Em James Blake:

Um piano e uma câmera ligada no Instagram: James Blake faz show em casa e toca covers de Billie Eilish, Radiohead, Feist e Frank Ocean

>>

260320_jamesblake2

A adesão aos shows em casa por causa do coronavírus ganhou um nome forte: Mr. James Blake.

O aclamado músico e produtor britânico foi mais um que utilizou suas redes oficiais para se conectar com os fãs através de uma session ao vivo. E foi bem cool.

Além de cantar suas faixas originais, Blake tocou ao piano covers de Billie Eilish (“when the party’s over”), Frank Ocean (“Godspeed”), Feist (“Limit to Your Love”) e Radiohead (“No Surprises”).

O resultado dessa session linda toda vida pode ser conferido abaixo.

>>

Versões de partir o coração: James Blake faz a Billie Eilish ao piano; Destroyer presta homenagem ao Lou Reed no Brooklyn

>>

090320_jamesblake2

Uma das coisas mais legais do pop é quando um artista presta homenagem a outro assim do nada. E foi o que rolou nos últimos dias envolvendo quatro nomes que curtimos bastante.

O genial James Blake resolveu se sentar ao piano para fazer uma cover lindíssima de “When The Party’s Over”, que ele diz ser uma de suas canções favoritas e “ridiculamente boa” de Billie Eilish.

Em outra ponta, o excêntrico e não menos talentoso Dan Bejar resolveu lembrar o gigante Lou Reed em um show do Destroyer no Brooklyn, nesse final de semana, ao entoar no palco a linda “Ecstasy”.

Os dois registros, um profissional e outro de galera, podem ser conferidos abaixo.

>>

A cover que você não estava esperando: James Blake faz a Billie Eilish ao piano

>>

180119_jamesblake2

O cultuado músico e produtor James Blake está na América do Norte onde apresenta em turnê seu show intimista “Solo Piano”. E o primeiro show dele em Los Angeles rendeu uma cover improvável.

O britânico, sem pestanejar, mandou sua própria versão para “When The Party’s Over”, canção que está no disco “When We All Fall Asleep, Where Do We Go?”, daquela menina americana que você está pensando quem seja.

Blake fazendo a Billie Eilish, ao menos um trechinho, pode ser conferido abaixo.

>>

Sem freio, Bon Iver divulga seis músicas novas de uma vez. Uma delas com o James Blake

>>

BonIveriiLeadPhoto

No fim deste mês, mais precisamente no dia 30, o Bon Iver lançará “i,i”, seu primeiro disco de estúdio em três anos, o quarto da carreira. Mas, pelo andar da carruagem, teremos acesso à quase todas as faixas do álbum antes mesmo do lançamento.

Em uma leva só, Justin Vernon divulgou nada menos que seis músicas, sendo elas: “iMi”, com participação de James Blake e Velvet Negroni, “We”, “Naeem”, “Marion”, “Salem”, e “Holyfields”. Antes, já haviam sido mostradas “Hey, Ma”, “U (Man Like)”, “Jelmore”, e “Faith”.

Para este novo projeto, que foi gravado em estúdios de West Texas e Wisconsin, além de Blake, Vernon contou com colaborações de Channy Leaneagh, Moses Sumney, TU Dance e a dupla Aaron e Bryce Dessner, do The National.

Diz o Vernon que o novo disco fecha um ciclo iniciado em 2007. “Desde o inverno de ‘For Emma, Forever Ago’ (2007), veio a primavera frenética de ‘Bon Iver, Bon Iver’ (2011), passando pelo verão desequilibrado de ’22, A Million’ (2016). Agora, o outono chega mais cedo com ‘i,i’. Não soa adorável?”, disse Justin, em comunicado, quando anunciou o disco.

No total serão 13 músicas novas. Dia 31 de agosto, o Bon Iver dá início a uma turnê pela América do Norte, e terá como atrações de abertura nomes como Feist, Yo La Tengo e Indigo Girls.

>>

Que encontro! James Blake cruzando destinos com a Rosalía

>>

rosaliajames

* Engraçado que uma das músicas menos bacanas do bacana último disco do inglês cool James Blake é essa com o furacão espanhol Rosalía, uma mistura que podia mesmo dar errada de tão impactantes que eles são, cada um na sua. Mas eis que vem o vídeo, e aí com o visual de “encontros do destino” a música até que ficou melhor.

“Barefoot in the Park”, a canção que está em “Assume Form” (procurei o vinil por toda NYC e me disseram que só saiu em CD e K7, wtf?), é de Blake com participação de Rosalia. E os dois estrelam o vídeo, uma historinha bacana e bem produzida de caminhos cruzados.

Dá uma conferida!

>>