Em la roux:

Um ano sem Bowie. E as belas homenagens em forma de música não terminam…

>>

100117_bowiead

Dentro do projeto “O mundo não esquece David Bowie”, alguns amigos e fãs do astro britânico se reuniram no último domingo para celebrar a data que representaria os 70 anos do cantor e, de lambuja, relembrar a marca de um ano sem um dos maiores ícones da cultura pop em todos os tempos, completado hoje.

Em um show organizado em Londres por Gary Oldman, artistas como La Roux, Joe Elliott (Def Leppard) e Simon Le Bon (Duran Duran) armaram uma espécie de coletivo e cantaram canções de Bowie.

100117_bowietribute

A apresentação foi na noite do último domingo e alguns registros foram feitos por fãs. O mix Bowie-Duran Duran vai ser a coisa mais 80’s que você verá hoje.

>>

MECA Festival: o teaser e o Aldo The Band confirmado

>>

* O primeiro festival brasileiro a acontecer em 2015, o ótimo MECA Festival gaúcho, que tem braços em São Paulo e Rio, divulga hoje um teaser da turma gringa que estrela o evento neste ano.

A diva indie La Roux, o duo Aluna George, o quinteto Citizens! e o trio eletrônico Years&Years são as atrações internacionais do MECA 2015, que acontece no hotel-fazenda de Maquiné (Rio Grande do Sul), no próximo dia 17, no dia seguinte na Estação Leopoldina, no Rio, e depois dia 24, no Hangar 001 (Campo de Marte), em São Paulo.

ALDO by JOSÉ DE HOLANDA-0160(1)

A boa esquadra brasileira tem as seguintes atrações nacionais confirmadas:

Maquiné: Eric Endres e Wannabe Jalva
Rio de Janeiro: Pearl Negras, Glass n´Glue e Mahmundi
São Paulo: Aldo the Band (foto acima), Wannabe Jalva e Glass n´Glue

Eric Endres é um verdadeiro guitar hero brasileiro. Tem 17 anos. O Wannabe Jalva, hoje, é a mais americana das bandas brasileiras. Carreira americana, quero dizer. O Pearls Negras é um impressionante trio de hip hop do Morro do Vidigal, no Rio, três garotas novinhas mais conhecidas na Inglaterra que em São Paulo, por exemplo. O Glass n’Glue é um talentoso grupo indie de gente bonita também do Rio. Outra atração carioca é o Mahmundi, bem interessante projeto electropop de Marcela Vale. E agora se junta à turma os caras do Aldo, prediletos da casa, uma das melhores bandas indie-eletrônicas do Brasil, ao vivo ou em disco. Aliás, o segundo disco do Aldo deve sair em março, então algumas músicas novas podem aparecer no show de SP, pelo MECA.

O teaser do festival ficou assim:

** Fotos do Aldo do post e da home da Popload são de José de Holanda.

*** Info de ingressos para o show de São Paulo, aqui.
>>

Melhores discos de 2014 – o Top 30 da Time Out London

>>

130514_larouxdt

Mais uma lista de melhores do ano, antes de publicarmos a nossa. A da vez é da revista/guia Time Out, de Londres, que elencou 30 álbuns que eles julgaram os melhores de 2014. Dá para ver que a alternância e variedade de posições está bem grande pelas listas iniciais.

A Time Out London botou a gata La Roux e seu cabelo chique em 1º lugar, seguida de Damon Albarn e Todd Terje. O Caribou aparece no Top 10, assim como o The War on Drugs (de novo). O ótimo Jungle, o dramático Perfume Genius e o lindo Metronomy também foram lembrados.

A lista, a seguir.

1. La Roux – Trouble in Paradise
2. Damon Albarn – Everyday Robots
3. Todd Terje – It’s Album Time
4. Goat – Commune
5. Little Dragon – Nabuma Rubberband
6. The War on Drugs – Lost in the Dream
7. FKA Twigs – LP1
8. Ibibio Sound Machine – Ibibio Sound Machine
9. Caribou – Our Love
10. Owen Pallett – In Conflict
11. Jungle – Jungle
12. Warpaint – Warpaint
13. Hookworms – The Hum
14. Royal Blood – Royal Blood
15. Taylor Swift – 1989
16. Sun Kil Moon – Benji
17. Perfume Genius – Too Bright
18. Kate Tempest – Everybody Down
19. Mica Levi – Under the Skin
20. The Horrors – Luminous
21. Future Islands – Singles
22. Alex G – DSU
23. Aphex Twin – Syro
24. Damien Rice – My Favourite Faded Fantasy
25. Beck – Morning Phase
26. East India Youth – Total Strife Forever
27. Metronomy – Love Letters
28. Richard Dawson – Nothing Important
29. SBTRKT – Wonder Where We Land
30. Sam Smith – In the Lonely Hour

