Em Mike D:

Warpaint nas mãos de um beastie boy. Ouça a versão remixada de “New Song”, feita pelo Mike D

>>

120315_warpaint1

Mês passado, as meninas do Warpaint voltaram com seu terceiro álbum de estúdio. “Heads Up” é o primeiro disco do grupo de Los Angeles em dois anos e aparece como sucessor do belo disco homônimo, que bombou a banda de vez de 2014 para cá. As meninas até gravaram separadamente, com as sessions acontecendo de forma individual ou em duplas.

O single que puxa os trabalhos do álbum, chamado “New Song”, ganhou uma releitura de ninguém menos que Mike D, um dos integrantes do lendário Beastie Boys, que botou batidas eletrônicas na canção, mas a deixou cadenciada e desacelerada, cheia de samples.

Mike D retornou a carreira com o gás, após o triste fim dos Beastie Boys e o tempo de luto, da banda e do amigo beastie, o Adam Yauch (que morreu de câncer, em 2012). O beastie boy produziu e participou e é mencionado em uma música do recentíssimo novo álbum do excelente duo punk Slaves, “Take Control”.

O resultado da parceria Mike D e Warpaint pode ser conferido abaixo.

171016_miked

>>

Mais um vídeo muito loko do Slaves, featuring Mike D, dos Beastie Boys. Apenas

>>

Captura de Tela 2016-09-22 às 5.13.58 PM

* Nem sei mais o que falar do Slaves e de seu disco novo, e do Mike D com o Slaves e essa música e esse vídeo.

Quiser algo mais “profundo”, escrevi ontem aqui. Senão, direto ao vídeo, que você ganha mais.

Captura de Tela 2016-09-22 às 5.31.02 PM

>>

A nova música do Beastie B… quer dizer, do Slaves

>>

* Uma mistura de Nirvana, Mudhoney, punk e Beastie Boys mesmo, chegou hoje aos nossos ouvidos, à internet e em especial ao Spotify a música “Consume or Be Consumed”, outra do disco do ano, que ainda sai no dia 30 de setembro agora.

“Consume or Be Consumed” é do duo punk Slaves, vai estar no segundo álbum da dupla inglesa, o “Take Control” (capa abaixo), e tem vocal de Mike D, um dos sócios fundadores da entidade rap americana Beastie Boys, um dos melhores grupos dos anos 90 (o que não é pouca coisa).

consume-or-be-consumed

Mike D é o produtor do novo álbum do Slaves. Inclusive aparece citado nominalmente na musicaça, a “Take Control”.

Ouça “Consume or Be Consumed” e vá compondo o novo disco do Slaves, com “Take Control” e “Spit It Out”.

** O twitter do @slaves já solta alguns segundos do vídeo de “Consume or Be Consumed”, anunciado para os próximos dias.

*** O tracklist todo de “Take Control” é o seguinte:

– Spit It Out
– Hypnotised
– Consume Or Be Consumed ft. Mike D
– Take Control
– Mr Industry (Skit)
– Rich Man
– Play Dead
– Lies
– Fuck The Hi-Hat
– Gary (Skit)
– People That You Meet
– Steer Clear ft. Baxter Dury
– Cold Hard Floor
– STD’s/PHD’s
– Angelica
– Same Again

>>

Slaves solta mais um single do melhor disco do ano

>>

* Ou estamos enganado, Thom Yorke?

Captura de Tela 2016-09-15 às 10.19.54 AM

A insólita banda punk inglesa Slaves fez um vídeo zoeira em casa para apresentar outra música nova que estará em seu novo disco, “Take Control”. Uma dupla, Isaac Holman (“baterista” e vocalista) e Laurie Vincent (guitarrista), o Slaves vem com seu segundo álbum agora dia 30 de setembro, que promete ser melhor ainda que seu ótimo disco de estreia, “Are You Satisfied”, de junho do ano passado.

A nova música nova do disco, “People That You Meet”, é demais, vídeo besta idem. Na letra, quase uma dessas músicas de escola, o cara lista um monte de gente que ele encontra na rua e conta uma pequena historinha.

A última delas é de um cara chamado Michael, que ele diz ser de Nova York mas que mora numa mansão com vista para o mar em Malibu, paraíso californiano. O Michael um dia ligou para o amigo de Isaac, o Laurie, guitarrista. E que o Michael costumava ser um beastie boy e agora trabalha para ele.

Michael, na música, é Mike D, ex-Beastie Boys, que ligou para o Slaves se oferecendo para ser produtor do disco novo.

Táááá?

>>

“Novo Coachella”, de Nova York, teve de SIA a Diplo, mais uma le tigre e um beastie boy

>>

* Nesta era doida de festivais sem fim, principalmente no verão dos países “lá em cima”, que engloba Europa e EUA, aconteceu neste final de semana a primeira edição do Panorama Festival, evento de música e arte talhado pela produtora multimilionária Golden Voice para ser o “Coachella da Costa Leste”. Pois bem.

Screen Shot 2016-07-24 at 23.03.23

O festival, armado na Randall’s Island, uma ilha de rio entre Manhattan e o Queens, que no passado entre outras coisas era utilizada para isolar os doentes de varíola, teve como headliners a banda canadense Arcade Fire e seu show de sempre, para o bem e para o mal, o Kendrick Lamar e o caseiro LCD Soundsystem, que diferentemente do que viu diante de si no festival escocês T in the Park, teve um enorme público para prestigiá-lo. New York I love you and you bring me up, James Murphy deve ter pensado.

Screen Shot 2016-07-24 at 22.58.11

Outras atrações bombator do Panorama, pelo que li/acompanhei, foram a incrível SIA, a farra do Major Lazer do Diplo, o show novo do Blood Orange e o Despacio, a tenda soundsystem bem louca do James Murphy e dos 2ManyDJs, com sete torres de som ao redor da pista, um globo giga ao centro e o foco não no DJ, mas sim na galera. Vocês lembram-se disso no Coachella, né?

Teve Broken Social Scene, The National, Kurt Vile e Sufjan Stevens para os indies das antigas. E Daughter, Anderson.Paak, Julian Ruin (a banda da heroína Kathleen Hanna, ex-Le Tigre e pilar do movimento GLS da música na maior cidade do mundo) e o Front Bottoms para os avant-indies. E vários outros.

Fizemos uma compilação rápida de uns momentos bons deste primeiro Panorama, as it follows.

* Beastie boy original, músico do lendário grupo de hip hop do pedaço, encheu de som de sua ex-banda em DJ set disputadíssimo, no Panorama. Tipo assim:

* Arcade Fire marchando entre o público no final do show, batucando e metalizando David Bowie com a Preservation Hall Jazz Band. Reinterpretaram “Rebel Rebel”, “Suffragette City” e “Heroes” de modo zoneado. Aqui, a parte de “Heroes”.

* A balada do Despacio em 11 minutos.

>>