Em lollapalooza 2018:

O Melhor do Twitter: “Sommelier de Festivais” edition

>>

****
EXTRA! Enquanto estamos no recuperando dos quilômetros percorridos em Interlagos e enquanto a nossa cobertura real-oficial não entra (logo mais!), uma pausa para ele, o Twitter. Edição extra e temática do OMDT porque na semana passada, emendando nesta, a gente só falou de uma coisa: lineups. Começamos com o anúncio do Popload Festival ao vivo, para a rede mundial de computadores. E, então, foi overdose de Lolla: tivemos os Lolla Parties, o show extra do Lolla, três dias de Lolla e incontáveis tweets sobre todas as alternativas anteriores. Nada como um festival para despertar a ira ou a paixão do brasileiro, na mesma medida.
****

>>

Melhor Lolla ever? Metronomy, Mac Demarco, The National e Royal Blood vêm para o festival. O Imagine Dragons também, parece

>>

Continuamos no nosso plantão Lolla!

The-National

Tudo bem que é longe, que a gente leva umas duas horas e meia para chegar perto de Interlagos, corre aproximadamente meia maratona de um palco ao outro, aguenta alguns DJs genéricos aqui e ali e tal, MAS, no fundo, a gente vai e se diverte. Daí promete que não volta no seguinte, mas volta sim. E se diverte de novo. Como todo ano, o Lolla tenta agradar Deus e o Mundo Indie, sendo “Deus” a imensa maioria do público que não é você e muito menos eu, mas a “geração da tenda” que migrou para o palco principal e que virou o foco não só do Lolla mas como o de oito a cada dez festivais do mundo. E tudo bem, a gente entende que a idade chega para qualquer fã de música. Enquanto as nossas bandas estiverem vindo para cá, não importa a ordem delas no lineup, estou certo?

Pois, ao lado dessas atrações “paralelas” (para a gente) e mais “novas”, sempre teremos aquelas pelas quais vale a pena deslocar o mundo para ver. E se o LCD Soundsystem ainda não era motivo suficiente, em 2018 o Lolla vai botar, bem ao lado de bandas velhas de guerra que servem mais para arrastar os pais da molecada (oi, Pearl Jam e Red Hot Chili Peppers, Liam Gallagher!), o gigante THE NATIONAL, vindo ao Brasil com disco novo! A Popload apurou também que o quarteto inglês METRONOMY e o fanfarrão e ídolo-indie MAC DEMARCO completam o lineup ao lado de Killers e do já citado James Murphy (ambos com álbuns novos). E até a dupla garagem inglesa Royal Blood está na barca. Parece que até o grupo indie-pop “mágico” Imagine Dragons está vindo.

É como um Popload Festival dentro do Lollapalooza!!!!

Na semana passada, o festival confirmou o que a gente já sabia: na próxima edição, o Lolla Brasil será realizado em TRÊS dias. O calendário irá incluir a sexta-feira em sua programação tradicional nas datas 23, 24 e 25 de março, também adiantada aqui na Popload.

FAB3147-800x480

Metronomy no Popload Festival 2014 – foto de Fabrício Vianna

O The National já esteve no país duas vezes, sendo a primeira em um Tim Festival, em 2008, e a segunda em apresentação solo e intensa em 2011. A banda liderada por Matt Berninger lança em setembro seu aguardadíssimo “Sleep Well Beast”, primeiro álbum deles em quatro anos. Ainda nesta semana lançaram “Carin at the liquor store”, single lindo de morrer que você pode ouvir aqui. Mac Demarco, acho, logo mais se muda para cá, tamanha a base de fãs que o cantor formou por aqui, lotando shows por onde passa. E o sempre incrível Metronomy, você deve se lembrar, já foi atracão da Popload duas vezes: a primeira em show solo em 2011 e a outra em 2014, encerrando o segundo dia do Popload Festival daquele ano.

Que beleza, Lolla BR 2018!!!!!

Mac-DeMarco

Mac DeMarco em foto de Coley Brown, para a Noisey. A imagem da chamada da home da Popload é de Phil Smithies, para a DIY Magazine

>>

Lollapalooza Brasil 2018 confirma o que a gente já sabia: três dias de música em Interlagos. Pode chegar, James Murphy!

>>

Não deu nem tempo de descansar da euforia do Arcade Fire, hein?

lcd-soundsystem

Hi, James!

Ainda bem que a informação não é exatamente nova, pelo menos se você acompanha a Popload.

Avisamos láá no comecinho de julho que, na edição 2018 do Lolla Brasil, a dura jornada até o Autódromo seria de TRÊS dias. Depois, cravamos as datas finais aqui. Em sua oitava edição no país, o festival confirmou hoje que o calendário irá incluir a sexta-feira em sua programação tradicional, nas datas 23, 24 e 25 de março. E não, não cai na Páscoa, então se prepara para matar essa sexta-feira de trampo aí porque o Brandon Flowers te espera. Ou o Eddie Vedder, vai saber.

Apuramos que a adorada banda-gangorra americana The Killers, aquela que a gente amava, odiava, depois amava odiar e agora voltou a ouvir, deverá ser uma das headliners do evento, se juntando ao amado LCD Soundsystem, ao Pearl Jam e ao Red Hot Chili Peppers.

O grupo de Brandon Flowers tocou no Lolla BR em 2013. Já a banda de James Murphy, foi atração de um histórico Popload Gig em 2011 e vem ao Lolla BR com o show do seu novo disco, “American Dream”, com lançamento marcado para setembro. O site oficial do evento promete “mais de cem bandas”, então ainda podemos ter surpresas boas (e outras nem tanto) por aí.

Se você chegou até aqui procurando ler o nome do Gorillaz, temos uma boa e uma má notícia. Parece, o grupo não vem para o Lolla BR. MAS, deve, sim, vir ao Brasil. Vem, Damon!

lolla18_face_700x700_170803_c

>>