Em Liam Gallagher:

Saiu “Why Me? Why Not”, novo disco do Liam Gallagher, que não se lembra das próprias tuitadas

>>

Liam Gallagher Artwork

Um dos melhores discos do ano (né?), “Why Me? Why Not”, o segundo solo de Liam Gallagher está oficialmente entre nós.

Lançado nesta sexta-feira, o álbum tem 11 faixas em sua versão oficial e 14 na deluxe, que está disponível nas principais plataformas de streaming.

Com uma pegada um tanto diferente do que acostumamos a ouvir com o Oasis, Liam se arrisca um pouco mais e aposta em um som retrô.

A boa notícia, além do lançamento do disco, é saber que Liam vai figurar em todos os cantos por aí com entrevistas e matérias especiais. Entre elas está uma do Twitter, que botou o ex-vocalista do Oasis para analisar suas próprias tuitadas, a maioria delas criadas enquanto ele estava bêbado. O resultado é genial.

>>

Liam Gallagher se distancia um pouco do Oasis em “Why Me? Why Not”, seu segundo disco solo

>>

260719_liam

Sai nesta sexta-feira, de forma oficial, o segundo disco solo de Liam Gallagher. “Why Me? Why Not” pinta no mercado dois anos depois do bem bom “As You Were” e chega para consolidar uma nova fase da carreira de Liam, dez anos depois do fim do Oasis e do fracasso que foi o Beady Eye nesse meio tempo.

Com 11 músicas no total, Liam fez questão de deixar de fora dois sons lado b que encaixariam bem no disco (Invisible Sun e Misunderstood), algo que é praxe de um Gallagher desde o disco de estreia do Oasis, quando Noel deixou de fora do Definitely Maybe a clássica Whatever. Enfim.

Em “Why Me? Why Not”, Liam aposta em um som mais retrô e distante do Oasis, marca registrada do seu álbum anterior. Canções mais elaboradas, produzidas com até excesso de capricho às vezes, dão o tom neste novo projeto.

Além dos quatro singles já conhecidos – Shockwave, The River, Once e One Of Us – destaque para Gone, a despretensiosa Alright Now, e ainda a faixa título, que pode ser ouvida abaixo.

LIAM GALLAGHER – WHY ME? WHY NOT

>>

No aniversário de morte do Oasis, Liam tenta comover o Noel em vídeo nostálgico

>>

280819_liam3

Há exatos 10 anos, em 28 de agosto de 2009, chegava ao fim a conturbada história do Oasis, uma das maiores bandas de todos os tempos, mas que não resistiu à tensão entre os irmãos Liam e Noel Gallagher, uma relação complexa que transcende a própria existência do grupo.

O fim do Oasis se deu minutos antes da banda entrar no palco, após uma áspera e final discussão entre os dois irmãos no camarim em Paris, que deixaram 40 mil pessoas esperando por um show que, pelo visto, nunca vai acontecer.

Um dos sujeitos que mais faz campanha pela volta da banda, Liam aproveitou a data de hoje para soltar um novo vídeo carregado de mensagens pessoais. A produção visual é para seu novo single, “One Of Us”, do disco “Why Me? Why Not.”, que será lançado em 20 de setembro.

No vídeo, três jovens emulam os tempos de juventude de Liam e seus irmãos Noel e Paul Gallagher. O próprio Liam aparece perambulando em uma montanha repleta de fotos reais com os irmãos na época em que eram meros anônimos em Manchester. Junto, uma mescla de imagens com cadeiras vazias, fazendo alusão à falta de Noel, que não troca ideia com seu irmão caçula desde o fim do Oasis, de fato. Em um trecho, Liam entra em um galpão e, na porta, está a data do fim da banda: “28.08.09”.

280819_liam2

Vale lembrar que, apesar das manifestações públicas do Liam pela volta do grupo, Noel é quem menos faz questão que isso aconteça, ainda mais depois que o irmão, nos últimos anos, tenha ofendido especialmente sua esposa.

Enquanto o Oasis não volta – e não volta mesmo – Liam lançará dia 20 de setembro seu segundo disco solo.

>>

O mundo quer a volta do Oasis, parte 2 – Foo Fighters estampa bateria com foto de Noel e Liam e quer petição por uma reunião

>>

260819_foofighters_oasis2

Fã confessos do Oasis desde sempre, Dave Grohl e Taylor Hawkins resolveram prestar uma homenagem e fazer uma pressão de leva pela volta do grupo dos irmãos Gallagher.

Na noite do último domingo, no show no Reading Festival, a banda norte-americana botou uma foto dos brothers de Manchester na bateria e deu algumas declarações no palco.

Antes de tocarem a cover de “Under Pressure”, o baterista Taylor Hawkins disse que “um dia desses teremos o Oasis de volta”.

Logo em seguida, Dave completou: “Nós estamos tentando. Quantas pessoas querem ver o Oasis fazer um show? Nós estamos tentando. Vamos assinar uma petição. Todos aqui, ok?”. Logo depois, Hawkins zoou dizendo que a reunião ainda não aconteceu porque Liam e Noel têm dinheiro demais.

Os caminhos de Oasis e Foo Fighters se cruzam há pelo menos 15 anos, quando o grupo de Grohl abriu alguns shows da banda britânica. Em 2017, foi a vez de Liam Gallagher fazer shows de abertura para os americanos, em rolês que renderam até uma cover impagável de “Come Together”, dos Beatles, na Califórnia.

>>

“You said we’d live forever”. Liam Gallagher manda diretaça pro Noel no belo single “One Of Us”

>>

160819_liamgallagher2

Enquanto Liam Gallagher parece querer fazer seu mea-culpa e promover uma volta do Oasis, Noel tem sido cada vez mais irredutível quanto à possibilidade de dividir o palco com seu irmão caçula outra vez.

Se as mensagens de Liam em entrevistas ou no seu próprio Twitter não estão suficientes, ele resolveu agora passar o recado através de música, mais precisamente no novo single, “One Of Us”. Tem um trechinho bem bom, inclusive:

“C’mon, I know you want more
C’mon and open your door
After it all, you’ll find out
You were always one of us
Act like you don’t remember
You said we’d live forever
Who do you think you’re kidding?
You were only one of us in time”

Então. Os rumores de que a música é direta para o Noel surgiram quando fotos da gravação do videoclipe em Manchester foram registradas. Nelas, três jovens emulam Liam, Noel e o outro irmão deles, Paul, enquanto jovens. Ao longo da locação, imagens reais e antigas da família Gallagher.

Foto: MCPIX

Foto: MCPIX

“One Of Us”, que lembra bastante Ian Brown, é o quarto single do novo disco de Liam, “Why Me? Why Not.”, que será lançado dia 20 de setembro. Antes foram lançadas as também boas “Shockwave”, “The River” e “Once”. Este será o segundo álbum solo do cantor britânico, que antes formou o Beady Eye, em sua trajetória sem o Oasis desde 2009.

>>