Em lou reed:

Quando Bowie encontrou Lou Reed. E quando Lou Reed não encontrou o Bowie

>>

original

Um pouco mais de Bowie & seus amigos, sim? Falamos há pouco como ele “resgatou” Iggy Pop da lama e ajudou o amigo a fazer um dos discos mais importantes do rock. Além de Iggy, Bowie chegou a fazer parcerias com vários artistas, sendo Mick Jagger, Queen e Lou Reed apenas alguns exemplos, er, básicos.

Destacamos esta última mais pela história deliciosa que levou ao (quase) encontro de Bowie e Reed que pela parceria musical em si.

Bowie-Reed

A anedota, digamos, foi contada pelo próprio Bowie em uma entrevista a Neil Strauss, no livro Everyone Loves You When You’re Dead – Journeys into Fame and Madness, que contém mais de 200 entrevistas realizadas pelo jornalista e escritor. Nele, Strauss destaca os melhores trechos de centenas de conversas com artistas da música, incluindo aí as circunstâncias e o contexto em quais elas aconteceram.

Abaixo, Bowie descreve seu primeiro grande encontro com seu então ídolo Lou Reed. Ou quase:

image1

image2

tumblr_nisa0o0hwL1qbh3i4o6_1280

>> O detalhe é que em uma nota de rodapé no livro, Neil Strauss ressalta que nem John Cale o Bowie deve ter encontrado, já que ele também havia deixado a banda na ocasião. De qualquer maneira, tivemos um final feliz. No ano seguinte, Bowie iria produzir “Transformer”, segundo disco solo de Lou Reed.

>> Lou Reed faleceu em outubro de 2013. Na época, Bowie publicou a foto que ilustra este post na home com a mensagem “Ele era um mestre”. Mais fotos da dupla abaixo.

Lou-Reed-David-Bowie-630x420

Lou+Reed,+Mick+Jagger+and+David+Bowie+hanging+out+together+at+Café+Royale,+1973+(3)

tumblr_mvcf885p7f1sb8ucvo9_500

Em Nottingham, show do Pizza Underground termina em banho de cerveja

270514_pizza

Você está ligado no Pizza Underground, né?
A banda zoeira-séria que tem como grande astro o ator Macaulay Culkin, e que presta homenagem ao Velvet Underground pegando músicas da ex-banda do Lou Reed e adaptando algumas letras com “pizza” e tudo o que isso envolve.

A Popload, enquanto em Londres, destacou semana passada que Culkin e sua banda estavam na Inglaterra onde compareceram em uma inauguração de uma pizzaria (!) e começariam sua primeira turnê pelo país, incluindo shows sold out e aparições no Dot to Dot Festival, que acontece em algumas cidades tipo Manchester, Bristol e Nottingham.

Daí que este show em Nottingham, realizado no último sábado, acabou em confusão. Muita gente não curtiu a ideia e a proposta da banda e logo nas primeiras músicas começaram a atirar cerveja no palco, molhando todos do grupo (inclusive duas meninas). No começo, o famoso ator tentou levar na esportiva: “Por que vocês estão atirando tudo isso de cerveja no palco? Eu prefiro bebê-las”.

A reação imediata do público foi pior e os ataques continuaram, fazendo o show durar apenas 15 minutos. Logo após o incidente, Macaulay Culkin foi ao Twitter e disse que “um par de pessoas arruinou tudo”. No Facebook da banda, alguns presentes ao show justificaram a atitude dizendo que a banda estraga a arte do Velvet Underground. “Estou feliz em ter arremessado uma cerveja e mais feliz ainda por ter acertado em você. A boa arte nunca deve ser comprometida”, disse Patrick Mendes. Em depoimento ao jornal Nottingham post, outro “fã” disse que na verdade a banda na verdade é bem ruim. “Isso soa horrível. Não posso acreditar que ele está fazendo isso. Por que se preocupar? Deve funcionar bem na América, ou algo assim”. Haha.

Um vídeo curto publicado no Instagram mostra um dos momentos em que o grupo é acertado por algumas copadas de cerveja. Ainda estão programados cerca de dez shows do Pizza Underground em terras inglesas até o meio do mês que vem. Vamos ver o que acontece.

* Abaixo, uma foto do grupo deixando o Rock City, casa de shows onde eles se apresentavam.

270514_pizza2* Foto: Splash News

>>

Banda de Macaulay Culkin, que mistura Velvet Underground e pizza, começa turnê SOLD OUT pela Inglaterra

Popload em Londres, junto com o Macaulay Culkin.

