Em minha cabeça:

CENA – Luna França, agora em vídeo, enfrenta suas nóias na escuridão

1 - cenatopo19

* Luna França, cantora, tecladista, compositora e produtora que não só já tem um trabalho com seu nome para chamar de seu meeeeesmo e é a mais nova integrante do selo virtual CENA, da Popload, tem agora os visuais para mostrar o que se passa em sua cabeça.

Luna lançou na semana passada o single “Minha Cabeça”, seu exercício solo depois de tocar com um mnote de gente legal, mas apenas no papel de colaboradora. Agora Luna França é protagonista.

Cópia de 46620019

Protagonista inclusive no vídeo do single que lança nesta semana, bem bonito, em que ela enfrenta suas escuridões em busca de se encontrar entre realidade e encanações internas. O roteiro e direção do vídeo é da própria artista, em parceria com Matias Borgström e Thany Sanches. Ele é inspirado na obra da cineasta ucraniana Maya Deren, uma das precursoras do cinema experimental americano nos anos 40 e 50.

Palmas para Luna!

>>

Luna França lança seu primeiro single, “Minha Cabeça”, e entra para o selo CENA, da Popload

1 - cenatopo19

3 - lunafranca3

* A cantora, tecladista, compositora e produtora Luna França é a mais nova integrante do selo CENA, outro dos braços da Popload, que tem site, festival, selo de shows, rádio e agora penetra com sua chancela numa certa estampa curatória da nova música brasileira, a CENA. O primeiro a ter o selo CENA foi o músico carioca Marcelo Perdido, com seu mais recente álbum, o ótimo (OK, somos suspeitos) “Não Tô Aqui para Te Influenciar”, lançado em junho.

Luna França ganha frente de seu projeto depois de ser bem conhecida por trás da CENA. Explico: ela por anos tem tocado com artistas do quilate de Tiê, Rafael Castro e Papisa. Agora está no holofote. E, como primeiro ato no selo CENA, ela lança o single “Minha Cabeça”, que tem produção musical assinada por ela e por André Whoong.

2 - capa minha cabeca

Apesar de não ter sido composta em tempos de quarentena, ​”Minha Cabeça” ​ganha novo significado que muito tem a ver com o momento atípico que estamos vivenciando em 2020. A composição fala sobre estar preso dentro dos próprios pensamentos, a sensação de claustrofobia, ansiedade e busca por si. ​”Socorro, alguém me escuta! Será que tem alguém lá fora da minha cabeça?”​, diz a canção.

“Minha Cabeça” foi uma das primeiras composições da artista, feita em um momento em que ela estava apenas começando a tatear o universo da composição.

“Era uma época cheia de dúvidas, inseguranças e medo do novo. Sentia a necessidade de me libertar e me expressar de alguma forma, mas não sabia como. Em um momento de ansiedade e angústia, no meu quarto, escrevi essa letra de uma só vez. Fui entendê-la mais profundamente anos depois”, revela.

Este trabalho também foi a porta de entrada da artista no mundo da produção musical. No caso de ​”Minha Cabeça”, os synths, vozes e beats foram criados por Luna em sua própria casa e lapidados junto a Whoong no Estúdio Rosa Flamingo, dele e da cantora Tiê. A bateria foi gravada por Arthur Kunz.

O single contou ainda com a mixagem de Tó Brandileone (5 a Seco, Anavitória) e masterização de Carlinhos Freitas (Caetano Veloso, Marina Lima, Céu, entre outros).

Complementando a atmosfera de ​”Minha Cabeça”, as fotografias analógicas para capa e material de divulgação foram realizadas em Cabo Polônio (Uruguai) pela fotógrafa e artista visual Thany Sanches, que assina a direção criativa de toda a parte estética do projeto.

A faixa ganhará também um video que será lançado muito em breve, produzido em parceria entre Salga Filmes (BIKE, Neptunea) e Panamá Filmes (Tulipa Ruiz, O Terno).

>>