Em Liam Gallagher:

POPCAST – As 1001 histórias do Rock in Rio de 2001 – 20 anos. A melhor edição da história?

>>

* 2001 já ia ser um ano por si só espetacular, com a chacoalhada de garagem que bandas como Strokes e White Stripes ia dar na cena musical do planeta. Mas naquele ano, antes da explosão, no final de janeiro, teve a terceira edição do Rock in Rio 2001.

Muita gente, talvez como a gente, considera essa a melhor edição de um festival por tudo o que ocorreu nele. Em cima do palco e fora dele.

popcast

E, na edição do Popcast, o podcast da Popload, eu, @lucioribeiro, e minha parceira Isadora Almeida (@almeidadora) lembramos as aaaaaaltas histórias do acidental e acidentado festival carioca neste ano em particular. O RiR 2001 comemorou 20 anos agora em janeiro.

Sem querer dar muito spoiler, ajudou o fato de eu estar imerso no festival e fora dele naquelas duas semanas de janeiro, trabalhando na cobertura do evento pela Folha de S.Paulo.

Causos de Oasis, Neil Young, Silvinho Blau Blau, Queens of the Stone Age, Britney Spears, Carlinhos Brown, Cássia Eller, REM, Chili Peppers (e não Head Rót) foram destaque no Popcast, que ainda teve o famoso pódio das principais músicas da semana, minhas e da Isa, fora o pitaco sobre a CENA nacional.

E fora, claro, a playlist que este podcast gera.

***

* O Popcast desta semana foi uma homenagem à grande Sophie. R.i.p.
** A foto que ilustra a chamada para este post na home da Popload é de Nick Oliveri, o baixista da banda Queens of the Stone Age, que tocou pelado no Rock in Rio 2001. E foi preso ainda no palco. E alegou, na delegacia: “Mas no Carnaval, aqui no Rio, todo mundo não fica pelado?”.

>>

POPNOTAS – Weezer e as canções tristes favoritas. Noel furando o olho do Liam. As Palberta. Playboi Carti botando fogo no Jimmy Fallon

>>

Palberta. Já escutou? O trio formado por Nina Ryser, Ani Ivry-Block e Lily Konigsberg ganhou uma matéria simpática no “New York Times” e chamou nossa atenção. Sendo um trio de baixo, guitarra e baterias, as meninas de NYC se revezam nos instrumentos a todo o momento e fazem um som bem interessante. Se as palavras lo-fi, noise e harmonias vocais pop te agradam, só vai. Ah, elas soltaram disco novo agorinha, “Palberta5000”. 16 faixas que correm em 30 e poucos minutos.

– O Liam até pede, tadinho. Mas o Noel, marrentão, nem dá bola. Se o Oasis em si não volta, o Gallagher mais velho avisou em um podcast que vai lançar um disco só com músicas antigas da grande banda do britpop que nunca foram gravadas, ou pelo menos nunca foram mostradas para ninguém. E sem o Liam na história. Essas “canções perdidas” do Oasis estão sendo revisitadas por Noel neste tempo ocioso da pandemia e vão formar um álbum de 14 faixas. Noel vai regravar tudo. E não usar os velhos registros puro e simples. “Algumas dessas músicas são bem old-school. Vou regravá-las agora sem mexer em nada, na mesma vibe.”

– Enquanto a Casa Natura Musical não pode voltar a realizar seus shows, eles preparam uma série de lives de papos bem intimistas entre artistas. A série “Afetos” trará conversas entre Linn da Quebrada e Jup do Bairro (28/1), Mc Tha e Malka Julieta (4/2), Luedji Luna e Conceição Evaristo (11/2) e Zeca Baleiro e Juliana Linhares (18/2) no perfil da casa no Instagram (@casanaturamusical), sempre à partir das 19h.

– Quem não perde um Popnotas sabe que a gente está acompanhando de perto um dos fenômenos do ano: Playboi Carti. Álbum novo elogiado, vendas/streamings bombando. Desta vez ele estrelou o “Tonight Show”, do Jimmy Fallon, o late night mais importante dos EUA (para a música), para uma apresentação de “Slay3r”. Numa apresentação num galpão, com fogo, escada no meio e músicos com máscara. Ornou bem tudo. Inclusive um “Noel Gallagher” sentado ali no cenário, fazendo tipo.

