 minutos dá para ver tudo do Iggy, que começa o show de paletozinho, tira logo, e se joga na galera. Básico.

Além dos shows incendiários, Iggy está preparando para setembro o lançamento de seu primeiro disco em três anos. “Free” estará no mercado dia 6/9 e sucede o espetacular “Post Pop Depression”.

SETLIST
0:25 I Wanna Be Your Dog
3:57 Search and Destroy
8:18 The Passenger
14:26 No Fun

>>

Podcast Popload – A resistência ao tempo, que foi especial aqui, ganha voz e música e vai para o ar

>>

* No começo do mês, em post oferecido pelo TNT Energy Drink, a Popload trouxe aqui um especial sobre a resistência ao tempo de cinco grandes nomes do rock.

Foto sem data Charlie Watts, Keith Richards, Mick Jagger e Ron Wood, integrantes da banda Rollings Stones.

Esses nomes pensados, de astros que envelheceram (e bem) aos olhos do público, foram de Mick Jagger (75 anos) e seus companheiros de Stones, os da foto acima; U2 (todos os quatro integrantes estão chegando nos 60; Bono tem 59); Iggy Pop (72) anos; Debbie Harry, do Blondie (73); e nossa Patti Smith (72), grande atração do Popload Festival deste ano, em novembro.

Para ilustrar ainda mais essa ilustre amostra de ídolos que não tinham em quem se inspirar e construíram suas trajetórias percorrendo momentos revolucionários que lhe permitiram e permitem ainda, todos, resistir ao tempo, a gente organizou um podcast para uma história oral dessa resistência, outro produto também com oferecimento da TNT.

Aproveitamos também para alargar esse especial, assinalando também, com música tocada, algumas bandas novas que fazem canções com gêneros que resistiram ao tempo. Alguns dos exemplos são os punks do Idles e a já musa dance linha “pista de dança” da Georgia, dois grandes exemplares da nova música britânica. A gente explica melhor no podcast.

Esse podcast “Resistência ao Tempo na Música: vai ser colocado na Popload Radio, rádio deste blog, durante esta semana e por diversos horários.

Entra hoje às 22h e tem várias reprises programadas. Anote:
– amanhã, quarta, 16h
– quinta, 11h
– sexta, 20h
– sábado, 12h
– domingo, 18h

** A Popload Radio pode ser ouvida em aplicativos. Tem app para iPhone e para celulares do sistema Android. Pode ser ouvida por aqui mesmo, neste site, na barra principal acima. Também é alcançada no Facebook da Popload/Popload Gig, no item “Popload Radio”, na barra à esquerda.
 E está disponível no TuneIn, a plataforma americana de streaming ao vivo, que tem milhares de rádios cadastradas.

*** A Popload Radio está sendo carregada com músicas novas e as nem tão novas, mas básicas para as nossas vidas. Tanto gringas quanto as da nossa CENA. Uma nova programação está em curso, para ir entrando aos poucos. Aguarde novidades contínuas.

>>