Em lucio ribeiro:

Popload Radio: Hoje tem o programa CENA, destacando M.O.O.N.S. em session, Aldo the Band e My Magical Glowing Lens ao vivo

>>

* E atenção, muita atenção. O CENA, programa que dá voz à cena independente nacional dentro da Popload Radio, que por si só já dá voz à cena independente nacional (dãr) mudou de dia. Agora acontece às quartas-feiras, sempre às 21h, empurrando o SOMA, de Isadora Almeida, para às terças-feiras, mesmo horário.

Então, o portfólio de programas da Popload Radio fica assim: Segunda tem o Popscene, apresentado por este ser aqui. Na terça a Isadora Almeida vem com o fofo SOMA. Às quartas fica o CENA. Nas quintas-feiras temos o importante Boom Bap, apresentado pelo mafriend MasterSan. Na sexta-feira entra o eletrônico Pitch, do electroDJ Fiervo. Aos sábados tem o Música para Viajar, armado pelo Lucio Caramori.

O CENA desta noite, que, de novo, vai ao ar hoje às 21h, com reprise na quinta (amanhã) às 16h e na sexta às 11h, resgata o especial “O QUE VEM POR AI EM 2018” na cena indie brasileira, iniciado no programa da semana passada. Estamos falando de expectativa de lançamentos de discos.

No último CENA, conversamos sobre e tocamos Holger, Papisa, Supervao, Der Baum, Carne Doce e botamos o mineiro JP Cardoso para fazer uma session especial para no nosso estúdios, o Mobile Studio Pro.

O programa desta noite traz notícias dos discos do grupo de um homem só mineiro, o M.O.O.N.S., da familiar armada paulistana ALDO THE BAND e da banda de uma mulher só, o My Magical Glowing Lens, da talentosa guitarrista Gabriela Deptulski.

O primeiro fez uma session exclusiva para a Popload Radio. A terceira vem com 20 minutos de um show ao vivo dela em dezembro, dentro da SIM – Semana Internacional de Música, em São Paulo.

Vamos ouvir?

cena

** A Popload Radio pode ser ouvidas em aplicativos. Tem app para iPhone e para celulares do sistema Android. Pode ser ouvida por aqui mesmo, neste site, na barra principal acima ou na aba “radio”, no menu. Também é alcançada no Facebook da Popload/Popload Gig, no item “Popload Radio”, na barra à esquerda.
 E está disponível no TuneIn, a plataforma americana de streaming ao vivo, que tem milhares de rádios cadastradas.

>>

SMELLS LIKE INDIE SPIRIT! A Popload TV estreia relembrando os anos 90 na Inglaterra

>>

* A primeira vez a gente nunca esquece.

020517_poploadtv_slider

E se o primeiro festival que você fosse na vida tivesse “só” o Nirvana? Assim foi o Reading Festival de 1991. E pra estrear a Popload TV, nosso novo canal no Youtube, a gente relembra como eram os festivais e a música antes de uma bandinha de Seattle chegar e mudar o mundo.

Num mar de camisas de flanela, cabelos sujos e guitarras frenéticas, o grunge chegou pra mudar tudo na indústria da música. O line-up daquele primeiro festival tinha Nirvana, Iggy Pop e Blur, só pra citar alguns. Também rolaram as gravações do documentário “The Year That Punk Broke” (1992), do Sonic Youth, teve a Courtney Love tirando uma com o The Smiths e todo o turbilhão que foram aquelas duas semanas pré-Nevermind.

Dá o play:

A Popload TV é o canal da Popload no Youtube que vai estar cheio de histórias, sessions exclusivas, entrevistas e muito mais. Se inscreva aqui para conteúdos novos toda terça-feira e nosso #TBT indie às – adivinha! – quintas.

>>

Vem aí o JOIA, a “Sgt. Peppers” das casas de shows do Brasil

>>>

O nome, na verdade, é CINE JOIA. Remete a um cinema, mas é uma casa de shows. Tem um porquê precioso. Já explico.

Sou suspeito para falar, já que estou envolvido até o pescoço no projeto, mas você vai ver com seus próprios olhos a partir do dia 11/11/11. A era de shows no Brasil vai subir para a primeira divisão na liga quando A CASA for inaugurada nesta data cabalística. O Cine Joia será o novo lugar na cidade para apresentações de rock, de rap, de funk, disco, punk, disco-punk, de jazz, de eletrônico, de ska, de qualquer coisa que seja relevante na área dos shows ao vivo.

Para resumir: o Cine Joia fica no bairro da Liberdade, terá capacidade para 1500 pessoas (podendo descer a 800 e chegar a 1700), é uma joia em sua arquitetura, tem cara de prédio antiguinho, será moderno até em seu tijolo mais tradicional, carregará um dos mais impressionantes sistemas visuais do planeta (o sistema de mapping), terá som apurado, palco incrível, pista em leve declive para todo mundo ver tudo de todo lugar, bar central em forma de diamante, bar lateral com chope (veja bem), um andar de cima com bar próprio e camarotes, o ingresso de concertos mais barato possível e, acredite, vai ter a agenda mais movimentada de uma casa de shows na América Latina. Agora no final de 2011, mas principalmente em 2012 (em diante), você vai passar muitas horas dentro do Joia. Recorta esse trecho e cola na sua geladeira, como mantra.

A pretensão é mesmo a inovação: sonora, visual e de convívio. Não vou nem citar o naipe de bandas já fechadas para 2012, porque agora o assunto maior é outro.

