Em lady gaga:

Lady Gaga tira Bradley Cooper da plateia para cantar “Shallow” ao vivo pela primeira vez

>>

* 2018 nos brindou com dois muito falados filmes da linha “rock’n’roll para as massas”, mas com um indie spirit: “Bohemian Rapsody”, sobre o lendário grupo inglês Queen, e “A Star Is Born”, da Lady Gaga com o ator Bradley Cooper num papel meio Eddie Vedder alcoólatra.

Ambos concorrem, no fim de fevereiro, a alguns prêmios Oscar importantes, entre eles de Melhor Filme e o de Melhor Ator, neste caso para o Freddie Mercury e para o “Eddie Vedder”. O trofeu de Melhor Atriz, se a Glenn Close deixar, pode ir para a cantora Lady Gaga, indicada pela primeira vez por um trabalho de atriz.

“A Star Is Born” (no Brasil, “Nasce Uma Estrela”), que inclusive é dirigido por Bradley Cooper, tem grandes momentos musicais, na frente das câmeras e nos bastidores. Cooper, o guitar-hero Jackson Maine no filme, teve aulas de guitarra e de postura de roqueiro com Lukas Nelson, filho do histórico Willie Nelson e que toca em shows na banda do outro histórico Neil Young. Nelson ainda ajudou Bradley e Gaga a escrever as músicas originais do filme, inclusive os arranjos do megahit “Shallow”, espécie de fio-condutor da trama e que tem até o Mark Ronson na produção.

O filme tem cenas gravadas reais no Coachella (durante os finais de semana do festival, quando está vazio e com a estrutura toda armada) e no Glastonbury (Cooper invadiu o palco durante um show do astro country-rock Kris Kristofferson, com a guitarra desligada, e ficou fazendo “solos” com o instrumento para umas câmeras durante quatro minutos da apresentação do amigo, sem aviso prévio ao público). Até o cenário e camarins do programa “Saturday Night Live” foram usados por Gaga e Cooper.

Acontece que…

Captura de Tela 2019-01-28 às 9.59.56 AM

Em “A Star Is Born”, o astro Bradley Cooper convida a novata Lady Gaga, no susto, a cantar “Shallow” em seu show lotadão.

Agora na vida real, sábado passado em Las Vegas, durante show de Gaga, a coisa se inverteu. A cantora chamou Bradley Cooper, que estava na plateia, para uma performance surpresa de “Shallow” os dois juntos pela primeira vez.

“Tem um grande amigo meu… Não sei se vocês o conhecem, mas o nome dele é Bradley. Ele fez aquele filme, A Star Is Born…”, disse Lady Gaga, no finalzinho do último show da série de sete apresentações que ela vem fazendo na série Enigma, desde o final do ano passado, em Las Vegas. “Então, eu queria dar uma forcinha para ele. Hey, Bradley, você viria aqui cantar essa comigo?”

>>

Kendrick Lamar e Lady Gaga estão entre os finalistas de melhor canção original no Oscar. Thom Yorke não…

>>

A Academia do Oscar revelou no final da manhã desta terça-feira os finalistas em todas as categorias da premiação deste ano, que acontecerá dia 24 de fevereiro, nos Estados Unidos.

Uma das categorias que mais desperta expectativa, a de “Melhor Canção Original”, colocou entre os indicados finais o bamba Kendrick Lamar com “All the Stars”, do filme Black Panther, que conta também com a colaboração de SZA.

Outro destaque da categoria, o que não é muita novidade, é “Shallow”, a parceria melodramática de Lady Gaga e Bradley Cooper, uma das canções marcantes do filme “A Star Is Born”. Entre os compositores está o produtor Mark Ronson.

Quem ficou de fora da lista final foi Mr. Thom Yorke, do Radiohead. Ele concorria com “Suspirium”, da trilha do remake de “Suspiria”, toda curada pelo britânico. Ele estava entre os pré-indicados. Não foi desta vez, Thom.

Confira os indicados – Best Original Song:

– “Shallow” ,A Star Is Born, written by Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando and Andrew Wyatt
Performed by Lady Gaga and Bradley Cooper

– “All the Stars” ,Black Panther, written by Kendrick Lamar, Al Shux, Sounwave, SZA and Anthony Tiffith
Performed by Kendrick Lamar and SZA

– “The Place Where Lost Things Go”, Mary Poppins Returns, written by Marc Shaiman and Scott Wittman
Performed by Emily Blunt and Lin-Manuel Miranda

– “I’ll Fight” ,RBG, written by Diane Warren
Performed by Jennifer Hudson

– “When a Cowboy Trades His Spurs for Wings”, The Ballad of Buster Scruggs, written by Willie Watson
Performed by Tim Blake Nelson

>>

Discaço tributo a Elton John tem QOTSA, Killers, Florence, Sheeran, Coldplay…

>>

gaga

* Discos tributo são um negócio complicado. Quando decidem juntar artistas famosos para fazer covers de um outro artista (mais) famoso, geralmente há um ou dois nomes notáveis, e o resto não impressiona muito. Não é esse o caso de “Revamp: The Songs of Elton John & Bernie Taupin”, álbum com versões de músicas clássicas de Elton John e Bernie Taupin*, que apareceu hoje no Spotify.

