Em justin bieber:

WTF! POPLOAD – Holly Humberstone, 21, faz britpop de piano e chama a atenção. Sem contar a cover de Justin Bieber

>>

hollysld

*****

Olha aí nossa nova seção de novo…

*****

* A gente já está de olho nela faz um tempinho. Conquistando corações pop britânicos com seu piano desde que fazia uns números em shows do Lewis Capaldi, tipo em intervalos, a garota Holly Humberstone, de 21 anos, nos dá a chance de falar mais dela agora com uma performance no “Chillest Show”, baixada de bola sonora que rola na nossa Radio 1, da BBC.

Senhorita Humberstone tocou até uma versão pianística para “Sorry”, do Justin Bieber. Reverência que tem a ver com a idade, talvez, mas é bom dizer que ela é obcecada por Damien Rice.

A pandemia escondeu um pouco Holly Humberstone, que tinha conquistado uma simpatia extra da cena por um bem comentado show no palco dos novinhos do Glastonbury 2019. Segurou seu single de estreia até o final de janeiro de 2020, mas daí…

Seu álbum de estreia ainda está sendo gestado, uma vez que em sua programação consta apenas um EP a ser lançado em novembro, chamado “Emotional Grim Reaper”.

No “Chillest Show”, da Radio 1, ela tocou seu single de março deste ano, “Haunted House”, dois minutos e meio de um pianinho bem do sincero.

A cena musical toda, de gravadoras a distribuidoras, está de olho nesta pianista de piercing no nariz e moletom com capuz. Olho nela.

>>

Popnotas 2 – Tem o novo do Justin Bieber. Mas tem a nova banda do Max Cavalera pra equilibrar o universo. E o Snoop Dogg C.E.O.? E a diretora Keli Uchis?

>>

– A bombástica cantora americana Kali Uchis, de alma colombiana e foto na nossa home, lançou nesta sexta o vídeo de seu hit “Telepatía”, single de seu segundo álbum, “Sin Miedo (del Amor y Otros Demonios)”, seu primeiro em espanhol. Ou visando forte o público latino dos EUA. O vídeo de “Telepatía” foi ela mesma quem dirigiu. Foi gravado em Pereira, na Colômbia, onde ela cresceu. É esta beleza aqui:

***

– Pancadaria absoluta costumeira, o grande Max Cavalera, que um dia com o irmão Iggor estiveram à frente do “almighty” Sepultura, está com banda nova, desta vez com o filho, Amadeus Cavalera, que também tem Igor no nome e é vocalista, guitarrista e baixista. Chama-se Go Ahead and Die, nome-porrada-metal que vai dar nome ao primeiro disco, programado para sair em junho. O anúncio da nova empreitada de Max veio com o lançamento do primeiro single do projeto, “Truckload Full of Bodies”. Não sei por que, mas me parecem nomes muito apropriados para o momento, tanto o da banda quanto do single. O Go Ahead and Die é um trio, completado por Zach Coleman, que tocou no Black Curse. “Tempos extremos pedem música extrema!“, explica Igor Amadeus Cavalera. Não tem razão o moço?

***

– Depois de várias tretas com o duo francês Justice, Justin Bieber lançou hoje seu aguardado sexto álbum chamado… “Justice”. A briga não foi só por conta do nome não, mas pelo logo usado pelo canadence, que é parecido demaisssss com a marca dos franceses. O disco conta com a produção de Finneas, o irmão da Billie Eilish, e tem as colaborações de Chance The Rapper, Khalid e Burna Boy entre outros. Bieber anda sabendo amarrar bem suas relações. “Justice” fala de ativismo social, drama e romance, seguindo uma tendência da molecada aí. Para promover o álbum novo, Bieber participou ontem do programa do ótimo James Corden. Naquele esquema distanciado e tal.

***

– O rapper amigão da galeeeeeera, o gênio Snoop Dogg, lançou música nova hoje, chamada “C.E.O.”. O single vem acompanhado de um vídeo em que a lenda dança em frente a um outdoor que anuncia a marca de gin Indoggo, da qual Snoop Dogg é… “C.E.O.” Snoop tem empresa de shows, maconha, bebida, entre outras coisas. E faz música boa em torno de seu próprio umbigo empresarial. O cara é fera. E ainda por cima em abril sai o álbum do supergrupo que ele está montando com outros rappers do naipe Ice Cube, Too $hort e E-40. Pensa.

