Em joan jett:

Com Billy Idol, Joan Jett e Dua Lipa, roqueira Miley Cyrus mostra lista de canções do disco novo. E já pensa em um álbum… heavy metal

>>

131120_miley2

Ela está demais, sério! Em fase roqueira, Miley Cyrus anunciou nesta sexta que passou a lista de canções de seu novo disco, “Plastic Hearts”, o primeiro da estrela pop louquinha em guinada para o rock.

No total são 12 faixas, incluindo participações especialíssimas da talentosa Dua Lipa e os veteranos/ícones Joan Jett e Billy Idol.

O disco é puxado pelo single “Midnight Sky”, lançado em agosto. O álbum estará nas lojas dia 27 deste mês.

Diz a Miley que este projeto é o seu mais “profundo e pessoal”, e que trabalhou nele por mais de dois anos, após idas e vindas. “Quando achei que estava tudo pronto, tudo foi apagado, incluindo a parte mais relevante. Mas hoje vejo que o que a natureza fez foi um favor e destruiu o que eu não podia deixar ir embora por mim mesma. Eu perdi minha casa em chamas em Los Angeles, mas me encontrei nas cinzas dela”, disse a cantora.

A pegada rock de Miley pode ser vista há alguns meses, quando ela fez uma apresentação especial no Whisky a Go Go, em LA, buscando arrecadar fundos para casas de shows que estão fechadas nesta pandemia. Ela cantou, na ocasião, músicas de The Cure e Cranberries. Além da própria “Midnight Sky”. Vale relembrar:

“Plastic Hearts” nem foi lançado e Miley já está falando de um álbum… heavy metal. Diz ela que quer regravar músicas do Metallica. “Estou realmente trabalhando nisso. Somos tão sortudos de continuar a trabalhar em nossa arte no meio disso tudo… Primeiramente, parecia não tão inspirador e agora estou totalmente envolvida e engajada”. Imagina…

A lista de canções do novo disco é esta abaixo.

mileycyrus_125105813_1385204978485342_7851550277664294694_n

>>

Rebel girls… Bikini Kill ganha reforço da incrível Joan Jett em um dos seus raros shows de reunião

>>

Fotos: Kate Hoos / BrooklynVegan

Fotos: Kate Hoos / BrooklynVegan

Após 22 anos, o ótimo Bikini Kill está realizando alguns poucos shows de reunião. Em um destes, em Nova York, a banda de meninas incríveis recebeu no palco outra notável: Joan Jett.

A dobradinha resultou em uma apresentação nervosa de “Rebel Girl”, faixa lançada no disco “Pussy Whipped”, no ano de 1993.

Liderado pela distinta Kathleen Hanna, o Bikini Kill ainda conta com Tobi Vail e Kathi Wilcox na formação, além do reforço de Erica Dwan Lyle na guitarra, no lugar de Billy Karren.

Nos últimos anos, foram poucos os registros acerca do Bikini Kill. Em 2015, a banda relançou a demo de “Revolution Girl Style Now”, gravação que ficou famosa em K7, lançado de forma independente, em 1991. Ano passado, elas se reuniram para cantar uma música ao vivo. 2018 também foi o ano em que o catálogo do grupo foi disponibilizado nos serviços de streaming.

Nunca é demais lembrar que a Kathleen Hanna era amiga do Nirvana, ex-namoradinha do Dave Grohl. E que foi ela quem pichou “Kurt Smells Like Teen Spirit” na parede da casa do próprio. O resto é história…

O registro das Bikini Kill com a Joan Jett pode ser conferido abaixo.

050619_bikini3

>>

Musas, Debbie Harry e Joan Jett (que vem ao Brasil no começo de 2018) noticiam o caos do mundo em vídeo incrível

>>

071217_blondie2

Duas das musas mais representativas e talentosas da história da música, Debbie Harry e Joan Jett estrelam de forma incrível o novo vídeo para “Doom or Destiny”, faixa lançada neste ano no último disco do Blondie, “Pollinator”.