Sir John montou uma lista impressionante de nomes do mundo pop, incluindo, atenção: Queens of the Stone Age, The Killers, Florence + the Machine, Coldplay, Lady Gaga, Ed Sheeran, e outros mais, tocando coisas tipo “Tiny Dancer”, Goodbye Yellow Brick Road” e “Don’t Go Breaking My Heart”.

Se tem algumas músicas faltando no disco, como “Rocket Man”, é porque estão no OUTRO disco tributo também lançado hoje, chamado “Restoration”. Enquanto Elton John montou a lista de artistas pop para “Revamp”, seu colaborador Bernie Taupin chamou um número igual de artistas country para fazer mais 13 covers em “Restoration”, dando um total de 26 covers.

Você pode conferir uma playlist com tudo isso (bem como as versões originais), aqui:

eltonrevamp

Neste post, destacamos o disco Revamp, que acreditamos ter mais a ver com o público poploadístico – com todo o respeito ao mundo country, claro.

*Para quem não conhece: Taupin é o principal colaborador musical de John, responsável pelas letras de boa parte de seu catálogo, desde 1968.

* A imagem que abre o post não é o Elton John, veja bem. É a cantora Lady Gaga no Grammy fazendo tributo ao ídolo inglês em janeiro deste ano, em foto de Michael Kova, da Getty Images.

>>

Xiii… Lady Gaga cancela apresentação no Rock in Rio e será substituída pelo Maroon 5, que agora fará dois shows

>>

150217_ladygaga2

Um cancelamento de última hora pegou a todos de surpresa no Rock in Rio. A estrela pop Lady Gaga avisou que não poderá fazer seu show, programado para esta sexta-feira, dia de abertura do evento. Em seu lugar vai tocar o Maroon 5, que já é o headliner do sábado, e agora fica com dois shows no festival.

Semana passada, Gaga havia dito que precisaria tirar um tempo dos palcos para tratar de uma fibromialgia crônica. A produção do Rock in Rio informou que os fãs que se sentirem prejudicados poderão solicitar o reembolso, em uma página que será disponibilizada a partir da próxima segunda-feira, 18 de agosto.

Confira a nota oficial do Rock in Rio:

Devido a fortes dores, Lady Gaga está impossibilitada de fazer apresentações. Por isso, o Rock in Rio lamenta informar o cancelamento de seu show nesta sexta-feira, dia 15. A cantora, que está sendo submetida a um tratamento por profissionais médicos especializados, enviou através do festival seu carinho para todos os fãs e agradecimento pelo apoio e compreensão.

Para garantir a festa na Cidade do Rock, a organização do evento comunica que a banda Maroon 5 substituirá a apresentação da Lady Gaga e se apresentará nesta sexta-feira, realizando assim dois shows, o primeiro no dia 15 e o segundo no dia 16. Dessa forma, o line-up do Palco Mundo neste dia 15 será composto por Ivete Sangalo, Pet Shop Boys, 5 Seconds of Summer e Maroon 5.

Apesar de não ser obrigatório, por respeito aos fãs da Lady Gaga, o Rock in Rio irá reembolsar quem desistir de vir ao evento neste dia. Para aqueles que compraram ingresso para dia 15 de Setembro e optarem pelo reembolso do valor, o Rock in Rio irá disponibilizar, na sua página oficial, na próxima segunda-feira dia 18, toda a informação com o procedimento a ser adotado. Só serão reembolsados os ingressos que não forem usados, os fãs que entrarem na Cidade do Rock no dia 15 não terão direito ao reembolso. É imprescindível, para reaver o valor do ingresso, manter a pulseira em seu poder e que ela não tenha sido utilizada para entrar no festival. Não haverá devolução em dinheiro na bilheteria do evento em nenhum momento.

>>

COACHELLA – E no meio do show rock’n’roll da Lady Gaga tinha uma música nova

>>

170417_ladygaga1

Tudo rolava dentro dos conformes na apresentação arrebatadora de Lady Gaga no último sábado, no festivalzão Coachella, no meio do deserto da Califórnia. Os conformes, no caso de Ga-ga, significou guitarras altas e altas roupas de marca, praticamente um Fashion Week de Paris em um palco. Até que, depois da sequência matadora que emendou “Telephone”, “Alejandro” e “Teeth”, a cantora americana mostrou de surpresa uma nova música, “The Cure”.

O som logo em seguida ganhou as plataformas de streaming com sua versão de estúdio. “The Cure” é a primeira gravação de Gaga desde o lançamento de seu quinto disco, “Joanne”, que saiu em outubro do ano passado.

Dizem por aí que a canção faz parte de um novo EP, “The Joanne Angel”, que terá uma pegada mais pop raiz da cantora, encontrada em seus primeiros álbuns.

>>