>>

Popnotas – O resgate do Cold War Kids, a Brittany Howard num santuário, o vídeo animado do No Rome e amigos você-sabe-quem. E o Tiny Bieber

>>

– Vale nestes tempos ficar de olho na Current, rádio indie de Minneapolis, Minnesota, que a gente gasta um tempo sempre que dá e tem umas sessions bem cabulosas. Como a produção nesta era pandêmica caiu bastante, eles têm rebuscado nos arquivos passagens de bandas ótimas pela emissora, como esta que eles postaram ontem no canal de Youtube deles. A banda Cold War Kids, ótima porém poderia ter ido mais longe, passou pela Current em 2017 para uma session de duas músicas, que a gente traz aqui. O grupo indie-soul, que havia explodido no novo rock uns dez anos antes, ia lançar seu sexto álbum, o “L.A. Divine” naquele abril de 2017 e umas semanas antes ia fazer um show esgotadaço em Minneapolis. Daí aproveitaram e mandaram “Love Is Mystical” e o hit “First”, do disco anterir, de 2014, nos estúdios da Current. Repara a missa acústica.

– Então. Se você quiser encarar, entrou agora há pouco na nobre série online Tiny Desk, da NPR, uma apresentação do… Justin Bieber, ele-mesmo. O rapaz canadense, brother do Drake e de muita gente boa do hip hop americano por suposto, vai lançar nesta sexta mais um disco, seu sexto, chamado “Justice”. Em seu Tiny Desk, num ambiente tiny mesmo, até, Bieber tocou algumas músicas de seu novo álbum, abrindo a história com “Holy”, parceria sua com o Chance The Rapper. Ainda teve “Peaches”, “Hold On”e “Anyone”, tudo do disco que sai depois de amanhã. Tudo aqui, para sua apreciação. Se pans.

– Na possibilidade de encontrar a galera para gravar vídeo, vamos de animação. Foi o que o talentoso músico filipino novinho, por ora inglês, No Rome fez para dar visual à esperta canção que lançou recentemente, muito bem acompanhado. No Rome, como demos aqui, armou tipo um supergrupo com Charli XCX e The 1975 para o single “Spinning”. Que, parece, vai virar grupo meeeeesmo. Dizem. Mas, de todo modo, o álbum próprio do No Name está sendo planejado para sair em novembro deste ano. Estamos esperando já.

– No maior gerador de som ao vivo diárias da história da música, os programas de entrevistas noturnos, ontem foi a vez de termos Brittany Howard (foto na home) tocando para o Jimmy Kimmel. Aqui cabe falarmos que o conceito de “ao vivo” nos dias de hoje não significa “ao viiiiiiivo”, propriamente. É o tal de gravamos ao vivo e enviamos para você. Nessas, o Jimmy Kimmel chamou a brilhante Brittany, muito conhecida por ser a cantora do Alabama Shakes, para mandar sua participação solo, que foi exibida na noite passada. Ela cantou ” Short and Sweet”, canção lindaça de seu primeiro disco fora do Alabama Shakes, sob seu nome, de lááá de 2019, chamado “Jaime”. Uma maravilha gravada em um santuário no Tennessee.

>>

Sorry, mas tem Justin Bieber na Popload. Ao menos com o 1975 tocando

>>

110216_1975_slider

Espécie de eterna promessa de banda grande, o 1975, banda de Manchester, vai lançar no fim deste mês o disco com o melhor título dos últimos tempos: “I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful Yet So Unaware of It”. A obra chega ao mercado no dia 26 próximo.

Com uma visita ao país engatilhada, o 1975 tenta se firmar na cena e provar que ainda pode ser o que parece que seria. O álbum de estreia deles foi lançado em 2013, DEZ ANOS depois da formação da banda. O álbum chegou a figurar no topo da lista de discos britânicos e, até por essa expectativa toda, o álbum que vem por aí está sendo esperado com certa ansiedade.

Na função de divulgação do disco, o 1975 esteve no famoso Live Lounge da BBC Radio 1 nesta semana e, claro, teve que mandar uma cover improvável. Eles resolveram tocar uma versão bem inusitada, meio soul/funk, para “Sorry”, do… Justin Bieber. O resultado pode ser visto abaixo.

>>

What do you mean? Mais uma cover linda do Chvrches. Agora para o… Justin Bieber

>>

230915_chvrches1

O incrível trio escocês Chvrches, predileto da casa, lança oficialmente nesta sexta-feira o álbum que já ouvimos desde a semana passada. “Every Open Eye” é a nova aposta sonora da doce Lauren Mayberry e seus amigos, rebuscando de forma moderna um synthpop de três décadas atrás.

Daí que a banda, para divulgar o álbum, pintou mais uma vez no Live Lounge da BBC Radio 1. Atração carimbada do programa da rádio inglesa, o Chvrches sempre que dá uma passada por lá deixa registrada uma cover inesperada, tipo “Cry Me A River”, do Justin Timberlake.

Hoje, foi outro Justin o homenageado. Sim, o Bieber. Os escoceses, além de mostrarem o single “Leave a Trace”, cantaram “What Do You Mean?”, novo single do garoto problema norte-americano. O resultado ficou mais ou menos assim…

>>