Em jimmy fallon:

Banda inglesa Dry Cleaning faz sua estreia na TV americana (agora pra valer)

>>

* Queridinha da Popload, adoramos quando tem novidade da espertíssima banda inglesa Dry Cleaning, que levou seu post-punk falado ao vivo para a TV americana na sexta passada, desta vez valendo.

Explicando: o grupo já tinha feito uma performance “virtualmente” no programa do Stephen Colbert em agosto deste ano, via vídeo gravado no Reino Unido e enviado ao apresentador.

Desta vez, a banda da genial Florence Shaw apareceu ao vivo em solo americano no programa de Jimmy Fallon, apresentando a também genial “Scratchcard Lanyard”, de um dos melhores álbuns deste ano. Aliás, não somos só nós que achamos isso: a descolada loja/selo britânica Rough Trade também. As listas de “melhores” do ano já começaram a pipocar e o primeiro lugar do selo/loja-super-cool para álbum do ano foi “New Long Leg”, da banda de Londres.

Em comemoração, o Dry Cleaning fez um showzinho especial no chic Rainbow Room, no Rockefeller Center, para um público pequeno e exclusivo. Mas, como também somos superexclusivos, segue abaixo um videozinho do que rolou:

O grupo inglês também acabou de ser anunciado como uma das atrações do ótimo festival inglês All Points East, no lado East de Londres, em dia que tem como headliner nossos amigos do Tame Impala.

Confira “Scratchcard Lanyard” no “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon”, pelo link abaixo:

>>

Maneskin chega à TV americana com seu glam italiano. Banda tocou “Beggin'”no programa do Jimmy Fallon

>>

* A banda-fenômeno italiana de glam rock Maneskin, com toda a força que essa descrição tem de bizarra, fez sua estreia ontem na TV americana com duas explosivas performances no programa do apresentador Jimmy Fallon.

O quarteto de Roma, que ganhou neste ano o popularíssimo evento-programa “Eurovision”, uma espécie de Copa do Mundo da música na Europa, tocou seu mais novo single, “Mammamia”, e sua versão italianada para a clássica “Beggin'”, da famosa banda americana The Four Seasons.

“Beggin'” foi lançada como single pelo Maneskin em 2017 com certo barulho, mas depois da vitória do grupo no “Eurovision” e uma viralizada esperta no TikTok neste ano ajudou a banda a aparecer com destaque nas paradas britânicas e na “Billboard” americana.

Banda que canta em inglês e se diz inspirada em Arctic Monkeys e Sonic Youth, a Maneskin, que tem na figura principal o performático Damiano David nos vocais, lançou seu segundo álbum, “Teatro d’ira: Vol. I”, em março deste ano, que por causa de todo auê já citado em torno da banda fica indo e voltando ao número 1 das paradas de vários países da Europa, obviamente a italiana com mais frequência.

Dizem até que a banda pode aparecer no Rock in Rio brasileiro do ano que vem.

O disco “Teatro d’ira: Vol. I”, entre outros furiosos rocks legais de tão básicos, ainda mais com esse molho italiano, tem a ótima “I Wanna Be Your Slave”, que foi lançada em single em julho agora e ganhou um dueto oficial em agosto trazendo como convidado ninguém menos que o ídolo punk Iggy Pop, pelas conexões diretas com a lendária “I Wanna Be Your Dog”, feita para a protopunk banda The Stooges no final dos anos 60.

“I Wanna Be Your Slave” com Iggy Pop apareceu como bônus na versão japonesa do segundo disco do Maneskin, mas já foi incorporada à, digamos, “nova prensagem” de “Teatro d’ira: Vol. I”.

Enfim, vamos ao Maneskin invadindo os lares americanos via Jimmy Fallon, com o novo hit “Mammamia” e, no prato principal do programa, a cover de “Beggin'”.

>>

Charli XCX leva sua lápide à TV americana, para mostrar o single novo em performance ao vivo

>>

* A electropop cool Charli XCX surgiu com um cemitério improvisado na TV americana para dançar e cantar seu novo single, “Good Ones”, ontem à noite no programa do Jimmy Fallon. A música vai estar no seu esperado e “inspirado” quinto álbum, que a inglesinha nervosa provavelmente vai aparecer com ele na internet sem muito avisos prévios, é o que dizem e ninguém aqui duvida.

A performance “tétrica-pop” de Charli no Fallon contou com banda e lápide. “Good Ones”, segundo ela avisou quando lançou o single novo, faz um mês, virou uma chavinha nela. “Me levou a um nível pop demoníaco”, disse à época.

Né?

>>

Billie Eilish vai à TV, fala de cores e formas e canta “Happier than Ever” no programa do Jimmy Fallon

>>

Captura de Tela 2021-08-10 às 4.09.57 PM

* Nosso número 1 do Top 10 Gringo postado hoje, a música “Happier than Ever” do já trilionário disco do mesmo nome, obra da cantora Billie Eilish com seu irmão Finneas, foi entoado a todos os pulmões ontem pela cantora, como número musical do programa do entrevistador Jimmy Fallon, bamba dos talk-shows do horário bem noturno da TV americana, que também fazem as vezes de MTV dos dias de hoje.

Billie foi a grande atração do programa do Fallon, inclusive dando entrevista à distância, por vídeo desde Los Angeles. Ela falou sobre o que tem feito desde que seu segundo álbum saiu, na sexta-feira passada, como ela concebeu da proposta do disco, ao nome e à mudança do cabelo para o loiro. E que uma chuva num certo dia em Londres clareou suas ideias. Sempre respondendo, como, você sabe, Billie Eilish.

A cantora falou que “Happier than Ever”, a músics, é a que ela mais quer cantar ao vivo do dico novo. E ainda sobre o que sentiu ao fazer o vídeo da ótima “NDA”, que ela inclusive assina a direção. O filminho trouxe Billie no meio de uma estrada escura com 25 motoristas profissionais contratados tirando finas absurdaas dela. O que ela sentiu? Achou divertido.

A performance de Billie Eilish para a faixa “Happier than Ever” mais a entrevista no original, em inglês obviamente, estão aí embaixo, inclusive falando sobre sinestesia, um fenômeno neurológico que ela e o pai têm, a grosso modo junta experiências sensoriais para transformar num sentimento, numa ideia, numa impressão. No programa, ela falou que quando olha para o Jimmy Fallon ela o associa a um retângulo marrom vertical. Enfim.

>>

Modest Mouse mostra música nova em Santa Cecíl… ops. No programa do Jimmy Fallon

>>

* A veterana banda indie americana Modest Mouse vem há um tempo se preparando para o aguardado lançamento do seu sétimo album de inéditas, “The Golden Casket”. O disco foi adiado em 2019, aí veio a pandemia e atrasou um pouco mais, mas eis que finalmente na próxima sexta-feira, dia 25 depois de amanhã, veremos este novo trabalho depois de seis anos sem disco dos caras que foram grandões no indie nos anos 2000.

Na semana passada, a banda de Portland lançou mais um single do álbum, “The Sun Hasn’t Left”, depois de “Leave a Light on” e “We Are Between”, música que você confere abaixo ao vivo para o programa do Jimmy Fallon, ontem à noite.

A apresentação rolou num cenário bem… Santa Cecilier? Cheeeeio de plantas, entre outros detalhes fofos. Não acha?

>>