Em joakim:

CENA – Rumo a Inhotim. MECA anuncia sua programação total de shows, por dia, do festival indie-artsy

>>

popload_cena_pq

* Electro-arte. Indie-jardinagem. Rock in Brumadinho. MPB nas galerias. Tudo misturado.
O MecaInhotim, evento extracool feito pela instituição cultural MECA em parceria com a instituição de arte Inhotim, leva a nova música (e a nova música velha) para interagir com a obras contemporâneas nos dias 7, 8 e 9 de julho próximos, em Brumadinho, Minas Gerais, a 60 km de Belo Horizonte.

É a segunda edição realizado pela plataforma multitentáculos MECA (MECAFestival, MECAJournal, MECACafe, MiniMeca, MECASpot, MECALove, MecaFamily) com um dos mais renomados e inovadores espaços de arte do mundo.

O festival, que já havia anunciado Jorge Ben Jor (foto abaixo) e Karol Conka como suas atrações principais, divulga agora toda sua programação de shows e festas de sua segunda empreitada botando os indies para experimentarem sensações visuais, de cheiro e, óbvio, sonora. Sem contar ainda, a ser divulgado ainda, uma seleção de eventos e performances e palestras e workshops sobre e de arte, moda, tecnologia e conhecimento.

21-08-2009 - CADERNO C - O músico Jorge Ben Jor. FOTO: DIVULGAÇÃO

Mas vamos à parte musical definida, que além das grandes atrações citadas terá os internacionais DJs Joakim
(França), Pional (Espanha, foto da home), mais shows de Ventre, M O O N S, Terno Rei, Lia Paris e Lumencraft. E uma parte de festas envolvendo o MECA com outras plataformas bacanas de música e gente boa que inclui até a Popl… Fica assim:

Sexta (7/7)

Ventre
M O O N S
Terno Rei

Sábado (8/7)

Jorge Ben Jor
Karol Conka
Joakim (FRA)
Pional (ESP)

Domingo (9/7)

Lia Paris
Lumencraft

** DJs (Day parties)

Carol Mattos e Belisa (Masterplano)
Fernando Dotta e Rafael Farah (Balaclava)
Filipe Raposo (RARA)
Lari Busch
Guga Roselli (Mareh).
Lúcio Ribeiro (Popload)

** O MECAInhotim acontece, então, de 7 a 9 de julho (de sexta a domingo) no Instituto Inhotim, (Rua B, 20, Centro, Brumadinho, MG. Os ingressos variam de R$ 40 (ingresso inteira, para a sexta à noite) a R$ 390 (passaporte inteira antecipado para os três dias). O valor do passaporte muda de acordo com o lote.

Toda a info, aqui no site do MECA. Pontos físicos de venda serão divulgados em breve.

>>

CENA – Julho traz a segunda edição do MECAInhotim: arte, plantas, indies e Jorge Ben Jor

>>

cena

A instituição cool electro-indie-MPB MECA, que costuma agregar ações bacanas a seu nome (MECAFestival, MECAJournal, MECACafe, MiniMeca, MECASpot, MECALove, MecaFamily), anuncia uma segunda edição para julho do seu festival em Inhotim, o inacreditável paraíso brasileiro de arte contemporânea. De 7 a 9 de julho, acontece em Brumadinho, MG, o MECAInhotim, que vai levar shows, DJs, performances, palestras e workshops para interagir com galerias, jardins botânicos e obras de arte a céu aberto.

O veterano músico brasileiro Jorge Ben Jor, a rapper Karol Conka e os ótimos DJs gringos Joakim, francês, e Pional, espanhol, puxam a lista de atrações que ainda está por ser anunciada em sua totalidade. A Popload apurou que as bandas independentes Ventre, do Rio, e M O O N S, de Minas Gerais, são dois grandes nomes que estarão no evento.

mecainhotim3-ihate

A parceria da plataforma multitentáculos MECA com o internacionalmente famoso Instituto Inhotim ocorreu pela primeira vez em novembro do ano passado, quando 5.000 pessoas respiraram música e arte em dois dias, ao som de Caetano Veloso e Liniker (foto acima), entre outros, e ao cheiro de uma das mais ricas áreas botânicas do país. Já nesta segunda edição, portanto, com três dias, o MECAInhotim mostra crescimento.