Debbie e Joan aparecerem como âncoras de um jornal de TV no qual noticiam peculiaridades do mundo, em um tom bastante satírico, que envolve até o Donald Trump discursando feito um fantoche, além de diversos desenhos mostrando “nasty women”.

A canção tem produção do distinto Dev Hynes e é um dos pontos altos do disco. Já Joan Jett, algo sumida, não lança um álbum de estúdio desde 2013.

E atenção. Joan Jett tem shows marcados para a América Latina, Brasil incluidaço, em fevereiro/março de 2018. Vamos esperar o arranjo das datas e saber dos locais em breve.

>>

O Nirvana e as meninas: a cerimônia do Hall of Fame

030614_nirvana2

Foi ao ar neste fim de semana, pelo canal HBO, a tão comentada cerimônia do Rock & Roll Hall of Fame, realizada em abril, em que o Nirvana – potencializado especialmente pela figura de Kurt Cobain – foi o grande homenageado da noite. O grupo entrou “oficialmente” para a elite do rock e viu seu amigo de longa data Michael Stipe comandar a cerimônia.

Na parte musical, Dave Grohl e Krist Novoselic receberam no palco – além do Pat Smear, que chegou a ser membro oficial na fase final do Nirvana – uma banda bem diferente para dar um charme e muito barulho ao evento.

Algumas meninas importantes do velho e do novo rock fizeram as vezes de Kurt nos vocais. Joan Jett cantou o hino “Smells Like Teen Spirit”. Kim Gordon apresentou “Aneurysm”. A doce St. Vincent fez sua versão para “Lithium”, enquanto a neozelandesa Lorde, que nem era nascida quando o Nirvana acabou, cantou “All Apologies”. E quando ela Lorde mandou “All Apologies”, Dave Grohl estava na bateria, Novoselic na sanfona, Smear + Joan Jett + St Vincent na guitarra e Kim Gordon no baixo. Pensa!

030614_nirvana

Tudo isso pode ser conferido abaixo, com o programa na íntegra. Tem até a senhora Wendy Cobain, mãe do Kurt, fazendo discurso. E a viúva Courtney Love presente abraçando os membros vivos do Nirvana dando uma espécie de trégua no ódio eterno que existe entre as partes.

Bomba: o show secreto do NIRVANA nesta madrugada no Brooklyn, NYC

>>

* Ontem à noite, na verdade já na madrugada desta sexta, depois da cerimônia do Rock & Roll Hall of Fame, o Nirvana, ou o que sobrou da banda sem o mentor Kurt Cobain, ou mais apropriadamente dizendo Krist Novoselic, Dave Grohl e Pat Smear, se dirigiram rumo ao bar Saint Vitus, no Brooklyn, para tocar para 200 pessoas. Acompanhados de vários amigos.

A galera do canal Noisey, da revista Vice, esteve presente ao mais inusitado show dos últimos tempos.

Para começar, olha a lista das músicas tocadas e veja quem assumiu o microfone de Kurt Cobain nas canções:

nirvana-setlist

Fora a galera que “fez o Cobain” na festa do Hall of Fame, participaram deste show do Nirvana J.Mascis, do Dinosaur Jr, e John McCauley, do grupo Deer Tick. Lorde não foi ao clubinho.

Concerto do Nirvana em 2014 que começa com “Smells Like Teen Spirit” cantado por Joan Jett e termina com “Moist Vagina”, interpretada por Kim Gordon (ex-Sonic Youth), é para entrar na galeria dos shows históricos deste século.

Abaixo tem Joan Jett fazendo “Teen Spirit” e a incrível Annie Clark (St. Vincent) mandando “Heart-Shaped Box”

Galera do Mudhoney, outro mitológico grupo de Seattle e o produtor Jack Endino (produtor do álbum “Bleach”) estiveram na cerimônia e depois foram ao show secreto. Veja a foto abaixo do momento histórico do grunge: Dan Peters, baterista do Mudhoney, Jack Endino, Dale Crover, do Melvins (amigo de Cobain e baterista das demos do “early Nirvana”) e Chad Channing (o ex-baterista do Nirvana antes de Grohl e que tocou no “Bleach”).

Screen Shot 2014-04-11 at 14.30.52

>>