– As canções favoritas do Weezer são as tristes, canta River Cuomo em “My Favorite Songs”, o primeiro single a sair do próximo álbum, “OK Human”, o 14º da banda, que sai semana que vem. “OK Human” é o primeiro dos dois discos que o veterano grupo indie pop de Los Angeles vai lançar neste ano. “Van Weezer”, o 15º, está programado para chegar aos streamings no dia 7 de maio. Parece que a diferença dos dois discos é que “OK Human” teve seus instrumentos de cordas gravados no mítico estúdio de Abbey Road, na Inglaterra. “Para o som soar bem excêntrico”, disse Cuomo em uma live no ano passado. Excentricidade é um dos fortes do Weezer. “My Favorite Songs” vem com um vídeo fofinho, bem Weezer. Envolve celular e basquete.

>>

Liam solta o vídeo novo em homenagem ao John Lennon. Imagine isso!

>>

Captura de Tela 2020-12-08 às 4.18.27 PM

* Falando no Liam, o cara vai lá e lança o vídeo dessa prag… música linda de Natal que não é de Natal etc. “All You’re Dreaming of”, que depois do dia 26 deste mês nós vamos odiar com todas as forças, mas que agora compõem o momentum da vida de todo mundo, que é a chegada do Natal num ano desgraçado.

Comentando sobre o vídeo, uma coisa a dizer é que gostamos bem da camisa dele. Ainda existe aquela marca fashion que ele tinha?

Fora isso tem neve, uma galera tocando instrumentos de sopro, o passarinho, a janela da esperança com uma mensagem no final, é p&b, tem velas, Liam aparecendo em dose tripla, uns fantasmas, que mais? Piano tocando sozinho já mencionamos? Neva dentro da casa, uma loucura.

O vídeo sai hoje, exatamente dia do aniversário de morte do ex-beatle John Lennon, o ídolo de Liam e nome de um de seus filhos. Está cheio de referências no vídeo de “All You’re Dreaming of” ao vídeo de “Imagine”, de Lennon. Da frase na janela (no spoiler) à andada de costas pelo jardim numa névoa gelada.

Liam é gigante, after all.

>>

POPLOAD NOW – Seis novas (ou mais ou menos novas) canções de Natal para sua “alegria”, um oferecimento de Arlo Parks, James Blake, Killers, Snoop, Liam, Cribs e Beabadoobee

>>

* Bom, já não está tendo para onde correr. Parece que vai ter mesmo Natal neste ano maluco e parece ainda que o Natal vai ser mesmo no dia do Natal. Prédios e shoppings já estão há dias irritantemente iluminados, aquelas coisas. Então, se faltava a trilha sonora disso, não falta mais.

Na parte musical, a tradição das canções pop natalinas já está pronta em 2020.

Mas, antes de falar das Christmas Songs, sempre vem uma música à cabeça que queremos lembrar aqui, como tributo: “I DON’T WANT A LOT FOR CHRISTMAS… ALL I WANT FOR CHRISTMAS IS YOOOOOU!”.

Obrigado, Mariah Carey, por imortalizar sonoramente esta época para todo o sempre. Agora, vamos a um apanhado das mais novas (ou quase) canções natalinas para o nosso bico:

****

** ARLO PARKS, JAMES BLAKE & BEABADOOBEE
Começando por essa turma queridíssima lá do Reino Unido, Parks, Blake e Beabadoobee lançaram covers festivos para a Apple Music.

A rising star Arlo Parks foi de Wham! e “Last Christmas”, numa versão mais fofa do clássico oitentista de George Michael.

https://music.apple.com/us/album/last-christmas-single/1540949324

A incrível Beabadoobee, meio filiipina, meio britânica, se jogou no espírito de Natal da tradicional “Winter Wonderland”, que ao longo dos anos ganhou versões de todos os tipos, desde Eurythmics a She & Him. Na voz da artista ficou tão bela como se saída de um filme da Disney.

https://music.apple.com/us/album/winter-wonderland-single/1540886655

O grande James Blake, por sua vez, foi de “In the Bleak Midwinter”, que também é conhecida como “A Christmas Carol”, um clássico favorito entre as músicas natalinas, que talvez você já tenha ouvido até no seriado cool obrigatório “Peaky Blinders”, já que a música ficou popular entre as Primeira e Segunda Guerra Mundial, quando os irmãos Shelby brigavam para manter a família unida, mas ou menos.

https://music.apple.com/us/album/in-the-bleak-midwinter-single/1541214258

****

** CRIBS
A banda indie-garagem inglesa The Cribs, trio de irmãos beeeeem querido deste espaço popper virtual, acabou de lançar seu oitavo disco, o bom “Night Network”, tentando voltar ao jogo da cena britânica depois de uns anos afastados. Uma limitadíssima versão do vinil do disco, quando comprada, ia com um daqueles flexidisc de brinde, que carregava uma música de Natal no estilo Cribs de fazer: zoeira, óbvio. Agora, “Christmas (All Year Long)”, do Cribs, foi distribuída para geral e entra linda aqui na nossa lista de músicas natalinas “sérias”. Bem boa.

