Em luedji luna:

Patti Smith, The Raconteurs, Beirut, Hot Chip, Little Simz, Khruangbin, Luedji Luna… Está formado o line-up parcial do POPLOAD FESTIVAL 2019!

>>

Memorial da América Latina, São Paulo, feriado de 15 de novembro de 2019. Você já tem um programa garantido para o seu segundo semestre, aquele que tem tudo para ser uma das melhores experiências de sua vida.

Neste dia e local, o Popload Festival terá mais uma edição que já nasce histórica. Nesta quinta-feira, foi dada a largada no anúncio do line-up, que ainda é parcial. E a programação já nos faz querer viajar direto para novembro.

* Quem puxa a fila de atrações é a lendária PATTI SMITH, que fará sua estreia em palcos paulistanos. Espécie de mãe do punk, ela conquistou o mundo logo com seu disco de estreia, “Horses”, que lá em 1975 trazia uma sonoridade crua e direta, ponto essencial para o movimento que surgia na Nova York daquela época. Patti veio ao Brasil em 2006, onde tocou em Curitiba e no Rio. Agora será a vez de São Paulo!

pfpattismith

* Outra atração que chega ao Popload Festival em ritmo de estreia é o incrível THE RACONTEURS. O supergrupo americano, que botou lado a lado os geniais Jack White e Brendan Benson, conta também com os ótimos Jack Lawrence e Patrick Keeler em sua formação. E eles vão se apresentar pela primeira vez no Brasil em uma turnê de retorno após sete anos sem shows e dez anos sem disco. O show que o festival traz para o Brasil será o do novo álbum, “Help Us Stranger”, que será lançado dia 21 de junho. Só que, claaaro, hinos indies como “Steady, as She Goes” ecoarão no Memorial da América Latina.

pfraconteurs

* Se você estava sentindo falta de um indie dance delícia, o essencial HOT CHIP também estará no rolê. O grupo liderado pelos distintos e imparáveis Alexis Taylor e Joe Goddard, um dos grandes ícones do electroindie neste século, vem mostrar que “Over and Over” continua não apenas resistindo ao tempo, mas embalando ainda as principais pistas do mundo. A banda inglesa chegará ao Popload Festival também com um disco novo, “A Bath Full Of Ecstasy”, o sétimo deles na carreira, que será lançado dia 21 de junho, tipo o do Raconteurs.

pfhotchip

* Como se não bastassem todas essas atrações partindo nossos corações, ainda tem o BEIRUT no meio dessa galera toda. A banda do adorado Zach Condon chega ao Memorial da América Latina para mostrar também seu novo show, baseado no ótimo disco “Gallipoli”, lançado em fevereiro deste ano. Uma das bandas mais brasileiras da gringa, eles estreitaram essa relação com o Brasil a partir do hit “Elephant Gun”, que foi trilha da minissérie “Capitu”, na TV Globo. Depois disso, veio o movimento “Beirutando”, no qual fãs cantavam e tocavam músicas do grupo pelas ruas registrando em vídeo e publicando na internet. O disco The Rip Tide, de 2011, foi inspirado na turnê da banda pelo Brasil em 2009. Então, vamos todos “Beirutar” no Popload Festival, por que não?

pfbeirut

* Entre todos estes nomes que já possuem uma trajetória maior no mundo da música estará a rapper londrina LITTLE SIMZ. Simbi Ajikawo de nascimento, ela oferecerá ao público brasileiro sua mistura na dose certa do grime com hip-hop, do neo-soul com o jazz. Considerada uma das grandes apostas da cena inglesa na atualidade, ela já tem quase uma década de carreira, já saiu em turnê com NAS e Lauryn Hill, é adorada pelo Damon Albarn e pelo Kendrick Lamar, já se envolveu em parcerias com o Gorillaz, Khalid e recentemente no single “Favourites”, do guitarrista do Kasabian, Serge Pizzorno, agora em fase solo. Dona de seu próprio selo, onde lança seus discos, EPs e mixtapes, Little Simz vem ao Brasil acompanhada de sua banda e com o show da turnê de seu elogiado terceiro disco, o versátil Grey Area, que contém o hit “Selfish”.

pflittlesimz

* Trio instrumental do Texas, o KHRUANGBIN se auto-descreve como “chill-funk”. Esse nome maluco significa “avião” em tailandês e é uma homenagem aos discos psicodélicos do funk (tailandês!) dos anos 1960 e 70, que foram as grandes referências para o primeiro disco do grupo, que é conhecido por misturar inúmeras influências de world music. Eles estarão no Popload Festival apresentando a turnê do segundo álbum, “Con Todo El Mundo”, lançado ano passado. A baixista Laura Lee costuma dizer que a sonoridade da banda se encaixa bem na trilha sonora de um filme do Tarantino. Não à toa, o Iggy Pop é fã dos caras.

pfkhruangbin

* Quem completa esta primeira leva de atrações do Popload Festival é LUEDJI LUNA, uma das vozes mais marcantes da nova geração da CENA brasileira. Residindo em São Paulo há quatro anos, tem participado de projetos audiovisuais (como o Sofar Sound) e se apresentado em várias casas de shows tradicionais da cidade! A “africanidade pop” de seu disco de estreia tem influências do jazz, da MPB, do blues e de ritmos afro-brasileiros. Ela vai abrir a edição 2019 do festival acompanhada de um cortejo um tanto especial do ILÊ AIYÊ, o mais antigo bloco afro do Carnaval de Salvador, na ativa desde 1974 e com mais de 3 mil associados. Um Carnaval Indie, afinal.

Em breve, serão anunciadas novas atrações.

