Em little simz:

Slowthai carregando a cabeça do primeiro-ministro britânico, o IDLES “inventando” o punk, a Little Simz incrível, o Dave vencedor. Um pouco do Mercury Prize 2019

>>

200919_slowthai

Rolou na noite de ontem em Londres a aguarda edição 2019 do Mercury Prize, uma das premiações musicais mais conceituadas do Reino Unido, que tem um formato diferente em relação aos eventos deste tipo.

Em vez de premiar diversas categorias, o Mercury Prize premia apenas o melhor disco feito por um artista britânico no período de 12 meses anterior à cerimônia.

No cardápio de indicados deste ano, nomes como 1975, Foals, Fonaines DC, Idles e a “nossa” Little Simz estavam na disputa, que acabou vencida pelo jovem rapper Dave, de apenas 21 anos, com seu ótimo “Psychodrama”, disco que foi lançado em março deste ano e que foi direto para o topo das paradas inglesas na primeira semana.

Foto: REX FEATURES

Foto: REX FEATURES

Mas o auê ficou mesmo para o que rolou no palco. Se o MP premia apenas uma categoria, o tchan da premiação está no fato de todos os concorrentes se apresentarem ao vivo. E aí o evento deu o que falar especialmente pela apresentação do rapper Slowthai, um dos grandes nomes da nova safra por lá.

Sem pudor, ele entrou no palco segurando a cabeça de um boneco de Boris Johnson, o primeiro-ministro britânico. E, ainda, vestindo uma camisa com os dizeres “Fuck Boris”, que agora estão à venda em seu site. Haha. O choque foi tamanho que a transmissão da BBC foi cortada direto para a apresentadora Lauren Laverne, que precisou falar que aquelas não eram as opiniões da emissora.

Ainda no campo político, que a imprensa inglesa diz ter sido a edição com mais apelo neste sentido nos últimos tempos, o Foals falou sobre as questões climáticas, a Anna Calvi repudiou a desigualdade de gêneros, e o IDLES a masculinidade tóxica.

Teve ainda a Little Simz ícone, mostrando que o Popload Festival será incrível também por causa dela, o Fontaines DC com o vocalista gênio Grian Chatten vestindo camisa do Nick Cave, e o próprio IDLES, na parte sonora, fazendo tudo parecer a década de 70 e que estava surgindo naquele ali, naquele momento, o punk.

Foto: REX FEATURES

Foto: REX FEATURES

Confira abaixo os discos indicados e os vídeos das apresentações na premiação.

Concorrentes ao Mercury Prize 2019:
· Anna Calvi – Hunter
· Black Midi – Schlagenheim
· Cate Le Bon – Reward
· Dave – Psychodrama (vencedor)
· Foals – Everything Not Saved Will Be Lost
· Fontaines DC – Dogrel
· Idles – Joy As an Act of Resistance
· Little Simz – Grey Area
· Nao – Saturn
· SEED Ensemble – Driftglass
· Slowthai – Nothing Great About Britain
· The 1975 – A Brief Inquiry Into Online Relationships

>>

O vídeo com o Michael Kiwanuka, a session na BBC Radio 1, o Mercury Prize: Little Simz mostra que a nova MPB, Música Popular Britânica, está com tudo

>>

180919_littlesimz2

Atração luxuosa do Popload Festival 2019, a rapper Little Simz é um dos grandes nomes da música inglesa no momento. Desfrutando do grande sucesso de seu terceiro disco, “Grey Area”, ela disputa nesta quinta-feira, 19 de setembro, o Mercury Prize deste ano, considerado uma das principais premiações por lá. (A lista dos indicados está no final do post).

Até para dar um último gás antes da premiação, Simz andou com a agenda lotada nos últimos dias. Primeiro, ela divulgou um vídeo com uma versão remodelada de “Flowers”, uma das belas músicas deste seu último disco. Na versão ao vivo, ela convidou o cantor e instrumentista Michael Kiwanuka, outro nome forte do novo pop britânico, para uma dobradinha.