O projeto todo do Cine Joia tem assinatura minha e de outros dois sócios “visíveis”, os feras Andre Juliani e Facundo Guerra, ambos entre os caras mais espertos e experientes da noite viva paulistana que eu conheço. Só o Facundo Guerra é dono do Vegas, o famoso clube que deu o start na onda “Baixo Augusta”; o Lions, um dos mais classudos clubes do planeta: e os bares gastro-musicais Z Carniceria e Volt, este último frequentador das páginas da revista “Wallpaper” na lista de melhores. A “Veja” recentemente chamou o Facundo de “O Midas da Noite Paulistana”, não à toa.

O Cine Joia está sendo erguido, ou reerguido, também à custa de um envolvimento do trio de sócios com pessoas expressivas em várias áreas de atuação no ramo música/show/produção/concepção/planejamento/execução, os “parceiros invisíveis”, que aos poucos vão aparecer bastante aos olhos de quem orbitar pela casa.

Acima, detalhe do começo do palco, da pista e do mezanino do Cine Joia durante a reforma. Abaixo, o teto da casa de shows e o parte do seu palco de madeira desnivelado e modular. As fotos são de Christian von Ameln, da Folhapress

História: O nome “Cine Joia” é uma manutenção do batismo original da casa, de fato inaugurada em 1952 como um cinema, que em um primeiro momento serviu de janela para a comunidade japonesa matar a saudade de sua casa materna ao ver filmes de vanguarda produzidos em seu país, principalmente obras de Akira Kurozawa e Yasujiro Ozu, que pautariam o cinema americano e o francês da época. Logo, o Cine Joia foi adotado também pelos intelectuais paulistanos em geral, que começaram a dividir bons assentos com os nipônicos. Até que nos anos 80 o Joia deixou de existir como cinema para virar sede de cultos religiosos.

Acima, o Cine Joia nos anos 60, em sua época de cine, mesmo. Anunciando filme com Anselmo Duarte, o bonde passando na Liberdade e sua tela, vista do mezanino. Abaixo, um antes-e-depois dos anos 70 e agora no começo do ano, quando era igreja

O Cine Joia, como patrimônio cultural de São Paulo, será devolvido à cidade agora em novembro na forma de casa de shows. E não só, porque o lugar também estará pronto para abrigar espetáculos sonoros diversos e, até, veja você, sessões de cinema.

A iluminação: O Cine Joia terá comunicação visual toda a base de Mapping, a técnica de projeções em 3D capaz de ser usada “apenas” como uma iluminação moderníssima ou então criar efeitos de realidade virtual, tipo os de videogames. É a casa de shows buscando sua vocação primeira de casa de filmes. A projeção vai ser uma dentre as atrações do lugar, desta vez como como suporte para a apresentação da banda que esteja tocando. Desta maneira, não é a banda que se adapta ao Cine Joia, mas o contrário: o Joia será maleável o suficiente para ser um espaço totalmente novo a cada atração que o ocupar. Cada experiência de show será, portanto, única. Você vai entender melhor quando ver o negócio funcionando. Só um exemplo “besta”. O Joia tem em seu costado a movimentadíssima avenida 23 de Maio. Se uma câmera capturar as imagens da avenida e as projetar ao vivo via mapping na parede do palco, atrás da banda, vai dar a sensação para quem está assistindo que o show está sendo ao ar livre. Entendeu?


Acima
e abaixo, testes com maquetes que simulam o uso da técnica do Mapping na iluminação do palco do Cine Joia. Pode se projetar imagens paradas ou em movimento. Tudo pode na comunicação visual da casa de shows


A inauguração: O Cine Joia será dado como inaugurado às 11:11 da noite do dia 11.11.11. A festa será para convidados. Seu palco em forma de… joia… terá como estreia o som da Traditional Jazz Band, apenas com clássicos de Frank Sinatra e Ray Conniff, para recriar a atmosfera musical dos tempos do Joia antigo. Depois, a cara anos “2020” do novo Joia ficará por conta de uma atração surpresa, que ainda não pode ser revelada por questões contratuais. Mas pode se dizer que é um dos gênios da música contemporânea atual, seja qual for a a vertente do rock, indie, eletrônica admiradora do sujeito. A apresentação está momentaneamente batizada como “Show de Ursos”.

* Próximas atrações: em novembro e dezembro, “em cartaz” no Cine Joia, já dá para confirmar as seguintes atrações:


LADYTRON @ CINE JOIA – Banda de electropop indie britânica Ladytron se apresenta no dia 17 de novembro no Joia. Abertura: Boss in Drama. Fechamento: Roots Rock Revolution. Mais: “special guest” a confirmar. Info de ingressos no Facebook do Cine Joia.

DELINQUENT HABITS @ CINE JOIA – Incrível trio de hip hop de Los Angeles, de sotaque chicano, da turma do Cypress Hill. Se apresentam no Cine Joia no dia 3 de dezembro. Detalhes de ingressos nos próximos dias.

POPLOAD GIG apresenta KINGS OF CONVENIENCE – Edição número 9 do festival POPLOAG GIG, a primeira de uma série no Cine Joia. Excelentíssima banda de indie-folk da Noruega, de propriedade do senhor Erlend Oye, toca dia 8 de dezembro. Atração de abertura a confirmar. Ingressos no site da Divirto e nas lojas Chilli Beans dos shoppins Frei Caneca e Vila Olimpia. Info no Facebook do Cine Joia. Toque: os ingressos estão voando nas vendas. Agiliza!

>>>

* O Cine Joia: o endereço da casa é praça Carlos Gomes, 82, três minutos a pé do metrô Liberdade e dois quarteirões da Catedral da Sé e de rápida saída pela avenida 23 de Maio.

O site: no ar, em breve.
O Twitter: @Cine_Joia
O Facebook: http://www.facebook.com/cinejoia

Você está entendendo a menção ao “Sgt. Peppers”?
De hoje até a inauguração, mais detalhes do Cine Joia aparecerão na Popload.

>>>