O POPLOAD FESTIVAL acontece no feriado nacional do dia 15 de novembro, sexta-feira, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Os ingressos custam a partir de R$190,00 e já podem ser adquiridos através do site www.ticketload.com.

poster_poploadfestival2019

SERVIÇO POPLOAD FESTIVAL 2019
Data: 15 de novembro (sexta-feira, feriado nacional)
Local: Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo – SP – CEP: 01156-001)
Abertura das portas: 10h
Início dos shows: 11h
Classificação etária: a partir de 16 anos desacompanhados. Menores entre 14 e 16 anos somente acompanhados de um responsável legal. Proibida a entrada de menores de 14 anos. Este evento requer autorizações específicas, acompanhe a atualização da expedição de alvarás através do site oficial.

Ingressos: Pista e Pista Premium
PISTA 1º LOTE: R$ 190,00 (meia-entrada) e R$ 380,00 (inteira)
PISTA 2º LOTE: R$ 240,00 (meia-entrada) e R$ 480,00 (inteira)
PISTA 3º LOTE: R$ 290,00 (meia-entrada) e R$ 580,00 (inteira)
PISTA 4º LOTE: R$ 350,00 (meia-entrada) e R$ 700,00 (inteira)
PISTA PREMIUM: R$ 400,00 (meia-entrada) e R$ 800,00 (inteira)

Serviços Extras:
Early Entrance (entrada antecipada): R$ 120,00

Parcelamento em até 3x nos cartões de crédito (consultar bandeiras) e exclusivamente para compra de ingressos. O serviço de early entrance não aceita parcelamento.

Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário no ato da compra e entrada do evento (para compras na bilheteria oficial e pontos de venda físicos) / na entrada do evento (para compras via internet). Para mais informações acesse: www.ticketload.com/meia-entrada

VENDAS:
BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro – São Paulo (SP).
Segunda-feira – FECHADA
Terça-feira a Sábado: das 12h às 20h
Domingo e feriados: das 13h às 20h

LOCAIS DE VENDA – COM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Pela Internet: www.ticketload.com
Entrega em domicílio – taxas de conveniência e de entrega.

>>

Melhores do Ano da Popload. Qual o SHOW NACIONAL de 2018? Vote

>>

Untitled-6
bacoexudoblues

* Estou para dizer que nunca tivemos, no Brasil, para a seara independente, um ano como 2018. Numa época bem difícil nossa como nação, com economia zoada e forte tendência ao desmantelamento de projetos legais, a CENA caminhou linda, mesmo que aos trancos e barrancos. As bandas crescem e aparecem, os festivais indies se consolidam e se conectam e se ajudam cada vez mais e o público, ah o público, tem ido atrás.

Seja em São Paulo, na Barra da Tijuca, em BH, Caxias do Sul, Floripa, Natal, Recife, Brasília, Uberaba, Uberlândia, Goiânia, Salvador, o coração indie pulsa que é uma beleza.

E o que é mais incrível, como tem sido de uns anos para cá, todo mundo acaba reunido em dezembro na SIM SP, misturado até com gringos, num centro cultural que tem uns 30 clubes como tentáculos.

Daí surgem coisas como eu ter visto uma carioca tocando num festival em Florianópolis e decidido botá-la num festival em São Paulo. Ou um festival do Recife vir acontecer em São Paulo, consagrando um rapper baiano, dentro de um ex-clube eletrônico gay que estava praticamente desativado para eventos indies. Ou um produtor goiano arquitetar a melhor programação da noite paulistana numa revampirizada casa da fervente Potato Valley. O indie brazuca tá foda.

No meio dessa movimentação toda, ora pois, tem os shows em si. Todo dia, toda hora, em todo lugar. Todo tipo de banda, todo tipo de pegada, todos os ritmos, toda formação possível e impossível. A cena brasileira independente enriqueceu.

Como resultado de tudo isso, a gente quer saber seu voto. Venha quem vier. Jaloo no Balaclava Fest, Edgar no Festival DoSol em Natal, Letrux no sol escaldante no Popload Festival, Boogarins no Coquetel Molotov em Recife, Baiana System sacudindo o Bananada em Goiânia, Maurício Pereira na Casa de Francisca no Centrão, O Terno na semana que vem no Cine Joia (faça sua projeção, ué), Carne Doce no Agulha em Porto Alegre, LETO no CRIA Festival dentro da Casa das Caldeiras enquanto fora tinha 20 mil pessoas na festa do título do Palmeiras, Liniker & O Terno no Popload Festival, Supervão na Casa da Luz, no chão da pista, durante a SIM SP, Luedji Luna no Coala, Black Pantera no Centro Cultural, Raça no Locomotiva em Piracicaba, Rakta no Locomotiva em Piracicaba, Elza Soares no Cine Joia, Holger no Meca Fabriketa, Luiza Lian no Teatro Oficina, Heavy Baile (RJ) na festa do Bananada (GO) na SIM SP dentro do Z.

Entende o rolê que tá?

Vota aí, então. VOTA AQUI, então.

Semana que vem sai a lista da Popload e a da galera, em post de resultados. No meio dessa diversidade louca, quem vai ganhar, será?

oternolocomotiva
Captura de Tela 2018-12-14 às 7.32.05 PM

***

** As fotos deste post: A primeira é da banda Holger em performance num dos Balaclava Fest no ano, em imagem de Fabrício Vianna. A segunda é do rapper baiano Baco Exu do Blues no Coquetel Molotov SP, foto de Youtube. A terceira é O Terno em ação no Locomotiva Festival, em Piracicaba. A quarta, de Luiza Lian (feita por Thais Mallon), no clube Z, no Largo da Batata, durante a SIM SP, em foto de Fabricio Vianna, que também é responsável pela da home da Popload, um “vu-pá” da Letrux no Popload Festival.

>>