Em justin bieber:

Sorry, mas tem Justin Bieber na Popload. Ao menos com o 1975 tocando

>>

110216_1975_slider

Espécie de eterna promessa de banda grande, o 1975, banda de Manchester, vai lançar no fim deste mês o disco com o melhor título dos últimos tempos: “I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful Yet So Unaware of It”. A obra chega ao mercado no dia 26 próximo.

Com uma visita ao país engatilhada, o 1975 tenta se firmar na cena e provar que ainda pode ser o que parece que seria. O álbum de estreia deles foi lançado em 2013, DEZ ANOS depois da formação da banda. O álbum chegou a figurar no topo da lista de discos britânicos e, até por essa expectativa toda, o álbum que vem por aí está sendo esperado com certa ansiedade.

Na função de divulgação do disco, o 1975 esteve no famoso Live Lounge da BBC Radio 1 nesta semana e, claro, teve que mandar uma cover improvável. Eles resolveram tocar uma versão bem inusitada, meio soul/funk, para “Sorry”, do… Justin Bieber. O resultado pode ser visto abaixo.

>>

What do you mean? Mais uma cover linda do Chvrches. Agora para o… Justin Bieber

>>

230915_chvrches1

O incrível trio escocês Chvrches, predileto da casa, lança oficialmente nesta sexta-feira o álbum que já ouvimos desde a semana passada. “Every Open Eye” é a nova aposta sonora da doce Lauren Mayberry e seus amigos, rebuscando de forma moderna um synthpop de três décadas atrás.

Daí que a banda, para divulgar o álbum, pintou mais uma vez no Live Lounge da BBC Radio 1. Atração carimbada do programa da rádio inglesa, o Chvrches sempre que dá uma passada por lá deixa registrada uma cover inesperada, tipo “Cry Me A River”, do Justin Timberlake.

Hoje, foi outro Justin o homenageado. Sim, o Bieber. Os escoceses, além de mostrarem o single “Leave a Trace”, cantaram “What Do You Mean?”, novo single do garoto problema norte-americano. O resultado ficou mais ou menos assim…

>>

Justin Bieber maior que Paul McCartney

>>

* Hihi.

Se você acha que o ex-beatle setentão, que inicia sua turnê mundial pelo Brasil com estádios lotados, show de quase 3 horas e quase 40 músicas é o maior artista vivo deste planeta, comece a rever seus conceitos.

Macca who? Dave Grohl quem? Josh Homme, Jack White? Justin Bieber provou ser mais gênio que todos. Em seu show realizado no último domingo, em Dubai, o ídolo teen fazia uma performance ao piano, levando as “beliebers” à loucura. De repente, um fã mais atirado invadiu o palco para dar um abraço no ídolo. E o segurança, óbvio, não curtiu. Partiu para cima do fã, separou ele de Bieber, derrubou o piano (que veio a quebrar), Bieber saiu correndo, olhando a confusão e CONTINUOU “cantando” e dançando na mesma “intensidade” como se nada estivesse acontecendo. Haha. Vídeo do ano?

Que m•••• é essa, Bieber?

>>

* As fotos vazadas e o quiproquó virtual do final de semana em torno da história do Justin Bieber fumando um cigarro que seria maconha estão ganhando contornos bizarros. Fãs gringas do cantor estão literalmente dando o sangue para fazer o cantor não entrar nessas de erva. Várias fotos de fãs cortando os braços, deixando sangrar e fotografando o ato para botar no Instagram e Twitter têm circulado nos últimos dias, nas últimas horas. O movimento de mutilação doida tem até dois nomes: “Operation Cut for Bieber” ou “Cut for Bieber”.

As imagens de Bieber envolto por fumaça correram a internet na sexta, divulgadas pelo divulgador de bafo TMZ. Bieber, diante da repercussão do tamanho de sua fama, chegou a dizer no Twitter coisas do tipo “Você cai, você se levanta”.

Parece, não é confirmado, que tudo começou como zoeira de um site de troll americano, para zoar as fãs “ingênuas” de Bieber, as “Beliebers”. Mas a brincadeira foi longe, depois que muitas adoradoras do menino acharam que o negócio era sério e…

>>

Mallu. Hot. Ready. Legal. – O novo vídeo indie-sambinha-avalanche da Mallu Magalhães

>>

* Olha o indie-sambinha aí, geeeeeeeeente!

* Indie-Folk ou Indie-Sambinha, Mallu ainda é coisa nossa.

A Popload acompanha todas as fases da Mallu. Do cabelo bagunçado e visual molequinha ao mulherão com vestidos longos e franjinha cool. Do folk que misturava Vanguart a Bob Dylan, ao indie-sambinha com sotaque de Marcelo Camelo. Afinal, temos aqui uma certa “culpa” no cartório, você sabe.

Não só as referências musicais mudaram. A “nova Mallu” não lembra em nada a Mallu-Johnny-Cash-ish, ídolo que ela fez questão de homenagear para uma das primeiras Popload Sessions feitas aqui. Ou a primeira capa que fiz com ela para a “Folha de S.Paulo”, com o título pueril “Escola do Rock”.

A Mallu agora é uma gata tropicaliente. Hot and Ready. And legal.

Não tem como não reparar. Outra voz, outro estilo, outro visual, outro olhar. Até perdi a conta de quantos títulos “Mallu Mulher” vi em textos sobre ela. Mesmo assim, ainda se espanta quando o público reage aos gritos quando ela decide “sensualizar” no palco. Ficou irritada quando a parte mais comentada de um show recente foi quando ela soltou os cabelos e agarrou o microfone, enquanto cantava uma música do Mano Chao (aqui).

E daí a gente recebe esse vídeo inédito, com uma Mallu linda de morrer e não tem como não postar. Vídeo bonito, feito pela galera da Zeppelin Filmes, com a Mallu passando de uma avalanche Tropical (hehe) fervendo de calor para um invernão gélido de algum lugar qualquer. O indie-sambinha grita ao fundo.

A revista americana “ROLLING STONE” entende o que a gente está falando. A capa de agosto da publicação estampa um JUSTIN BIEBER “hominho”. Mesmo que na foto ele esteja mais para a Maria Gadu, claro. “Hominho” no sentido “maduro” e saindo da puberdade, não musicalmente. A chamada é a que abre esse post: HOT READY AND LEGAL. O site Gawker lembrou bem: já vimos isso antes. Olha a chamada de capa da mesma “RS” para a ruivinha Lindsay Lohan, ainda na fase “fofa” e prestes a completar 18 anos:

>>