Em mad cool:

Mais cool do que mad. Ou o contrário? O show inteiro e em preto e branco do Nine Inch Nails em Madrid

>>

Foto: DIYMAG

Foto: DIYMAG

Depois de liberar para o mundo um vídeo incrível ao lado de Gary Numan, em dobradinha que rendeu uma performance matadora de “Metals” (1978), o Nine Inch Nails agora aparece em um registro de seu show no Mad Cool Festival, no último final de semana em Madrid.

O show foi transmitido por uma TV local e agora está ao nosso alcance. Daquele jeito NIN de ser, soturno, pesado e com imagens em preto e branco.

O grupo de Trent Reznor lançou mês passado o disco “Bad Witch”, que foi originalmente planejado como o terceiro EP de uma trilogia, que se iniciou em dezembro de 2016 com “Not the Actual Events”, continuou no meio de 2017 com “Add Violence” e estava programada para terminar no fim do ano passado. Reznor levou a ideia mais adiante e expandiu o EP para um LP (apesar de ter apenas seis faixas e 30 minutos).

>>

Arctic Monkeys todinho no Mad Cool, com as músicas novas (ahhhh!) e cheio de hits (êêêêê!). Vai se acostumando com esse show, porque no ano que vem…

>>

* We’re going back to 505.

Untitled-1

* Já se acostumou com (engoliu) o disco novo do Arctic Monkeys? Pois acho bom. Primeiro porque aqui abaixo a gente tem eles tocando no festival mad e cool Mad Cool de Madrid, neste final de semana que passou, show inteiro, tirado da TV espanhola. Do “problemático”rec£em-lançado sexto álbum, “Tranquility Base Hotel & Casino” eles tocaram cinco músicas, que ao vivo ficam melhores do que no disco thanksgodalmighty. O resto é uma chapuletada de hits.

Se você não se importa em ver o nosso querido Alex Turner pentear a cabeleira no palco, vestido na estica com roupa da Savile Row e sapatos Hermès, você vai amar o show, como de costume.

Show este que a gente começa a saber, e esse assunto vai perdurar daqui para a frente neste espaço, vem ao Brasil em 2019. Há uma luta de bastidores para ver se essa nova turnê vem como solo pela América do Sul ou, até mais provável e isso está cada vez hot, como headliner dos próximos Lollapalooza latinos, como já têm jurado nossos jornalistas hermanos bem-informados.

Por enquanto, “só” mais um show f•da do Arctic Monkeys, aqui embaixo:

>>

Mad e cool: festival em Madrid promove primeiro show do Tame Impala em 2018 e tem tretinha entre Massive Attack e Franz Ferdinand

>>

Foto: Inma Flores

Palco do Massive Attack. Vazio, claro. Foto: Inma Flores

Um dos eventos que tem crescido cada vez mais no circuito dos festivais de verão na Europa, o Mad Cool de Madrid, considerado o melhor line-up de festival de verão do ano (claro, tem o Popload Festival, que não se enquadra nesta categoria. Hehe) reservou alguns momentos significantes no fim de semana que passou. Vamos por partes.

Na quinta-feira, o Mad Cool foi palco do primeiro show do Tame Impala em 2018. A banda de Kevin Parker fez um dos melhores shows do festival, diz a imprensa espanhola. O palcão com telões incríveis ajudou na pegada lisérgica, tipo nessa “Let It Happen”. Junto, tem um vídeo com um compacto de 40 minutos feito por um fã na grade.

* No entanto, o maior bafafá do evento aconteceu na sexta, quando o Massive Attack se recusou a fazer seu show por causa do barulho que o Franz Ferdinand estava fazendo em outro palco. Eles justificaram para a organização que “o som do palco do Franz Ferdinand poderia incomodá-los durante o show”.

A produção do Mad Cool, em comunicado, informou que tentou resolver o problema de todas as formas, inclusive atrasando outros shows antes do Massive Attack para que a banda subisse ao palco em um horário que o show do FF tivesse terminado. Mas, “por decisão unilateral da banda”, não rolou.

No Twitter, Alex Kapranos chegou a responder com um emoji o comunicado emitido pelo Mad Cool, que foi posteriormente apagado.

>>

Tame Impala é anunciado em dois festivais no verão europeu. O bastante para começar um papo sobre disco novo

>>

130715tame

Banda que deixa a galera do indie toda louca, o Tame Impala anunciou seus dois primeiros shows em festivais no meio do ano, o bastante para os fãs começaram a cogitar um novo álbum.

Sem lançar um disco de estúdio desde 2015, quando botou no mercado o incrível “Currents”, o grupo australiano está confirmado como atração do Mad Cool Festival, em Madrid, dia 12 de julho, e também no Citadel Festival, em Londres, três dias depois.

Em novembro do ano passado, Kevin Parker relançou “Currents” em uma versão turbinada, com a cascata de “edição de colecionador”. O lado bom é que a versão atualizada teve um pacote que incluiu duas remixes, entre elas uma do incrível Soulwax para “Let It Happen”, e ainda três b-sides que nunca haviam sido lançadas antes. Esse material inédito virou um EP.

Vamos ver quais serão os próximos passos de Parker, que recentemente gravou canções com a cantora SZA, produzidas pelo seu chapa Mark Ronson.

madcool2018

>>