Imagino que você se lembre da história da banda do Macaulay Culkin (!!) fazendo cover de Velvet Underground, que pintou no final do ano passado. Certo? A tal banda, Pizza Underground, é uma espécie de homenagem ao grupo do saudoso Lou Reed com uma pequena peculiaridade: eles pegam os nomes e letras das músicas do Velvet Underground para relacioná-las com pizza. O grupo é composto por Macaulay e amiguinhos todos vestidos de preto e usando óculos escuros. Na mão do Culkin, as canções viram tipo “I’m Waiting for Delivery Man” e “Take a Bite of the Wild Slice”. Ano passado, fizeram um show e venderam um EP de nove canções desta linha na internet por 1 dólar.

Mas a saga, veja bem, está só começando.

Na última terça-feira, a banda hipster do ator mirim mais famoso da década de 90 – hoje com 33 anos de idade – iniciou sua primeira TURNÊ no Reino Unido, na cidade de Reading. E com fila gigante esperando, como mostra a foto publicada pelo jornal britânico do Daily Mail.

220514_pizzafila

Na noite de ontem, rolou o primeiro show deles em Londres. Infelizmente, perdi. E horas antes do show, a banda apareceu na inauguração de uma pizzaria (!!) em Clapton. Perdi essa também, vou ver se dou um pulo lá hoje. Haha. Seguem as fotos deles na pizzaria:

220514_pizzapizza

pizzaunder1

pizzaunder2

A informação é que, na pizzaria, a banda-pizza do Culkin tocou músicas como “I’m Waiting For The Delivery Man” (que parece ser o hit deles) e “All The Pizza Parties”. Gênios.

Tem um vídeo do show no clubinho Concrete.

Daí fui dar uma pesquisada e vi que a turnê deles por aqui é séria mesmo. E tem até alguns shows SOLD OUT!

220514_pizzaposter

Abaixo, algumas fotos do show da Pizza Underground em Londres, ontem. Todas da Exposure, replicadas pelo Daily Mail.

220514_mac1

220514_mac2

220514_mac3

* Eles também têm um tumblr bem legal, atualizado por todos da banda, inclusive Macaulay, com fotos e montagens tipo essa.

Oh, Letterman! Joseph Arthur e caras do REM levam Lou Reed ao programa

>>

Screen Shot 2014-04-04 at 9.26.16

* Você soube ontem, o David Letterman vai se aposentar. Quem fez o anúncio ao mundo, por incrível que pareça, via Twitter, foi o músico Mike Mills, um dos fundadores e multi-instrumentista do REM, que estava nos estúdios de gravação do programa ontem e ouviu do apresentador a notícia.

Mike estava lá com o parceiro Peter Buck, outro ex-REM, para integrar a banda do músico Joseph Arthur, considerado um gênio indie-folk, que está lançando um disco em homenagem ao saudoso Lou Reed, chamado “Lou”, em maio agora.

No Letterman, Joseph, Mike e Peter fizeram, desse disco, a performance ao vivo para “Walk On The Wild Side”, faixa desse disco que já se encontra conhecida, liberada, desde fevereiro.

Tudo muito bonito.

>>

Por um mundo melhor. Morrissey cantando Lou Reed no prêmio Nobel da Paz

>>

* O mais nobre inglês no mais nobre dos Nobel.

Screen shot 2013-12-12 at 7.40.34 AM

O ser humano incrível e cantor inglês Morrissey se apresentou ontem à noite em Oslo, na Noruega, durante a entrega do Prêmio Nobel da Paz. Morrissey cantou duas de suas músicas, “People Are the Same Everywhere” e “Irish Blood, English Heart”, e recheou seu miniconcerto com “Satellite of Love”, de Lou Reed, músico morto recentemente.

Morrissey foi saudado ao palco com bastante animação pela Carrie, de “Homeland”, a atriz Claire Danes. Sua banda toda se apresentou na premiação com uma mesma camiseta escrita “Hustler”, que entre os significados nem sempre nobre como o Nobel está o de uma pessoa obcecada por dinheiro e sucesso nem que para isso use métodos inescrupulosos para obtê-los.

A Opaq, uma organização que luta para eliminar as armas de destruição em massa no planeta, recebeu o Nobel da Paz.

O menino Jake Bugg, entre vários outros, também foi convidado a tocar na cerimônia.

Eis Morrissey interpretando suas duas músicas e fazendo a homenagem a Lou Reed.

>>