Os ingressos já estão à venda e variam de 40 (inteira, para a sexta à noite) a R$ 390 (passaporte inteira antecipado para os três dias, que dá acesso também a galerias e jardins). O valor do passaporte muda de acordo com o lote. Infos mais completas de ingressos e passaportes estão no site meca.love.

MECAInhotim - Anuncio 01 A

** As fotos, deste post e da home da Popload, do MECAInhotim 2016, são do I Hate Flash.

** MiniMECA hoje: Nesta tarde de sábado, invadindo a noite, o refigurado MECASpot (Pinheiros) bota para rodar mais uma edição de seu MiniMECA, com destaque para o pocket-show da banda Terno Rei. A edição de maio do #MECAJournal também será lançada hoje, no evento, que terá ainda venda de produtos legais e discotecagens de Guga Roselli (Mareh) e de um tal de Lúcio Ribeiro, de uma tal Popload.

>>

Tem que encaixar: Marcos Valle puxa programação do electrocool Marisco Festival em São Paulo

>>

* Som eletrônico cool e good vibes em geral, a festa que virou festival e ganhou o nome adaptado de Marisco é um dos eventos que movimentam o final de semana friozinho em São Paulo. Para falar sobre meteorologia e a escalação do Marisco Festival, a Popload convida o electrobrother Fiervo, um dos melhores DJs da praça e dono de um site “crocante” que é farol de coisas boas na música eletrônica. E o que o Fiervo tem a falar sobre tudo isso é o seguinte:

Screen Shot 2016-05-13 at 12.38.19

* Previsão do tempo para os lados do Brás neste final de semana: fortes tempestades tropicais sonoras.

É lá no revivido bairro industrial de São Paulo que acontece a primeira edição do festival Marisco, que promete uma festança com sets de DJs de peso como Joakim (foto abaixo), Tim Sweeney, Daniel Wang e o “nosso” Selvagem (foto maaaaais abaixo). E shows tão inusitados quanto incríveis dos cultuados (e já supertiozões) Azymuth e Marcos Valle. O Marcos Valle, aquele do hit boogie das academias dos anos 80: “Tem que correr, tem que suar, tem que malhar, vamos lá!”. Se disco music com sabores baleares é a sua praia, esse já é fácil um dos festivais mais importantes do ano.

Resultado de uma parceria com o espertíssimo label holandês Rush Hour, o Marisco é cria do povo do selo Mareh Music, que promove o festival de mesmo nome toda virada do ano em alguma praia paradisíaca do litoral brasileiro. Além da Babel, concorrida festa bimestral em prédios altos de São Paulo.

jokim

Neste momento em que misturar disco, música eletrônica e brasilidades numa mesma pista nunca fez tanto sentido, o Marisco chega para fortalecer ainda mais essa cena. E acerta em cheio ao resgatar esses dois ícones brasileiros lá dos anos 70/80, que até costumavam fazer mais sucesso lá fora do que por aqui.
(Alô, indies. O Marcos Valle tocou no Glastonbury no ano passado. Já o Azymuth gravou até session para o celebrado projeto Boiler Room. Pensa!!!)

O Marisco ainda engrossa esse caldo com um timaço de DJs tocando o que há de mais cool em house, techno e outras pérolas disco brasileiras.

Mais motivos para não perder: o festival promete ter “vibe de festival” mesmo, com outras atividades rolando fora a música. Uma loja temporária de discos de vinil com mais de 1000 títulos será montada. Além de uma área de chill-out e comidinhas.

** Playlist no Spotify feita para o festival pelo próprio Marcos Valle, aqui:

Untitled-11

MARISCO FESTIVAL
Moinho Família Matarazzo
Rua do Bucolismo, 81, Brás, São Paulo

Amanhã

14h – Seu Osvaldo
16h – Ray Mang
18h – Azymuth
19h – Paulão (Patuá Discos)
21h – Antal
23h – Soichi Terada (live)
0h – Daniel Wang

Domingo
13h – Eyal Baroz x Guga Roselli
15h – Carrot Green
17h – Selvagem
19h – Marcos Valle
20h – Eric Duncan x Tim Sweeney
23h – Joakim

>>