Em katy perry:

Miley Cyrus, as garotas e o… Flaming Lips: "F**k Yeah!

>>

Screen Shot 2014-02-24 at 9.33.25 AM

* A cantora louquinha ex-Disney Miley Cyrus, porque os ex-Disney sempre ficam louquinhos, chamou neste final de semana em um show em Los Angeles o loucão sem-Disney-mesmo Wayne Coyne e seu Flaming Lips para tocar a histórica “Yoshimi Battles the Pink Robot”, música da banda psycho-indie de Oklahoma, que Cyrus disse ser muito fã. Ela explica isso para a mulheradinha insana da frente do palco, didaticamente até.

Wayne entrou com um balão gigante inflado com a frase “Fuck Yeah”. Tudo certo!

Screen Shot 2014-02-24 at 1.28.58 PM

Antes disso, Cyrus mandou todo mundo se beija como desse, com quem estivesse do lado. “Envolvendo línguas”, avisou Cyrus. “Nós gostamos bastante de língua nessa tour”. Parecia esses blocos de Carnaval da Vila Madalena.

Os beijaços eram para uma “supercâmera de beijos” que sobrevoava a plateia e jogava as imagens para o telão. Daí ela desceu a uma área vip e beijou a convidada Katy Perry. And she liked it.

Coyne e o balão Fuck Yeah. Miley Cyrus com a camiseta mais legal dos tempos recentes na música pop. A carona dela mesma, na frente e no verso, com a linguona para fora. “Yoshimi” nas caixas.

Que agito!

>>

O Grammy sendo bom, a volta dos Beatles e o show do Daft Punk. Ok…

>>

* Parece tudo mentira, mas a história é essa. O irrelevante prêmio Grammy de repente promete ser o primeiro grande momento da música em 2014, se rolar o que falam que vai rolar. A festa de sua premiação, que será transmitida ao planeta dia 9 de fevereiro, direto de Los Angeles, pode juntar no mesmo palco os Beatles vivos Paul McCartney e Ringo Starr. E a Taylor Swift na fase “madura”. E o Macklemore and Ryan Lewis cantando “Thrift Shop”. Metallica tocando com o pianista pop star chinês Lang Lang. É a primeira vez em 23 anos que o Metallica volta ao Grammy. O bamba Pharrell Williams vai tocar. A Lorde e a Katy Perry também. E o Daft Punk, essa eu duvido, vai se apresentar com o Stevie Wonder e mandar “Get Lucky” e “Lose Yourself to Dance” com a “formação original” (o citado Pharell e o guitarrista Nile Rodgers). Vai ter o Kendrick Lamar tocando com o chato Imagine Dragons também, mas não sei exatamente o que é isso.
Ah, e vai ter a reunião do Eurythmics, na primeira performance desde 2005, para tocar… Beatles, numa noite em que o Grammy vai comemorar a primeira vez que os Beatles apareceram na TV americana, há exatos 50 anos, no programa do Ed Sullivan.
Que noite!

daft

>>

Popload ama a Suécia, parte 2. O Icona Pop quer conquistar o mundo

>>

251113_iconapop

Nem só de glórias do passado vive a música sueca. O duo indie dance bobagem Icona Pop, como previsto, não para de crescer. A dupla Aino Jawo e Caroline Hjelt inundou as rádios e todas as mídias possíveis neste ano com o super hit “I Love It”. Em setembro, soltaram o primeiro disco de estreia em nível mundial, “This Is… Icona Pop”.

E tudo indica que os próximos meses serão ainda mais agitados para as suecas. Graças ao seu eurodance adocicado, o Icona Pop vai embarcar na semana que vem em uma turnê extensa pelos Estados Unidos, onde tocam cada vez mais.

No início do ano que vem, mais precisamente em fevereiro, será atração de abertura (ao lado da Sky Ferreira) da concorrida “Bangerz Tour”, da louquinha Miley Cyrus, também na América do Norte. Em maio, o Icona Pop excursiona com outra estrela do pop, Katy Perry, em sua “Prismatic Tour” pelo Reino Unido. Em seguida, o duo sueco deve descambar para os festivais europeus.

Bombando cada vez mais o disco novo, o Icona Pop soltou um vídeo artsy rodado em Paris para “Just Another Night”, uma das melhores faixas dela, candidata a hit, também.

Quem vai parar a Aino e a Carol?

>>

Vaccines fazendo a Taylor Swift. Por essa você esperava?

>>

* Popload em Los Angeles.

No gás do lançamento de “Come Of Age”, o aguardado segundo álbum de carreira, o Vaccines fez uma aparição hoje pela manhã na BBC Radio One para divulgar o lançamento do álbum, que por um acaso chegou às lojas hoje.

Acontece que no Live Lounge, o programa da rádio, os artistas que lá se apresentam geralmente cantam músicas deles e uma cover. Uma espécie de Popload Session dos britânicos. Hihi.

Como o dândi Justin Young não é lá muito sério, ele e seu Vaccines mandaram uma cover da cantora Taylor Swift, loirinha de raízes country que é febre entre a molecada que lê a Capricho.

A música escolhida foi “We Are Never Ever Getting Back Together”, novo single da moça. E arrisco a dizer que estou gostando da versão. Me julguem.

* Vale lembrar que, no mesmo programa ano passado, eles tocaram “Last Friday Night”, da também queridinha do pop Katy Perry.

* A Popload está em Los Angeles a convite da Chilli Beans, patrocinadora do FYF (Fuck Yeah Festival), o maior festival pequeno do planeta.

Sorocaba Hype City

>>

* Deve ser a água de Sorocaba. De repente a cidade do interior paulista está bombando na cena pop. E nos grandes festivais. Primeiro foi a banda The Name, fazendo um ótimo show no palco Indie do Planeta Terra. Aí a Katy Perry vai no Rock in Rio, escolhe um rapaz daquele povaréu todo e tasca nele um beijo. Antes, pergunta de onde o cara é. Resposta: Sorocaba. Aí ela grita para o Rio ouvir ao vivo e para o mundo ouvir pela internet: “Sorocaaaaaaaaaaba”. Por fim, no recém-finito SWU, no show do grupo irlandês Ash, o líder da banda, Tim Wheeler, tocou com uma camiseta do Asteroid, o “bar indie” de Sorocaba. Palpite: o próximo “Globo Repórter” vai ser sobre Sorocaba. O que comem, como vivem, o que pensam os sorocabanos…

Bateria da banda The Name, representando Sorocaba no festival Planeta Terra

Tim Wheeler desempenhando rock britânico com camiseta sorocabana no festival SWU, no último fim de semana

>>