>>

Só melhora. La Roux e Santigold vêm para o Meca, no Sul, agora em janeiro. E podem (devem) passar por SP e Rio

>>

* Acredite. O 2015 de shows no Brasil já está um caso sério. Parece que logo o meio de janeiro de 2015 nos reserva duas fofurices sonoras, graças ao delicioso festival porto-alegrense Meca, que nem é em Porto Alegre.

Screen Shot 2014-11-24 at 8.36.29

Realizado no meio de uma fazenda do município de Maquiné, a uns 140 km da capital gaúcha, o Meca Festival 2015 deve anunciar nos próximos dias seu line-up com a desejável cantora inglesa La Roux, dona dos melhores sons tecnopop-drama e dos melhores cabelos da música britânica, e ainda a cool Santigold, cantora americana de uma certa new wave já não tão nova localizada entre o hip hop, o pop funky e a dance eletrônica.

O Meca Festival vai acontecer no dia 18 de janeiro, em um sábado, em Maquiné, com reverberações no Rio de Janeiro no domingo, dia seguinte, e em São Paulo, dia 24, o outro sábado. Não se sabe ainda qual das duas ou se as duas tocam no Meca fora do Sul.

La Roux vem com a turnê de seu recente segundo disco, “Trouble in Paradise”, lançado em julho, mas deve abalar mesmo com os hits de pista de seu álbum de estreia, tipo “In for the Kill” e “Bulletproof”.

Santigold está um pouco sumidona, mas dá pinta de que em 2015 volta aos palcos (começando no Meca) e aos estúdios (seu último disco é de 2012, o classudo “Master of My Make-Believe”.

Meca, make us believe. Por tudo que envolve, o lugar, a vibe, as bandas, vale a peregrinação de fé indie a Meca.

Screen Shot 2014-11-24 at 8.35.39

** A cantora Santigold se apresenta, antes, em São Paulo, fora da capital, mais exatamente em Santo André, no festival Batuque, que tem Céu e Nação Zumbi na escalação. O show acontece dia 6 de dezembro na unidade do Sesc local. Os ingressos já estão sendo vendidos para esse evento.

** Depois deste post da Popload, o Meca revelou parte de sua programação 2015, com La Roux, a dupla inglesa AlunaGeorge (da qual a Aluna Francis cantou no disco do Disclosure) e o Citizens!, banda britânica de indie rock que já se apresentou no festival, em 2013.

>>

La Roux no Brasil em janeiro. Talvez março. Talvez Lolla?

>>

Screen Shot 2014-09-29 at 11.36.23

* Cotada para vir no Lollapalooza Brasil 2015, a cantora electropop inglesa La Roux está fechada para trazer seu cabelo cool para apresentações no Brasil, pela primeira vez, no começo do ano que vem.

O negócio é que, segundo informações obtidas pela Popload, sua passagem pelo país pode até ser fora do Lolla e em janeiro ainda por cima. Vamos aguardar o clareamento das notícias. Mas, que ela vem, ela vem.

Muito pedida em festivais, muito negociada para shows aqui, mas nunca disponível ou di$$$ponível para vir, La Roux lançou seu segundo disco em julho passado, o álbum “Trouble in Paradise”. Claramente não causou o mesmo barulho do que quando surgiu na cena, com seu disco homônimo de estreia, em 2009, mas é um bom disco.

Atualmente La Roux está no meio de uma turnê americana, que depois será emendada na inglesa e europeia na sequência. E, no começo do ano que vem, chega por estes lados. Vamos aguardar mais infos.

Abaixo, em uma apresentação de La Roux em Madri agora de setembro, destacamos um vídeo de galera para um “clássico” do primeiro disco, a grande “In For the Kill”. E o cabelo dela?

>>