Em michael kiwanuka:

Luxo e requinte. Uma session absurda do Michael Kiwanuka para o Tiny Desk

>>

* Na voz, no violão e nos teclados, Michael Kiwanuka. Na tela, uma session para a série cool da NPR, o conglomerado de rádios alternativas americanas, nossa prediletíssima Tiny Desk Concerts, na versão “home” faz tempo e ainda pelo “foreseeable future”.

Que coisa linda essa performance, a vibe, as cores, as cinco músicas que o espetacular cantor, produtor e multiinstrumentista britânico gravou direto de uma “Londres chuvosa” para mandar para a série americana, que na pandemia reforçou o conceito de session intimista ao extremo e tem vivido grandes momentos.

O premiado Kiwanuka, que tocou principalmente canções de seu terceiro álbum, homônimo e excelente, vive numa fase espetacular em seu som indie folk black único. Nem vamos citar suas participações tipo secretas na misteriosa banda Sault, um dos grandes nomes do ano na música.

A lista de músicas da Tiny Desk com o Kiwanuka é a seguinte:

“Light”
“Hard To Say Goodbye”
“Hero”
“Cold Little Heart”
“Solid Ground”

Tenha uma prazerosa terça-feira à tarde:

>>

Here’s the thing: as incríveis apresentações de Sports Team e Porridge Radio no Mercury Prize 2020

>>

Captura de Tela 2020-09-25 às 11.50.04 AM

* Nesta semana aconteceu em Londres, do jeito que deu para acontecer, meio na internet meio no rádio, a cerimônia do Mercury Prize, um dos mais honestos e legais prêmios da música britânica. A premiação, que acontece desde 1992 e só tem uma categoria, a de “disco mais relevante do ano”, teve o “Screamadelica” do Primal Scream como o primeiro vencedor.

O Popcast, o podcast da Popload, fala bastante nesta semana do Mercury Prize 2020 e de seu vencedor, o espetacular Michael Kiwanuka e seu discaço homônimo, ele que anda até com envolvimentos obscuros com a misteriosa banda Sault. Merecidaço. O episódio já está no ar.

Mas à reboque do prêmio tem as apresentações especiais para a ocasião. Foram muitas bem boas. Mas sacamos aqui duas delas, de bandas que a gente paga um tributo lascado e lançaram discões também neste ano: Sports Team (foto na home) e Porridge Radio (foto acima).

Eu juro que não ia ficar chateado se o Sports Team levasse o Mercury.

Deixamos ambas aqui embaixo, para sua degustação:

>>