Em lana del rey:

POPNOTAS – Queen no celular, o disco legal do Maximo Park e a Lana del Rey “teasing” a gente com o vestido branco

>>

– Lembra quando games como Guitar Hero e Rock Band eram uma febre e lançavam jogos com repertório de bandas famosas como Aerosmith, Metallica e os Beatles? O Queen não conseguiu aproveitar aquela onda, mas agora lançou um joguinho similar nos celulares. “Queen: Rock Tour”, disponível tanto para o Android quanto aos celulares da Apple, celebra os 50 anos da banda. No game, você toca parte do repertório deles, pode selecionar ser um dos quatros membros do grupo, escolher as famosas roupas da banda e se apresentar em lugares históricos – sim, tem o Rock in Rio e em 1985 (não nos anos 70, como contam no game) .

Captura de Tela 2021-03-01 às 1.50.40 PM

– Bem interessante o novo álbum do Maximo Park (foto na home), banda inglesa de Newcastle que surfou bem na boa onda indie que rolou entre 2005, 2007, aparecia muito por aqui na Popload, deu uma sumida ainda que na ativa, mas voltou a chamar nossa atenção. Seu novo disco, “Nature Always Win”, tem pelo menos uma canção bem especial. “Why Must a Building Burn?” é uma homenagem às vítimas do incêndio na torre Grenfell, em Londres, em 2017, uma tragédia que custou a vida de 72 pessoas e que poderia ser evitada se os devidos cuidados de segurança contra incêndios tivessem sido respeitados. A música também faz uma homenagem a um colega do grupo de Paul Smith assassinado no ataque terrorista ao Bataclan, em Paris, cerca de dois anos antes. Ainda no disco, “Baby Sleep” versa sobre a dificuldade de se colocar uma criança para dormir. Indies envelhecem, galera. Em tempo: a voz de Paul Smith continua incrível.

Laninha del Rey vai lançar seu novo disco, o aguardado “Chemtrails Over the Country Club”, agora no dia 19 de março, depois de alguns ameaços, adiamentos, mudanças de trajetória. Ela deve estar preparando como novo single do álbum a faixa “White Dress”, a que abre o novo disco. Neste domingo foi a segunda vez que ela soltou um teaser da música, em sua conta de Instagram, com cenas suas andando de skate. Mais detalhes, Lana não revela. De “Chemtrails Over the Country Club”, a cantora já soltou dois singles, com vídeos. Um para a faixa-título e outro para “Let Me Love You Like A Woman”.

>>

POPNOTAS – Lana Del Rey country e o papel higiênico, Black Pumas na TV dando calor ao Texas gelado, Green Day e a aeróbica punk e a DJ Grace Kelly fazendo homenagem à vulva

>>

* Se você ainda se importa com o Green Day, esta é para você. A banda californiana revelou neste final de semana uma música nova, “Here Comes the Shock”, que foi feita para um jogo de hóquei e é acompanhada por um vídeo de aeróbica punk. Calma. É assim. O Green Day tem uma parceria com a “NHL”, a federação americana de hóquei, e combinou de estrear a canção nova no intervalo de um jogo especial entre o Vegas Golden Knights e o Colorado Avalanche. Acontece que o jogo, que ia ser ao ar livre, foi adiado porque o gelo que serve de piso para a partida não tava “firme”, então liberaram a banda para lançar a música sem ter jogo mesmo. “Here Comes the Shock”, a primeira inédita desde o lançamento do último disco, “Father of All Motherfuckers”, de um ano atrás. O vídeo da música do Green Day é conduzido por uma série de exercícios bons para os pulmões da Hilken Mancini, dona da “Punk Rock Aerobics”, responsável por levar o punk à academia. Mais ou menos isso.

* A baby Lana Del Rey vai lançar seu álbum, “Chemtrails over the Country Club”, no dia 19 de março. É o sétimo disco da cinemática cantora hollywoodiana, que tanto nos alegra com sua melancolia chic. Deste disco Já ouvimos três singles, o último deles a faixa-título, que veio com um vídeo em que Lana era uma loba. Aquelas coisas lá. Mas, enquanto esperamos o novo álbum, ela vem e dá notícias de dois outros discos, um com cover de músicas country e outro de folk. O de country estaria pronto. Ela disse para a revista britânica “Mojo”, em entrevista, que quando escuta seus materiais antigos, vê muito de country music nele. “Eu dei umas escutadas recentes em ‘Ride’ e ‘Video Games’ e achei isso, que são meio country. Quero dizer, elas definitivamente não são pop”. Na mesma entrevista, Lana revelou que gravou uma música para um comercial de papel higiênico, usando um pseudônimo. E disse ainda que o próximo single do novo disco será a faixa “White Dress”. Lana a toda.