Little Simz também esteve na BBC Radio 1 onde participou do Live Lounge, hoje o programa mais bombado da emissora. Entre as interpretações, destaque para a cover de “Both”, do rapper (também inglês) Headie One, com o auxílio de outra cantora britânica (está percebendo algo?), Lianne La Havas.

É a MPB – Música Popular Britânica (hehe) – se renovando com estilo.

A rapper Little Simz toca em São Paulo no dia 15 de novembro no Popload Festival ao lado de nomes como Patti Smith, Hot Chip, Cansei de Ser Sexy, Tove Lo e The Raconteurs. Dois dias depois, ao lado da Tove Lo, ela faz show no Rio de Janeiro.

Antes disso tudo, Simz fará uma série de cinco shows esgotados no Reino Unido, em outubro. A menina não está fácil.

** Concorrentes ao Mercury Prize 2019:
· Anna Calvi – Hunter
· Black Midi – Schlagenheim
· Cate Le Bon – Reward
· Dave – Psychodrama
· Foals – Everything Not Saved Will Be Lost
· Fontaines DC – Dogrel
· Idles – Joy As an Act of Resistance
· Little Simz – Grey Area
· Nao – Saturn
· SEED Ensemble – Driftglass
· Slowthai – Nothing Great About Britain
· The 1975 – A Brief Inquiry Into Online Relationships

>>

Podcast TNT/Popload – A resistência feminina na música de hoje, das Big Joanie a Saffiyah Khan

>>

* Em julho último, em post oferecido pelo TNT Energy Drink, a Popload montou um especial de resistência para a Popload Radio. Na ocasião, falamos sobre e fizemos um programa que apontava como grandes nomes do rock sobreviviam ao tempo.

Agora a gente bota para rolar, aqui em post e em um podcast especial para a Popload Radio também com oferecimento da TNT, outro tipo de resistência que sempre existiu e nunca esteve em tamanha evidência como hoje: A RESISTÊNCIA FEMININA.

Bog_Joanie3

A Popload escolheu cinco exemplos da nova geração de música feita por mulheres que ilustram perfeitamente o que acontece no pop atual em relação à pulso firme contra o machismo e música boa acompanhando a postura: o trio punk inglês Big Joanie, a guitarrista australiana Courtney Barnett, a empoderadíssima cantora americana Lizzo, a rapper faz-tudo inglesa Little Simz (atração do Popload Festival \o/ ) e a revolucionária Saffiyah Khan ativista que, “só por isso”, virou parte integrante do grande grupo britânico The Specials.

Um bloco deste especial de resistência feminina traz ainda, para uma entrevista sobre o tema, Isabela Yu e Heloísca Cleaver, editoras da “Revista Balaclava”, publicação associada ao selo Balaclava, duas mulheres que tocam sozinhas uma revista sobre rock independente no Brasil. Praticamente uma revista independente dentro de um selo independente, porque se não fosse por elas, pelo corre delas, a revista não existiria.

O podcast “Resistência Fminina na Música” vai ser colocado na Popload Radio, rádio deste blog, durante esta semana e por diversos horários.

Entra hoje às 23h e com várias reprises programadas. Anote:
– amanhã, terça, 16h
– quarta, 21h
– quinta, 11h
– sexta, 20h
– sábado, 12h
– domingo, 18h

** A Popload Radio pode ser ouvida em aplicativos. Tem app para iPhone e para celulares do sistema Android. Pode ser ouvida por aqui mesmo, neste site, na barra principal acima. Também é alcançada no Facebook da Popload/Popload Gig, no item “Popload Radio”, na barra à esquerda.
 E está disponível no TuneIn, a plataforma americana de streaming ao vivo, que tem milhares de rádios cadastradas.

>>

Popload apresenta novo projeto NEW SOUNDS e leva ao Rio de Janeiro as talentosas Tove Lo e Little Simz

>>

** A plataforma musical Popload tem o orgulho de apresentar seu novo projeto NEW SOUNDS, que tem como objetivo divulgar o trabalho de jovens artistas que estão formando e dominando a cena musical, tanto aqui quanto na gringa.

