Em Liam Gallagher:

Lollapalooza Paris revela ao mundo, de vez, a volta de Liam Gallagher solo

>>

180117_liam_2

Marca tradicional e cada vez mais em ritmo de expansão, o Lollapalooza pegou muita gente de surpresa ao anunciar sua primeira edição em Paris, dias 22 e 23 de julho deste ano, época de efervescência de festivais na Europa e inclusive na França.

Entre as atrações que incluem Laninha Del Rey, The Weeknd e Red Hot Chili Peppers, apareceu o nome do… Liam Gallagher. Ele, bro encasquetado do Noel, vai se lançar solo neste ano. Apesar de não ter nenhum anúncio oficial ainda, é certo que a voz do Oasis vai lançar seu disco no primeiro semestre, pela Warner.

Os papos apontam para que Liam lance seu primeiro single entre fevereiro e março, com o álbum saindo em março ou abril. Em seguida, Liam embarcará em uma turnê inicial pelo Reino Unido e será figurinha carimbada em muitos festivais de verão na Europa.

Os anúncios iniciais e oficiais não estão partindo de Liam, mas sim dos próprios eventos. Antes deste Lolla Paris, o nome de Liam já aparecia linkado aos festivais Bergenfest (Bergen, Noruega, em junho) e Les Ardentes (Liège, Bélgica, em julho).

Outro papo é que Liam fará uma apresentação (ou mais de uma, até) com Richard Ashcroft no fim do ano. Quem entregou a notícia foi o próprio ex-vocalista do The Verve, em entrevista para a Q.

180117_lollaparis

>>

O importante é estar aqui agora. Ouça outra inédita do Oasis e o “Be Here Now” todo

>>

180816_oasis2

Foi relançado hoje “Be Here Now”, o famoso terceiro disco do Oasis, de 1997, o sucessor do arrasa-quarteirão “What’s the Story (Morning Glory)?”, todo remasterizado e com dois álbuns bônus. O disco 2 tem as b-sides originais também remasterizadas, alguns registros ao vivo e em sessions em rádios e TV, além de duas canções inéditas, “If We Shadows”, que a Popload mostrou em primeira mão ontem, e uma sem título.

O disco 3 é composto inteiramente pelas demos gravadas por Noel Gallagher na Ilha de Mustique, em 1996, na casa/estúdio de Mick Jagger. O material é considerado pelos fãs da banda como um dos mais valiosos e raros que o Oasis registrou ao longo da carreira.

Todo o conteúdo de “Be Here Now” está disponível para audição. A venda física, no Brasil, deve ter início na próxima semana. Abaixo, os três discos para audição e algumas faixas em destaque.

>>

Plantão Oasis: pacotão do “Be Here Now” sai nesta sexta. Ouça a inédita “If We Shadows”

>>

131016_oasis2

Maaaaais Oasis. A inesquecível banda dos irmãos Gallagher, além do filme que está em cartaz, também lança em outubro uma versão atualizada de “Be Here Now”, seu polêmico terceiro disco, lançado em 1997, que o Noel diz não curtir porque é muito chapado e longo.

O relançamento traz, além do álbum original remasterizado, dois discos bônus contendo as famosas demos gravadas na casa/estúdio do Mick Jagger, na Ilha de Mustique (1996), e outros registros raros.

Talvez o maior chamariz de toda a obra é “If We Shadows”, música inédita gravada por Noel na época, que os fãs nem tinham ideia da existência.

O pacote todo será lançado nesta sexta-feira, 14 de outubro, mas a Popload já deixa aqui a tal “If We Shadows”, primeiro registro inteiramente inédito lançado oficialmente desde o fim do Oasis, em 2009.

131016_oasisbhn

Fucking coconut stall!! Um trecho casca-grossa do documentário do Oasis

>>

Captura de Tela 2016-10-13 às 9.22.41 AM

* Dia 26 de outubro, daqui duas semanas, será lançado o documentário “Supersonic”, que retratará o início turbulento e a fama master (e também turbulenta) do Oasis, uma das bandas mais famosas da estratosfera por tudo o que a envolve: do resgate do orgulho britânico, da representação da classe operária no panteão pop, de fazer de seus líderes o Caim e Abel do rock britânico, das maravilhosas canções de pop perfeito, de jogar nova luz aos Beatles para a geração 90, de interromper o domínio do rock americano sobre o britânico. A porra toda.

Quem viu diz que o documentário do Oasis é maravilhoso (foi produzido pelo time de produtores que fez “Amy”, o lindo filme sobre a Amy Winehouse que ganhou o Oscar deste ano).

Para quem não viu, tem um clipe de um minuto e meio aqui embaixo, liberado nesta semana, que enfoca a reputação de encrenqueiros de Liam e Noel Gallagher, os últimos bad boys do rock.

>>

O Oasis está vivo e pede para você não ir embora. Ouça outra demo perdida do “Be Here Now”

>>

090916_oasis2

Olha aí o Oasis avisando que deitou, mas não está morto. Daqui um mês, será relançado no mercado o discão “Be Here Now”, terceiro da banda, lançado em 1997, que o Noel não gosta porque “é muito longo e chapado”. A reedição trará o álbum original remasterizado e mais dois discos bônus, um deles com todas as demos gravadas por Noel na pomposa ilha de Mustique, em 1996, quando o Oasis era ouvido da dona de casa que lavava roupa no tanquinho ao som de “Wonderwall” ao primeiro-ministro do Reino Unido.

E é dessas demos de Mustique a nova amostra do Oasis para o projeto, que fecha a trilogia “Chasing The Sun”, que já teve relançados os dois primeiros álbuns do grupo, os clássicos “Definitely Maybe” (1994) e “(What’s The Story) Morning Glory?” (1995).

A canção escolhida foi a balada “Don’t Go Away”, que tocou até em novela no Brasil. A gravação, claro, traz Noel cantando e tocando os instrumentos, já que ele estava acompanhado apenas pelo produtor do Oasis na época. Os registros foram feitos no estúdio particular da mansão de Mick Jagger na ilha.

>>