CENA: Brasileira nordestina, preta. macumbeira, lésbica e lançando disco na cena eletrônica de Berlim. A DJ baiana Grace Kelly, que vive na frenética cidade alemã, acaba de lançar o single “PPK”, uma “ode às sapatonas e bissexuais que vai muito além do que essas três letras podem significar”. A música, batidão funky dentro da house, é do EP “Dengo”, a ser lançado em breve, o primeiro disco de Grace Kelly, que já tocou pela Europa, Israel, Marrocos, Bali e, claro, Brasil, em seus 20 anos discotecando. Para Grace Kelly, “cantar e celebrar o orgulho LGBTQIA+ é revolucionário, empoderar o feminino para além da vulva é mais que subversivo, mas usar uma linguagem debochada é o tiro certo para convidar quem escuta”. “PPK”, gíria da gíria gay “pepeka”, o órgão sexual feminino, tem um vídeo… digamos… magnético.

* A dupla texana Black Pumas foi ao programa noturno do apresentador Jimmy Kimmel na semana passada mostrar a linda faixa “Know You Better”. A faixa pertence ao ainda primeiro disco do duo Eric Burdon e Adrian Quesada, de junho 2019, indie psicodélico típico de quem é de Austin. Aqui, pendendo ao soul. “Foi ao programa”, você sabe, é modo de dizer. Essa “Know You Better” ao vivo foi gravada e enviada ao Kimmel, que dedicou a atração musical aos “amigos do Texas”, desejando um calorzinho para eles. O Texas, um dos lugares mais quentes dos EUA, passa por um inverno sem precedentes nestes dias, com uma neve bizarra e falta de energia para aquecimento.

>>

Top 10 Gringo: Começamos mais um ranking Popload semanal. Desta vez internacional. E com a Julien Baker fofa liderando

>>

* A gente enrolou bastante, mas agora o nosso “Top 50 da CENA” ganha seu irmão internacional. O Top 10 Gringo segue a filosofia do Top 50 de música brasileira que a gente costuma publicar às quartas-feiras de manhã aqui na Popload. Uma parada muito nossa, mais conceitual e de gosto do que de vendas/audições em streaming. Gerando toda semana uma playlistezinha básica bonitinha para ouvirmos.

Nem no da CENA, nem neste Gringo, a ideia não é promover a disputa entre artistas, mas sim a apreciação das músicas que mexeram com a gente durante a semana que passou. Vai ter muito lançamento fresco, sim, mas cabe também alguma antiga revisitada pelo espírito da época ou aquelas que descobrimos só mais para frente. É muita música neste mundão de meu Deus. Nesta estreia, um bom mix entre as primeiras de 2021 e as perdidas de 2020.

De novo, tudo isso sempre como uma boa desculpa para formar já aquela playlist caprichada e sempre em construção em que você vai poder descobrir e redescobrir quais sons bombaram em 2021, quando (este ano esperamos abençoado) acabar.

Vamos ao primeiro TOP 10 Gringo de 2021?

top10-1

1 – Julien Baker -“Faith Healer”
Em um tratado sobre vícios, Julien Baker reflete além da questão do vício em drogas e avança sobre a questão do escapismo, que alguns encontram na política, na religião. Formas de lidar com a dor que talvez evitem a cura da própria dor quando confiamos em pessoas não muito bem intencionadas. Um musicão. Promete ser um álbum e tanto esse “Little Oblivions”, que chega em fevereiro.
2 – Navy Blue – “1491”
1491. Um ano antes de Colombo chegar à América. Sob uma das base mais deliciosas da safra 20/21, o rapper nova-iorquino Navy Blue criar um refrão e tanto, daqueles que dispensa traduções. “Uh, I used to kiss my Saint Christopher, fuck Christopher Columbus/1491, it’s one and done, this shit is fucked up/Uh, shit is fucked up”.
3 – Shame – “Nigel Hitter”
Pelo que adianta Charlie Steen, o vocalista do Shame, “Nigel Hitter” é um ponto determinante do novo álbum do Shame, “Drunk Tank Pink”, que sai sexta-feira. Muito do disco parece ter sido escrito entre sonhos e divagações após a looonga última turnê da banda. Aliás, aviso de gatilho, o Shame não prepara só um novo álbum. Eles já têm turnê agendada e com show esgotado. Sim, shows. Lembra? Se vai mesmo rolar é oooooutra história haha.
4 – SZA – “Good Days”
Será que teremos em 2021 o segundo álbum da SZA? Esperamos que sim. Desde 2017 sem um disco só seu, estamos com saudades dela. “Good Days” promete uma safra de músicas boas. Uma delicada bomba contra a ansiedade.
5 – Lana Del Rey – “Chemtrails Over The Country Club”
Enquanto a gente editava este post, Lana resolveu dar as caras. “Chemtrails over the Country Club” chega com a data de lançamento do seu sétimo álbum, que leva o nome da faixa. No disco, mais um tanto de sua parceria com o produtor Jack Antonoff e até uma cover para um som da Joni Mitchell. Fora o vídeo desta música, tão incrível como maluco. Bem Lana.
6 – Playboi Carti – “M3tamorphosis”
Bom de crítica, bom de vendas. O rapper Playboi Carti já começa 2021 fazendo história. No longo “Whole Lotta Red”, seu disco lançado no Natal, se destaca esse som que tem a presença do sempre certeiro Kid Cudi. Aí fica mais fácil. Musicaça.
7 – Viagra Boys – “In Spite Of Ourselves”
Um bom som do primeiro álbum de 2021 que bateu por aqui. Dentro de “Jazz Welfare” se destaca “In Spite of Ourselves”, música que tem feat. com Amy Taylor, da Amyl and the Sniffers, considerada a melhor banda da Austrália hoje, apesar do Tame Impala e tals.
8 – Tia Carys – “Trouble Train”
Rapper do Reino Unido que começa a circular devagarzinho por aí. Canção boa que pega nas primeiras notas. Balanço gostoso. Nome para se acompanhar.
9 – Phoebe Green – “Grit”
Mais uma inglesa. Desta vez de Manchester. Aquele som que parece produzido no quarto, um encontro de lo-fi, pop caprichado, bom gosto em cada timbre do instrumental, a voz.
10 – Kings of Leon – “The Bandit”
Entre erros (muitos) e acertos (alguns), não dá para ignorar os King of Leon. “The Bandit” é um dos acertos. E pelo visto caiu no gosto do fãs, que no Spotify ela deu um banho de plays no seu lado B, a outra inédita e fraca “100,000 People”.

