Em Josh Homme:

Royal Blood solta o single “Hold on”, com vídeo dirigido por Collin Hanks, filho do Tom, e pontas de famosos

>>

* Considerado um dos grandes destaques do Victorious Festival, que rolou tem duas semanas na Inglaterra, o duo de bambas Royal Blood soltou hoje um novo vídeo, desta vez para o single “Hold on”, faixa de seu poderoso álbum “Typhoons”, o terceiro, que saiu em abril.

A música tá dentro do baixão-estourado-bateria-certeira-vocal-rasgado-falsete-no-meio padrão de qualidade do Royal Blood. A novidade está no vídeo. Ele é dirigido por Colin Hanks, filho do Tom e também ator, que tem papeis legais em “Dexter” e “Fargo”. O trabalho dele por trás de câmeras é bom. Assinou os docs “Eagles of Death Metal: Nos Amis (Our Friends)” e “All Things Must Pass: The Rise and Fall of Tower Records”.

Ou seja, espere do vídeo do Royal Blood um filminho. Hanks, o Collins, é ele mesmo a estrela do vídeo, fazendo um palestrante motivacional tentando dar sentido a algumas almas perdidas numa sala dessas pequenas de reuniões de hotel. Nas palestras “pra cima” ele fala a letra de “Hold on”

E, sim, no final do vídeo aparecem Josh Homme, do Queens of the Stone Age, e o baterista Matt Helders, do Arctic Monkeys.

Tudo em casa:

>>

Paul lança os dados na cena musical e chama uma galera para reimaginá-lo

>>

macca

* Para quem tem acompanhado as redes sociais de alguns artistas, provavelmente viu uma turma boa da música postando um videozinho com dados coloridos.

O mistério acabou hoje à tarde, quando essa mesma galera revelou que se tratava de um álbum de covers do disco mais recente de Sir Paul McCartney, “III”, lançado no final do ano passado, perto do Natal. Que, para quem não lembra, tinha uns dados na capa. Dã.

pauldados

O ex-beatle anunciou o lançamento de um álbum com covers, remixes e, explicando melhor, reinterpretações do seu disco de 2020, que se chamará “McCartney III Imagined”. E os escolhidos para participar deste projeto formam um baita de um time de peso! Phoebe Bridgers, St. Vincent, Blood Orange, Beck, Anderson .Paak, Damon Albarn, Josh Homme, Khruangbin, Robert “3D” Del Naja (Massive Attack), Ed O’Brien (Radiohead), Idris Elba e Dominic Fike. Affe.

Aliás, o esperto Fike protagoniza o primeiro single do disco, revelado hoje, com vídeo. O disco mesmo está previsto para sair dia 16 de abril, mas já temos, então, um gostinho do que está por vir.

***

* O setlist de “McCartney III Imagined”

1. Find My Way (Beck)
2. The Kiss of Venus (Dominic Fike)
3. Pretty Boys (feat. Khruangbin)
4. Women and Wives (St. Vincent Remix)
5. Deep Down (Blood Orange Remix)
6. Seize The Day (feat. Phoebe Bridgers)
7. Slidin’ (EOB Remix)
8. Long Tailed Winter Bird (Damon Albarn Remix)
9. Lavatory Lil (Josh Homme)
10. When Winter Comes (Anderson .Paak Remix)
11. Deep Deep Feeling (3D RDN Remix)
12. Long Tailed Winter Bird (Idris Elba Remix)*
* Faixa exclusiva para o lançamento do disco físico

>>

Queens of the Stone Age relembra tragédia do Bataclan e contra-ataca o terrorismo tocando música boa e fazendo o bem

>>

091120_qotsa2

A próxima sexta-feira, 13, marcará uma triste e emblemática data do mundo pop, pois irão se completar cinco anos do fatídico ataque terrorista que assolou Paris, especialmente a lendária casa de shows Bataclan, enquanto o Eagles of Death Metal se apresentava.
Na ocasião, 89 pessoas morreram e desde então todo show no local passou a ter um significado diferente.

Para relembrar a data, o Queens of the Stone Age colocará no ar em seu canal no YouTube um show inédito do grupo, acústico, realizado no Musem of Old and New Art da Tasmania, em setembro de 2018. A intenção é arrecadar fundos para duas instituições parisienses que auxiliam as famílias das vítimas, chamadas Life for Paris e The Nick Alexander Memorial Trust, esta última criada em homenagem a Nick Alexander, que fazia parte da equipe do Eagles of Death Metal e morreu no atentado.

O setlist é composto por canções como “I Never Came”, “Go With the Flow” e “In the Fade”, além de covers de Dean Martin e Marty Wilde. “Este show foi feito originalmente para um hospital infantil de Hobart, na Tasmania, e estamos felizes que podemos ter uma segunda chance para promover algo bom com ele. 2020 tem sido um ano difícil e as pessoas necessitadas estão mais necessitadas do que nunca. Doe se você puder”, disse Josh Homme em mensagem.

O Queens of the Stone Age não faz shows desde 2018 e pretende retomar sua agenda ano que vem, caso tudo volte ao normal. A banda está escalada para estrelar os festivais de Reading e Leeds, na Inglaterra, no final de agosto.

>>

Todo estiloso, Josh Homme revive o Them Crooked Vultures em live do Lollapalooza

>>

310720_joshhomme2

Com uma barba estilosa, o muso Josh Homme fez uma performance especial para o Lolla2020, a edição virtual do Lollapalooza por motivos de coronavírus.

Para a grande surpresa dos fãs, Josh tocou uma versão acústica de “Spinning in Daffodils”, do superprojeto Them Crooked Vultures, que ele fez parte ao lado de Dave Grohl e John Paul Jones.

Recentemente, Josh já havia manifestado interesse em se reunir com seus amigos para gravar um novo disco do Them Crooked Vultures. A julgar pela nostalgia na apresentação, essa volta não deve estar tão longe…

>>

Sharon Van Etten viaja aos anos 70 e bota o Josh Homme no meio de um vídeo de partir o coração

>>

210520_sharonjosh2

A lindeza Sharon Van Etten resolveu reviver uma canção clássica do pop dos anos 70. O som em questão é “(What’s So Funny ‘Bout) Peace, Love and Understading”, escrito por Nick Lowe, no ano de 1974, e que ganhou projeção gigante quatro anos mais tarde na voz de Elvis Costello e seus The Attractions.

Passado esse tempo todo e como se não bastasse apenas ela, Sharon resolveu ainda convocar Josh Homme para participar da gravação.

A duplinha que adoramos musicalmente bastante (manera nas pisadas gerais, Josh!) aproveitou ainda para fazer um vídeo “em casa”, de forma totalmente remota e com os familiares. E, mesmo assim, ficou ótimo e de partir o coração. Ainda mais neste período “vulnerável” em que estamos.

“Quando um amigo sugeriu que tentássemos tocar a música atemporal de Nick Lowe, fiquei nervosa e empolgada, me perguntei que direção tomaríamos juntos”, comentou Sharon sobre a parceria com Josh.

O vídeo ficou mais ou menos assim:

>>