Em mark ronson:

Onde está seu Deus agora? Novo single da Lady Gaga tem a produção de Kevin Parker, do Tame Impala

>>

170816_gagaparker

É oficial: o mundo está de cabeça para baixo. A velha discussão entre o que é pop e o que é indie deve acabar (ou só começar) com “Perfect Illusion”, novo single da popstar Lady Gaga, que há três anos não solta música inédita.

Ela, que lançou em 2013 o disco “ARTPOP”, andou se aventurando especialmente na carreira de atriz nos últimos anos, chegando a ganhar inclusive um Globo de Ouro de “melhor atriz” pelo seu papel na minissérie “American horror story: Hotel”. Além disso, ela está confirmada no remake de “A Star is Born”, de Bradley Cooper.

O retorno musical de Lady Gaga, cada vez mais desprendida de sua fase freak (ela chegou a lançar um disco e sair em turnê com o crooner Tony Bennett), chega com uma notícia um tanto chocante. “Perfect Illusion”, seu novo single que será lançado mês que vem, foi produzido por nada menos que Kevin Parker, a mente brilhante do incrível e psicodélico Tame Impala.

Ainda não há uma data exata do lançamento, mas o que se sabe é que a parceria foi diretamente influenciada por Mark Ronson, que tem trabalhos registrados com ambos. Há mais ou menos dois meses, Ronson postou em seu Instagram uma foto de Gaga e Parker em um estúdio, com a legenda “Illusion”. Agora tudo faz sentido. Ou não.

Illusion

Uma foto publicada por Mark Ronson (@iammarkronson) em

>>

Esquadrão indie. A mistura dark do Action Bronson com o Dan Black Keys e o Mark Ronson

>>

020816_dan2

Não bastasse todo o hype, o filme “Esquadrão Suicida” tem como um de seus aperitivos sua trilha sonora recheada de bons nomes. Tem Skrillex com Rick Ross, Creedence Clearwater Revival, Eminem, Grimes, Lil Wayne e Wiz Khalifa.

Uma das 14 faixas que estão no disco é “Standing in the Rain”, gravação que uniu o rapper Action Bronson, o produtor Mark Ronson e o guitarrista/cantor Dan Auerbach, do Black Keys.

A canção estreou hoje no programa do bamba Zane Lowe, que também bateu um papo com Dan. Junto com a música, foram liberadas artes gráficas com os rostos dos envolvidos estilizados em desenhos de caveira. Ficou cool.

020816_danauerbach_slidr

>>

Filme da Amy terá sessão especial no Brasil

>>

* I told you, I was trouble. You know that I’m no good.

amy

O contundente documentário da saudosa cantora inglesa Amy Winehouse, o filme “Amy”, que teve estreia de gala na Inglaterra em julho e quando chegou aos cinemas quebrou o recorde de documentário britânico mais visto no final de semana de estreia na história, vai ganhar sessões especiais e exclusivas no Brasil nos dias 26 e 29 de setembro agora, com salas, horários e venda de ingressos ainda a ser divulgados.

Uma iniciativa da gravadora Universal Music e do grupo Cinemark, “Amy” chega aqui depois de já ter passado nas grandes cidades da Europa e nos EUA. Dirigido por Asif Kapadia, o superelogiado filme (menos pelo pai dela) conta a ascensão e queda da talentosíssima Amy Winehouse, que deu voz a um exército de mulheres cantoras da cena pop-indie-soul-jazz, mas morreu prematura em julho de 2011, na cabalística idade dos 27 anos, afogada em álcool. Vida marcada por tretas generalizadas, familiares e além.

“Amy” teve seu début mesmo em maio, no festival de Cannes, na França. Inclusive, a cantora “apareceu” no último festival Glastonbury, em junho, com o filme e com sua voz, durante show do produtor, músico e DJ Mark Ronson, seu amigo e, digamos, incentivador na carreira.

Veja abaixo o público do Glasto cantando “Valerie”, sucesso dos Zutons mas que ganhou projeção mundial com Amy, durante show do Mark Ronson no festival. Ainda, um vídeo promocional com cena do filme, em que a pobre Amy canta uma versão a capella tocante da maravilhosa “Back to Black” no estúdio, enquanto Ronson controla a mesa de produção. Ainda, a cover espetacular que o grupo indie lindo Arctic Monkeys fez do clássico “You know I’m No Good”, a melhor releitura que os Monkeys fizeram na carreira. Vídeo para acompanhar com a letra f*da de Amy.

>>

Foals “light” na Austrália. E ainda prestando homenagem indireta ao Kevin Parker

>>

140815_foals1

Em vias de lançar seu aguardado novo disco, a banda inglesa Foals está promovendo seu “What Went Down” em alguns dos principais canais de divulgação de música no mundo. O álbum sai dia 28 agora.

A mais recente parada foi na ótima rádio australiana Triple J, onde o grupo de Oxford mandou seu novo single, “Mountain At My Gates”, em versão algo light para os padrões sonoros deles. A boa notícia é que a session foi no programa Like A Version, ou seja, eles foram obrigados a fazer uma cover.

E a música escolhida foi uma espécie de homenagem ao herói indie local Kevin Parker, líder do Tame Impala. Não chega a ser uma faixa da banda australiana, mas sim da parceria de Kevin com o produtor Mark Ronson, “Daffodils”, presente no disco “Uptown Special” do artista americano radicado na Inglaterra.

Nunca é demais lembrar, o Foals vem ao Brasil em outubro para shows em São Paulo e Rio de Janeiro.

>>

Pintou bromance: Kevin Parker e Mark Ronson de rolezinho pela Austrália

>>

310715_kevinronson

Em rolê tourístico pela Austrália, o produtor bamba inglês Mark Ronson está com uma banda “mais ou menos”. Kevin Parker, do Tame Impala, numa guitarra, o também australiano e absurdo Kirin J Callinan em outra e nos vocais o cantor do grupo sueco Miike Snow, o Andrew Wyatt.

Claro, banda boa ou artista bom, quando caem na Austrália, vão direto fazer session para a rádio Triple J, de Sydney, uma das emissoras indies mais legais do planeta.

310715_kevinronsontriplej

Nesta session, Mark Ronson levou seus meninos para uma performance da fofa “Daffodils”, faixa de seu mais recente álbum, “Uptown Special”, música em que Kevin Parker colabora com sua garganta psicodélica.

Como na Triple J toda banda tem que deixar uma session boa, como na Popload Session e na Radio One, a turma do Ronson mandou ver uma versão de “Sat by the Ocean”, tipo baladaça malemolente de Josh Homme e seu Queens of the Stone Age. Quem canta essa é o Andrew Wyatt. Que saudade, Andrew. Lembra do seu show do Estúdio Emme?

* Kevin Parker também fez uma participação super especial no show de Mark no festival local Splendor in the Grass, quando tocou nas canções “Summer Breaking” e “Daffodils”. Bela blusa, não?

>>