***

Você chamou a playlist? Ela tá aqui.

***

* A imagem que ilustra este post é da multiinstrumentista Julien Baker.
* Este ranking é formulado por Lúcio Ribeiro e Vinícius Felix.

>>

A loba Lana del Rey lança single, vídeo, data, tracklist, capa e bronca. Veja “Chemtrails over the Country Club”

>>

Captura de Tela 2021-01-11 às 5.01.01 PM

* A espetacular Lana del Rey vai dar um rolê de carro na sua Mercedes antigona conversível e volta uma loba em seu mais novo vídeo, “Chemtrails over the Country Club”, que ilustra seu mais novo single e dá nome ao seu mais novo álbum, a sair em 19 de março em data anunciada hoje. “Chemtrails over the Country Club”, o sétimo álbum da cantora californiana, veio de adiamentos desde o ano passado porque a fabricação de vinil andava bagunçada nas entregas, por conta do coronavírus. Parece que isso foi acertado.

Junto com o single/vídeo e a data do álbum, Lana revelou ainda a capa e o tracklist de “Chemtrails over the Country Club”. A loja inglesa HMV vai vender uma edição especial do disco, com o vinil vermelho.

lanacapa

Confira o lindo vídeo do novo single de Lana del Rey, que chamou as amigas para participar. “These are my friends this is my life”, ela explicou nas redes sociais. “We are all a beautiful mix of everything—some more than others which is visible and celebrated in everything I do”, continuou, desencavando polêmica do Instagram e Twitter no ano passado sobre postar só amigas brancas.

“Sempre tenho sido muito inclusiva com as pessoas sem forçar nenhuma barra”, disse ela, desafiando os detratores de redes sociais a reclamarem agora sobre a suposta discriminação a pessoas de cor ou mulheres de cor.

Laninha pistola. Mas no vídeo ela vira loba, então beleza.

Abaixo, o vídeo cinematográfico (para variar) de Lana del Rey para “Chemtrails over the Country Club”. Depois, a lista de músicas do novo álbum.

1.”White Dress”
2.”Chemtrails over the Country Club”
3. “Tulsa Jesus Freak”
4. “Let Me Love You like a Woman”
5. “Wild at Heart”
6. “Dark but Just a Game”
7. “Not All Who Wander Are Lost”
8. “Yosemite”
9. “Breaking up Slowly”
10.”Dance till We Die”
11.”For Free” (Joni Mitchell)

>>

Lana Del Rey volta à TV, com vídeo gravado em bar, querendo amar como uma mulher

>>

Captura de Tela 2020-12-15 às 12.38.05 PM

* Sumida da televisão há, acredite, nove anos (!), Lana Del Rey quebrou o jejum ontem à noite numa apresentação especial para o “Tonight Show”, programa de fim de noite do apresentador e agitador musical Jimmy Fallon.

A performance foi pré-gravada, óbvio, e tem jeitão mais como um vídeo oficial do que como exatamente uma “volta à TV” de Lana, mas ainda assim…

O que Lana Del Rey entregou ao Fallon foi uma performance de sua mais recente canção, filmada em uma espécie de bar de estrada, com a presença de banda e backing vocals. Lana com o tradicional cabelo ondulado de diva do cinema dos anos 50 e tudo.

A música, “Let Me Love You Like a Woman”, foi lançada em outubro como single e faz parte do próximo álbum da cantora, “Chemtrails over the Country”, previsto para sair em março de 2021. Era para o sucessor do ótimo “Norman Fucking Rockwell!” já ter saído em setembro, mas problemas com a produção e principalmente entrega de vinil fez Lana jogar o lançamento para o ano que vem, porque ela não quer enterrar suas belas capas nas fotinhos pequenas de plataformas de streaming.

Lana arrasa muito, em várias camadas.

https://youtu.be/VwpCAzEiTzs

***

* Rádio é demais. Ouça rádio!

>>