Em loneliness and past:

Deu pra ti? Guitar hero aos 17 anos, Erick Endres lança em Porto Alegre vídeo lindo de música linda

>>

* Um dos melhores guitarristas que eu vi em tempos recentes, e o cara acabou de fazer 17 anos, o prodígio Erick Andres lançou hoje um vídeo de uma música que fala de solidão e passado. Solidão e passado aos 17!!! E com uma sonoridade que, se você fechasse os olhos, poderia imaginar estar ouvido as dedilhadas de um cara como John Frusciante, ex-Chili Peppers, se ele estivesse em um raro momento tranquilo.

A música, “loneliness and Past”, problemas pessoais de um garoto que até umas semanas atrás tinha 16 anos, está no primeiro disco solo de Endres, lançado há pouco tempo, porque até há este pouco tempo ele tinha uma banda, a bem boa Dis Moi, que entre outras façanhas tocou no Lollapalooza de São Paulo, no MECA Festival gaúcho e fez até session para a Popload, tipo em 2012, quando o rapaz tinha 15.

“Loneliness and Past”, o vídeo, foi gravado no centro de Porto Alegre, entre prédios históricos e esquinas famosas, em filme que aparece a skatista e modelo Ana Ostrosky. Erick Endres não só é cria do rock gaúcho como também é cria do DJ e produtor Fredi Chernobyl, que entre outras coisas toca na Comunidade Nin-Jitsu e produziu um “early” Bonde do Rolê, dado que é a zoeiras bailefunk electronoise metal. Endres cresceu nesse meio.

O “álbum solo” de Erick Endres saiu no final do ano passado, se chama “Erick” e está a venda no iTunes. Ele toca todos os instrumentos do disco e ainda o produziu. Quer mais? Parece que este “Erick” é apenas um dos TRÊS discos que ele gravou, numa tacada só. Hahaha.

Se quiser ouvir “Erick” no Soundcloud dele, é altamente recomendável.

Sobre o lançamento de hoje, olha que música deliciosa, que vídeo fofo. O clima parece Seattle 1992, filme “Singles”.

Veja o vídeo, ouça o som e fique imaginando se uma guitarrinha assim pode ter saído de um menino de 17 anos. Ele é de 1997. Nasceu quase ao som de Strokes e White Stripes. Pensa ele tocando aos 23, se ele não se perder por aí. Mas isso o Fredi não deve deixar…

>>