E a primeira edição do evento vai rolar dia 17 de novembro, no Sacadura 154, no Rio de Janeiro, com as talentosas TOVE LO e LITTLE SIMZ.

070819_littlesimz_tovelo_newsounds

* A cantora sueca Tove Lo chega ao Brasil para apresentar seu quatro álbum de estúdio, “Sunshine Kitty”, que estará nas lojas no dia 20 de setembro. Também compositora, Tove Lo é conhecida pelo seu estilo eclético, tanto que ela leva a fama de ter “levado o grunge para o electro-pop”. Com uma lista respeitável de hits, que vão de “Talking Body” a “Habits (Stay High)”, a sueca já figurou em listas da parada da Billboard e concorreu a prêmio como o Grammy e o Globo de Ouro, além de ter se envolvido em canções de sucesso como “Love Me Like You Do”, de Ellie Goulding, e “Homemade Dynamite”, da Lorde.



* Já a rapper inglesa Little Simz, nascida Simbi Ajikawo, tem se destacado cada vez mais na cena hip-hop e grime britânica. Com quase uma década de carreira, Little Simz tem no currículo não somente bons álbuns, mas também parcerias de sucesso com o Gorillaz na faixa “Garage Palace”, Khalid, Serge Pizzorno (Kasabian) e já saiu em turnê até com o NAS e a Lauryn Hill. Little Simz vem ao Brasil na melhor fase de sua carreira para mostrar o elogiado disco “Grey Area”, o seu terceiro, lançado no início deste ano e concorrente ao conceituado prêmio inglês Mercury Prize.



* Os ingressos para o NEW SOUNDS, com preços a partir de R$ 120, já estão sendo vendidos e podem ser adquiridos via internet pelo site Ticketload (www.ticketload.com) e na bilheteria oficial do KM de Vantagens Hall, sem taxa de conveniência. Quem quiser curtir os shows, ainda pode comprar o ingresso com desconto ao doar 1kg de alimento não perecível, que deve ser entregue no momento do acesso ao evento.

newsounds_ingressos

** Vale lembrar que Tove Lo e Little Simz também estão na escalação da sétima edição do POPLOAD FESTIVAL ao lado de Patti Smith, The Raconteurs, Hot Chip, Beirut, Khruangbin, Boy Pablo, Luedji Luna e Ilê Aiyê. O evento acontece em SP, no feriado de 15 de novembro.

>>

Outra atração do Popload Festival, Little Simz faz session deliciosa e canta até Gorillaz na Austrália

>>

020819_littlesimz2

Cantora das mais talentosas e imperdíveis do indie atual, Little Simz, atração que nos enche de orgulho do Popload Festival, fez uma session matadora para a australiana Triple J, principal rádio da Oceania.

Simz esteve no Like A Version, que como o título sugere, inclui uma canção autoral e uma cover. A autoral escolhida pela cantora foi “Selfish”, um dos pontos altos de seu elogiadíssimo terceiro disco, “Grey Area”, que ela mostrará aqui no Brasil dia 15 de novembro, no Memorial da América Latina em SP.

A outra faixa da apresentação é “Feel Good Inc.”, canção clássica lançada pelo Gorillaz, em versão que Little Simz mostra seu jeitão despojado de cantar. Ela manda bem em todo estilo.

Nascida Simbi Ajikawo de nascimento, ela oferecerá ao público brasileiro sua mistura na dose certa do grime com hip-hop, do neo-soul com o jazz. Considerada uma das grandes apostas da cena inglesa na atualidade, ela já tem quase uma década de carreira, já saiu em turnê com NAS e Lauryn Hill, é adorada pelo Damon Albarn e pelo Kendrick Lamar, já se envolveu em parcerias com o próprio Gorillaz (ela canta em “Garage Palace”, do disco HUMANZ), Khalid e recentemente com o guitarrista do Kasabian, Serge Pizzorno, agora em fase solo.

A session pode ser conferida abaixo.

>>