Em lcd soundsystem:

Mais cover: LCD Soundsystem na reinterpretação da Emily Haines

>>

Captura de Tela 2017-10-23 às 5.14.43 PM

* A multibandas Emily Haines, a conhecida canadense de voz doce do Metric e do Broken Social Scene, soltou um cover lindão da música “American Dream”, do nosso querido LCD Soundsystem. Em seu Twitter ela disse que a música é “excelente e viciante”.

Sem os synths de James Murphy, a versão ganhou piano, que somado a suavidade vocal de Haines resultou numa ótima interpretação.

A cantora lançou no mês passado o disco “Choir of the Mind” junto de sua outra banda, The Soft Skeleton, seu primeiro álbum solo depois de um longo período de hiato. A música está apenas no Spotify, para quem tem a plataforma.

Chega mais, Haines.

>>

Jimmy Kimmel invade o Brooklyn e é recebido pelo LCD Soundsystem ao som de “Tonite”

>>

171017_lcd2

Pela terceira vez em sua história, o programa do Jimmy Kimmel firmará residência de uma semana no Brooklyn, mais precisamente na linda Brooklyn Academy of Music. O primeiro episódio da série rolou na noite de ontem e teve nada menos que os “locais” LCD Soundsystem dando as boas vindas.

A trupe incrível de James Murphy mostrou ao vivo a ótima “Tonite”, talvez melhor faixa do último disco deles, o recém lançado “American Dream”, primeiro #1 deles na Billboard.

Nunca é demais lembrar que o LCD Soundsystem vai mostrar esta e outras canções espetaculares no Brasil, no início do ano que vem, já que eles serão uma das principais atrações do Lollapalooza 2018, que acontece entre os dias 23 e 25 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

>>

LCD Soundsystem invade a TV com uma das músicas do ano. Ao vivo, “Tonite” ficou ainda melhor

>>

270917_lcd2

Uma das atrações desta semana do sempre bom programa do Jools Holland foi nada menos que o LCD Soundsystem, nossa banda predileta, mais uma a encorpar o lineup absurdo do Lollapalooza Brasil 2018 divulgado na manhã de hoje.

A trupe de James Murphy apareceu na BBC para mostrar seu novo disco, “American Dream”, lançado no início desde mês, que marca de forma definitiva o retorno da banda que chacoalhou as pistas de dança indies no início da década passada até agora.

A faixa que foi ao ar na TV foi a belíssima “Tonite”, uma das melhores do álbum, que nos oferece o melhor do grupo de James Murphy, que são suas eletronices cool, interferências estranhas bem colocadas, voz deliciosa, letras irônicas de um lado e pesada de outro, por conta da mania do Murphy de achar que está velho demais para tudo, pontua a canção entre falsetes e vocoder.

Ao vivo ficou ainda melhor do que a versão de estúdio, achei.

>>

Somebody told me!!! Lollapalooza Brasil confirma tudo: Killers, Pearl Jam, LCD Soundsystem, Metronomy, The National, Chance the Rapper vêm a SP no ano que vem

>>

LCD Soundsystem

* Achamos aqui a melhor escalação de sua história brasileira. E é mesmo tudo aquilo que a gente dizia.

A grife de festivais Lollapalooza divulgou hoje o line-up de sua edição 2018, a sua sétima no país. Conforme a Popload já havia adiantado em furo latino-americano (hehe), no ano que vem o festival do Autódromo de Interlagos vai acontecer em três dias de março: 23, 24 e 25, incluindo uma sexta-feira, que deve ser inaugurada com shows do veterano Red Hot Chili Peppers e do maravilhoso “too old to be new, too new to be classic” LCD Soundsystem, de James Murphy.

Outros nomes presentes da lista, para empolgar, são The Killers, Metronomy, Chance the Rapper, Liam Gallagher, The National, Spoon, Pearl Jam, Mac DeMarco, Lana del Rey, Anderson .Paak, Wiz Khalifa, Royal Blood entre outros. Esquisito um pouco, mas o grande e veteraníssimo David Byrne, que um dia liderou o mítico Talking Heads, vai se apresentar em Interlagos. Outros nomes da lista, alguns adiantados por aqui, são Imagine Dragons, Tyler the Creator,

CENA – O Terno, Liniker e os Caramelows, Mano Brown, Rincon Sapiência, Tagore, Ventre, Francisco El Hombre, Mallu Magalhães, Plutão Já Foi Planeta, Ego Kill Talent e Tiê são alguns dos brazucas no Lolla-BR.

Veja a lista completa abaixo. Vamos falar muuuuuito de Lolla até março acabar.

Captura de Tela 2017-09-27 às 10.04.56 AM

Os ingressos já estão sendo vendidos em seu segundo lote, o Lolla Pass (válido para os três dias do Festival). Custa R$ 750 (meia-entrada). Está no site do Lolla, na bilheteria oficial e em pontos de venda exclusivos.

.

Opa, opa. Chili Peppers abrem o Lolla Brasil na sexta, em março. Anderson .Paak e Wiz Khalifa estão no festival. Escalação total sai nesta quarta

>>

050216_wiz_slider

* Na próxima quarta, 27, na parte da manhã, passado o agito louco do Rock in Rio, o próximo festival gigante, este paulistano, divulga sua escalação oficial. O Lollapalooza Brasil, que acontece no fim do mês de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, agora em três dias de evento, vai liberar talvez a melhor de suas escalações, pelo que a gente já sabe.

Não é certo que o festival anuncia já quem toca qual dia, mas a Popload ouviu que o primeiro headliner, o da sexta-feira, será o veterano grupo americano Red Hot Chili Peppers, que fecha a sexta-feira do evento. A maravilhosa banda indie-dance LCD Soundsystem deve tocar também no primeiro dia do Lolla-BR.

Entre os nomes já divulgados pela Popload e que estarão tocando em São Paulo no Lolla, ano que vem, além dos citados acima, estão Killers, Pearl Jam, Liam Gallagher, Lana Del Rey, Metronomy, Mac DeMarco, The National, Years & Years, Chance the Rapper, entre outros. E pode botar mais dois nomes espertos nessa conta.

O rapper Wiz Khalifa engrossa a já volumosa lista de shows interessantes do evento. Lembro que o show mais quente eu vi na minha vida de shows quentes foi um dele, num Coachella, há uns anos. A performance até estava bem divertida, mas o “quente” no caso se refere ao sol que eu peguei na cabeça para ver o mano de Pittsburgh cantar petardos como “Black & Yellow”. A apresentação dele foi tipo 14h, sol rachando a tipo 100º com sensação térmica de 200º, no deserto da Califórnia. E eu jurando para mim mesmo “Só uma música, só mais uma” antes de sair correndo para uma tenda com sombra em um show qualquer. O cara manda bem.

Quem também tocará no Autódromo de Interlagos é Anderson .Paak. O polivalente músico é uma espécie de tesouro do indie americano, que tem crescido em doses absurdas desde seu disco “Malibu”, que saiu em 2016, e rendeu ao cantor nada menos que 15 shows no South by Southwest do ano passado. Considerado um tipo de cruzamento etéreo entre o Kendrick Lamar e o Frank Ocean, ele é adorado por gente da linhagem de Dr. Dre, graças ao seu som que transita pelo soul, R&B e até hip hop.

O Lollapalooza Brasil acontece nos dias 23, 24 e 25 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

160816_paak2

>>