****

** LIAM GALLAGHER
Ok, falamos dele e dela mil vezes já, inclusive hoje, mas talvez Liam Gallagher e sua “All You’re Dreaming Of”, que foi escrita apenas para ser uma balada a ser lançada em junho, virou a principal canção de Natal do nosso ramo. Prepare-se para o vídeo que está por sair, com Liam vestido de Papa… Brincadeira! A gente ia repetir aqui o vídeo lyric da janelinha da esperança, mas deixa para lá.

****

** THE KILLERS
Esta na verdade não é uma novidaaaaaade, mas ganhou lançamento nas plataformas de streaming nestes dias. Em 2016, a banda de Brandon Flowers lançou a compilação natalina “Don’t Waste Your Wishes”, disco que, além de divertido, traz colaborações incríveis, como Elton John e Jimmy Kimmel, além da ótima “Don’t Shoot Me Santa”, que você vê/ouve abaixo. O disco foi lembrado pelos streamings para o Natal deste ano. Está valendo.

*****

** SNOOP DOGG
Por último, mas não só por último, tem a canção de Natal do Snoop Dogg, “Christmas in California”, que foi feita junto com o canadense Raff Pylon. Good vibes.

*****

* Esta seção da Popload é pensada e editada por Lúcio Ribeiro e Daniela Swidrak.

Liam Gallagher no barco. Imagens dele cantando o single novo foram parar na TV americana

>>

Captura de Tela 2020-12-06 às 10.21.44 PM

* Nosso garotão Liam Gallagher fez sábado passado a famosa transmissão de seu show no barco descendo o rio Tâmisa, em Londres, um ato que remonta uma mais que famosa ação tumultuada da era do punk nos anos 70, quando os Sex Pistols tocou também num barco no mesmo rio, sem pandemia na época e apenas para zoar o jubileu da rainha Elizabeth II mesmo. Eles tinham acabado de lançar o mitológico single “God Save the Queen” e quiseram comemorar se apresentando no rio. A “brincadeira” durou só quatro músicas, porque a polícia chegou, cortou o som dos Pistols e levou todo mundo preso.

Não foi o que aconteceu com o Liam agora em 2020, em show que foi filmado faz um mês, inteirinho, sem polícia e sem zoar a família real _ o único de família ali que deve ter sido zoado foi o irmão Noel. A motivação dessa apresentação foi dar movimento ao belo momento que Liam está vivendo em sua carreira solo nos últimos anos, mesclando ao vivo com clássicos de sua ex-banda, o colossal Oasis, e seu último single, a natalina sem ser “All You’re Dreaming Of”, recém-lançada e tocando como praga por todo lugar.

Lendo umas críticas do show do Liam no barco, cujas imagens por enquanto pouco vazaram, tirando uma que vamos mostrar, a apresentação foi apenas ok em sua execução, apesar de oito músicas do Oasis cantadas, sendo três delas desempenhadas pelo Gallagher caçula pela primeira vez (confira o setlist lá embaixo). Foram elas “Hello”, “Fade Away” e “Headshrinker”. O filho de Liam, Gene, 19 anos, tocou bateria na hora de “The River”. E a nova “All You’re Dreaming Of” foi a última das 16 músicas do show fluvial.

O que eu mais li foi que tudo foi muito bem filmado e editado, tanto que, tendo os principais monumentos cartão-postal de Londres ao fundo, o show parecia uma grande propagando de turismo da capital inglesa.

E foi bem a performance no barco do single novo que tiveram suas imagens cedidas para passar no sábado no programa do Jimmy Fallon, na TV americana, como atração musical da noite.

Veja, pois, o Liam no barco descendo o Tâmisa, Londres ao fundo, cantando sua canção de Natal. E vamos esperar que apareçam mais áudio e vídeo dessa performance no rio.

***

* O setlist do barco do Liam

Hello (Oasis)
Wall of Glass
Halo
Shockwave
Columbia (Oasis)
Fade Away (Oasis)
Why Me? Why Not.
Greedy Soul
The River
Once
Morning Glory (Oasis)
Cigarettes & Alcohol (Oasis)
Headshrinker (Oasis)
Supersonic (Oasis)
Champagne Supernova (Oasis)

Bis:
All You’re Dreaming Of

>>